Após reforma, casa exibe fachada antiga preservada e anexo contemporâneo nos fundos do terreno

A mistura entre presente e passado é a marca principal desta morada de 330 m², reformado pelo Estúdio Zargos, em Belo Horizonte
PRODUÇÃO STUDIO TERTÚLIA | FOTOS JOMAR BRAGANÇA

Após reforma, casa em Belo Horizonte tem fachada preservada e ganha interior contemporâneo (Foto: Jomar Bragança)
O fundo do terreno revela a inspiração contemporânea da intervenção (Foto: Jomar Bragança)

Uma casa antes esquecida no bairro Floresta, em Belo Horizonte, ressurge renovada após uma reforma conduzida pelo Estúdio Zargos. Com 330 m², o imóvel representa a união entre passado e presente – preservando os volumes da residência original ao mesmo tempo em que exibe um anexo completamente contemporâneo nos fundos do terreno.

Após reforma, casa exibe antiga fachada preservada e interiores contemporâneos (Foto: Jomar Bragança)
As intervenções feitas pelo Estúdio Zargos ficam evidentes quando observa-se a residência do alto – repare na varanda extensa que sai do dormitório principal (Foto: Jomar Bragança)
Após reforma, casa exibe antiga fachada preservada e interiores contemporâneos (Foto: Jomar Bragança)
Da rua, a fachada preservada da casa esconde a edificação contemporânea nos fundos do terreno (Foto: Jomar Bragança)
Após reforma, casa em Belo Horizonte tem fachada preservada e ganha interior contemporâneo (Foto: Jomar Bragança)
A abertura propõe espaços amplos de convivência, com integração entre ambientes internos e externos (Foto: Jomar Bragança)
Após reforma, casa em Belo Horizonte tem fachada preservada e ganha interior contemporâneo (Foto: Jomar Bragança)
O trabalho de paisagismo foi executado por Rodrigo Pereira, do @jardineirodejanela (Foto: Jomar Bragança)

Ao contatar o escritório de arquitetura, os proprietários, inicialmente, consideravam demolir toda a residência, mas foram dissuadidos por Zargos Rodrigues, que desenvolveu um projeto respeitoso de remodelação. O arquiteto manteve praticamente todas as paredes, janelas e adornos da fachada original. As mudanças mais significativas apareceram no paisagismo, no gradil e nos revestimentos – estes últimos bastante deteriorados antes da reforma.

Após reforma, casa em Belo Horizonte tem fachada preservada e ganha interior contemporâneo (Foto: Jomar Bragança)
Os interiores contemporâneos contrastam com o estilo clássico da fachada preservada (Foto: Jomar Bragança)
Após reforma, casa em Belo Horizonte tem fachada preservada e ganha interior contemporâneo (Foto: Jomar Bragança)
Conectada à área externa, a cozinha ganhou marcenaria em tons escuros (Foto: Jomar Bragança)

Nos fundo do terreno, as alterações tomaram outro rumo. As edículas anteriores foram postas abaixo e deram lugar a uma construção nova, que fica conectada com o jardim e a piscina.  

Após reforma, casa em Belo Horizonte tem fachada preservada e ganha interior contemporâneo (Foto: Jomar Bragança)
O cinza das estruturas de concreto compõem a paleta de cores urbana do projeto (Foto: Jomar Bragança)
Após reforma, casa em Belo Horizonte tem fachada preservada e ganha interior contemporâneo (Foto: Jomar Bragança)
As grandes janelas e aberturas garantem a entrada de luz natural (Foto: Jomar Bragança)

“Podemos dizer que o projeto transita entre estilos, já que houve uma reforma de um edifício eclético e a construção de um anexo de perfil contemporâneo nos fundos”, comenta o arquiteto.

Após reforma, casa em Belo Horizonte tem fachada preservada e ganha interior contemporâneo (Foto: Jomar Bragança)
O quarto possui enorme varanda com vista para a cidade de Belo Horizonte (Foto: Jomar Bragança)
Após reforma, casa em Belo Horizonte tem fachada preservada e ganha interior contemporâneo (Foto: Jomar Bragança)
A inspiração minimalista no décor também aparece no quarto de solteiro, com sacada (Foto: Jomar Bragança)
Após reforma, casa em Belo Horizonte tem fachada preservada e ganha interior contemporâneo (Foto: Jomar Bragança)
Detalhe da entrada de um dos banheiros (Foto: Jomar Bragança)
Após reforma, casa em Belo Horizonte tem fachada preservada e ganha interior contemporâneo (Foto: Jomar Bragança)
Chuveiro duplo e revestimento rústico em outro banheiro da casa (Foto: Jomar Bragança)

“O principal desafio do projeto foi reverter a demolição da residência, pois as formas e proporções originais desse projeto atravessam décadas e nos contam a história de uma cidade acolhedora e receptiva. A construção recente representa o contemporâneo e consiste em um espaço amplo, onde todos os cômodos se conectam em um grande ambiente aberto”, resume Zargos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.