CINEMA I Estreias: Boa Sorte, Leo Grande, Aos Nossos Filhos, Um Herói, DC Liga dos SuperPets, Virar Mar, Eu, Christiane F.

Longas são os últimos lançamentos das férias de julho, que dominam as salas de São Paulo
HENRIQUE ARTUNI

Divulgação
Cena de ‘Boa Sorte, Leo Grande’, filme estrelado por Emma Thompson – ‘Boa Sorte, Leo Grande’, filme estrelado por Emma Thompson

SÃO PAULO – Alguns geram polêmica pelas drogas, outros pelo sexo e há ainda os que causam burburinho por plágio. Seja o motivo que for, os filmes que estreiam nos cinemas paulistanos nesta quinta-feira, dia 28, contemplam muitos cenários.

No caso de “Boa Sorte, Leo Grande”, que está sendo alardeado porque Emma Thompson aparece nua no longa, a história é singela, mas com pitadas de ousadia —nela, uma professora aposentada contrata um garoto de programa para descobrir o que é um orgasmo.

Já “Eu, Christiane F., 13 anos, Drogada e Prostituída”, como antecipa o título famoso, traz um panorama de horror numa Berlim em ruínas. O filme cult dos anos 1980 completa 40 anos e chega em cópia remasterizada aos cinemas e não poupa os espectadores de cenas gráficas do declínio da jovem protagonista. E, é claro, também há a presença e a música de David Bowie para embalar a trama.

“Um Herói”, filme de Asghar Farhadi, também chega às salas após ser premiado e acusado de plágio por uma ex-aluna do cineasta. O caso ainda está em julgamento, mas não tira os louros da nova trama do oscarizado diretor de “O Apartamento” e “A Separação”, premiada no Festival de Cannes. Inspirado num caso real, o filme acompanha um homem atolado de dívidas que vira sensação nacional ao devolver uma bolsa cheia de ouro perdida para o seu dono.

A semana ainda tem o drama “Aos Nossos Filhos” e os documentários “Brasil África – Um Elo Natural”, “Poetas do Céu” e “Virar Mar”. Confira abaixo os lançamentos desta semana.

Aos Nossos Filhos
A adaptação da peça de Laura Castro chega aos cinemas pelas mãos de uma portuguesa bem conhecida dos brasileiros. Atriz do recente “Verdades Secretas” e também de “Pulp Fiction”, Maria de Medeiros é diretora e conduz esta história, em que Vera, vivida por Marieta Severo, militou contra a ditadura no Brasil e entra em conflito com Tânia, que é casada com uma outra mulher há 15 anos e está prestes a ter um filho.
Brasil, 2019. Direção: Maria de Medeiros. Com: Laura Castro, José de Abreu e Marieta Severo. 16 anos


Boa Sorte, Leo Grande
Emma Thompson encarna aqui uma professora aposentada que sai em busca de algo que nunca teve: um bom sexo. Nessa saga pelo orgasmo, ela contrata o garoto de programa do título, mas algo especial surge entre os dois que vai além de uma relação profissional e sexual.
Reino Unido, 2022. Direção: Sophie Hyde. Com: Emma Thompson, Daryl McCormack e Isabella Laughland. 16 anos


Brasil África – Um Elo Natural
Neste documentário nacional, já disponível no streaming, são mostradas as aproximações sociais e ambientais entre o país e o continente africano, destacando ainda histórias de empreendedorismo, determinação e superação de populações dos dois lugares.
Brasil, 2020. Direção: Dener Giovanni. 10 anos


DC Liga dos SuperPets
Uma coisa é o melhor amigo do homem, outra é o melhor amigo do Superman —no caso, é também um supercão, o Krypto. Quando uma insuspeita coelhinha se junta a outros vilões para capturar o famoso super-herói da DC, entram em ação o cão e uma turma de animais, entre eles uma porquinha, um esquilo, uma tartaruga, além de Ace, o Bat-Cão, companheiro do Batman.
EUA, 2022. Direção: Jared Stern. Livre


Eu, Christiane F., 13 anos, Drogada e Prostituída
É um clássico. O filme cult, um dos poucos notáveis do irregular diretor alemão Uli Edel, mistura uma visão bem crua de Berlim com uma obsessão por David Bowie —na trilha sonora, mas também nos gostos da protagonista. O cantor é ídolo da jovem que se perde nas drogas com uma turma da pesada. O longa marcou uma geração e completa agora 40 anos, retornando aos cinemas em cópia remasterizada.
Alemanha, 1981. Direção: Uli Edel. Com: Natja Brunckhorst, Eberhard Auriga, Peggy Bussieck. 18 anos


Poetas do Céu
Este documentário mostra um tipo de arte inusitada, ainda que bem conhecida de todos: os fogos de artifício. O filme se embrenha pelo universo da pirotecnia, conhece nomes relevantes desse cenário, mostra os principais festivais e competições do ramo enquanto reflete sobre a fugacidade desses trabalhos que, literalmente, viram fumaça.
Brasil, França, México, 2019. Direção: Emilio Maillé. 14 anos


Um Herói
O celebrado iraniano Asghar Farhadi retorna às telas após ser premiado em Cannes —e depois de ter virado centro de uma disputa com uma ex-aluna, que o acusa de plagiar um filme seu. Inspirado numa história verídica, o longa acompa um homem que está preso por causa de uma dívida e, quando encontra uma bolsa cheia de ouro, acaba, meio a contragosto, devolvendo o dinheiro ao dono —o que vai acabar gerando uma enorme e perigosa comoção.
França, Irã, 2021. Direção: Asghar Farhadi. Com: Amir Jadidi, Mohsen Tanabandeh e Fereshteh Sadrorafaii. 12 anos


Virar Mar
O filme de temática ambiental articula ficção e documentário para pensar no problema da água do planeta, indo do sertão brasileiro aos pântanos alemães, com narrativa costurada pela tese de doutorado de um dos diretores.
Alemanha, Brasil, 2022. Direção: Philipp Hartmann e Danilo Carvalho. 10 anos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.