CINEMA I Estreias: Thor: Amor e Trovão, Os Primeiros Soldados, Lola e Seus Irmãos, Gyuri, O Acontecimento

Não quer assistir a ‘Thor: Amor e Trovão’? Conheça as outras estreias dos cinemas
HENRIQUE ARTUNI

SÃO PAULO – Depois do sucesso retumbante de “Doutor Estranho no Multiverso da Loucura”, que mergulhou numa fantasia sombria sob as rédeas de Sam Raimi, a Marvel agora se rende à paz e ao amor. Isso porque o elétrico diretor Taika Waititi comanda “Thor: Amor e Trovão”, que estreia nessa quinta-feira, dia 7.

O filme domina as salas de cinema e traz pitadas de comédia romântica —com direito a Chris Hemsworth mostrando às nádegas ao público. A aventura é recheada das estripolias multicoloridas características do cineasta, conhecido por “Jojo Rabbit” por “Thor: Ragnarok”, de 2017.

Mas o longa do super-herói não é o único a estrear. Do outro lado do front, temos o lançamentos de “Os Primeiros Soldados”, estrelado por Johnny Massaro, que busca usa uma poesia soturna para falar do início da epidemia de Aids no Brasil.

O longa foi destaque no Festival de Tiradentes e também terá um sessão especial promovida pela Folha nesta quarta, dia 6, às 19h30, no Espaço Itaú do shopping Frei Caneca. Nela, o repórter da Ilustrada Leonardo Sanchez conduzirá uma conversa com o diretor Rodrigo de Oliveira, Massaro e Renata Carvalho.

O cinema nacional também oferece o documentário “Gyuri”, sobre a trajetória da fotógrafa Claudia Andujar e sua relação com o povo yanomami.

Outro destaque é “O Acontecimento”, vencedor do Leão de Ouro em Veneza, que se baseia no romance autobiográfico de Annie Ernaux, no qual ela narra ter feito um aborto na França dos anos 1960. O filme promete deixar o espectador com os nervos à flor da pele ao trazer uma câmera grudada à protagonista e a suas dores.

Mais leve é “Lola e Seus Irmãos”, dirigido e estrelado por Jean-Paul Rouve, sobre o amor fraternal mesmo em tempos turbulentos. Saiba mais abaixo sobre as estreias da semana.

*

O Acontecimento
Baseado no romance autobiográfico de Annie Ernaux, o filme vencedor do Festival de Veneza chega num momento em que o aborto volta a ser discutido politicamente no Brasil, nos Estados Unidos e em outros países. Seguindo a escola dos irmãos Dardenne, a câmera de Audrey Diwan se cola na protagonista que, na França de 1963, vai ter de escapar das amarras sociais para conduzir o procedimento cercado de dilemas morais.
França, 2021. Direção: Audrey Diwan. Com: Luàna Bajrami, Louise Orry-Diquero, Anamaria Vartolomei. 16 anos


Gyuri
Este documentário recorda a improvável relação entre uma pequena aldeia húngara e o povo yanomami na Amazônia. O elo entre esses dois lugares é a fotógrafa Claudia Andujar, que sobreviveu à Segunda Guerra Mundial, se exilou no Brasil e constituiu a carreira nas arte e na luta por essa população indígena.
Brasil, 2021. Direção: Mariana Lacerda. Livre


Lola e Seus Irmãos
O drama com pitadas de comédia é dirigido e estrelado por Jean-Paul Rouve, figura de sucesso comercial na França. Ele interpreta Benoît, um sujeito que se casa pela terceira vez e está prestes a ter um filho. Ao lado de Pierre, que passa por problemas profissionais, eles são os irmãos da protagonista —uma advogada apaixonada por um cliente.
França, 2018. Direção: Jean-Paul Rouve. Com: Ramzy Bedia, Jean-Paul Rouve e Ludivine Sagnier. 12 anos


Os Primeiros Soldados
Este filme estrelado por Johnny Massaro retrata uma trupe de jovens gays que, na virada para 1984, descobrem estar infectados pelo vírus HIV. O início da epidemia de Aids, no Brasil, porém, não é retratada com moralismo, mas a partir de uma poesia melancólica para falar das bases do ativismo LGBTQIA+.
Brasil, 2021. Direção: Rodrigo de Oliveira. Elenco: Johnny Massaro, Vitor Camilo, Renata Carvalho. 14 anos


Thor: Amor e Trovão
A nova aposta da Marvel tenta seguir um tom mais leve após o mundo sombrio de “Doutor Estranho”. Agora, o deus do trovão esbanja a sua faceta paz e amor —claro que só até o momento em que surge um vilão carniceiro. A porradaria é completada por Korg e o “girl power” da Poderosa Thor, nada menos do que a ex-namorada do deus, interpretada por Natalie Portman. Tudo é embalado pelas cores e o humor berrante de Taika Waititi, que dirigiu “Thor: Ragnarok” e “Jojo Rabbit”.
EUA, 2022. Direção: Taika Waititi. Elenco: Chris Hemsworth, Natalie Portman, Tessa Thompson. 12 anos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.