‘Bad sisters’ mistura comédia com drama pesado e trata de relações machistas tóxicas

Por Patrícia Kogut

Cena com as protagonistas da série ‘Bad sisters’ — Foto: Apple TV+

Série lançada recentemente pela Apple TV+, “Bad sisters” mostra as garras já na primeira cena. Nela, uma das protagonistas, Grace (Anne-Marie Duff), está velando o corpo do marido, John (Claes Bang), na sala de casa. Com o ar contrito, fita o caixão. Tudo aponta para o drama. Até que a viúva nota um inesperado episódio de priapismo post mortem. Ela então abandona a expressão entristecida e se concentra em disfarçar a inconveniência. Assim segue o enredo, com o humor invadindo a tragédia o tempo inteiro, provocando um embaralhamento de temperaturas. Nem a mais terrível das circunstâncias — como esta, fúnebre — escapa desse sarcasmo feroz. A produção irlandesa, gravada em Dublin, tem cinco capítulos. Foi aclamada pela crítica na Europa e merece toda a sua atenção.

Grace tem quatro irmãs muito unidas: Eva (Sharon Horgan), Becka (Ewe Hewson), Ursula (Eva Birthistle) e Sarah (Bibi Garvey). O amor profundo que as conecta é o coração da trama. A narrativa, no entanto, também é puxada pelo ódio.

Passadas as cenas do funeral, a trama recua seis meses e mostra o jantar de Natal da família, o último de que John participou. Era um sujeito desagradável, machista e racista. Passou a noite fazendo bullying e tiranizando a mulher. Não tinha freios. Num dado momento, por exemplo, Eva disse que queria aproveitar a presença de todos para fazer um anúncio (era uma promoção no trabalho). Ele, sabendo que a cunhada não podia ter filhos, perguntou se ela estava grávida. Assim, o ambiente foi se degradando rapidamente. Até que John levantou a voz e se dirigiu a Grace e à filha em voz alta: “Vamos embora!”. Ela obedeceu. Para as irmãs, o comportamento submisso de Grace se devia à convivência com aquele homem abusivo. Portanto, elas não lamentaram o que houve com ele. Ao contrário, comemoraram.

Só que um mistério se instala quando os irmãos donos da empresa do seguro de vida de John aparecem. Eles investigam as causas da morte. Terá sido assassinato?

“Bad sisters” é uma daquelas comédias corrosivas. Ela levanta questões incômodas e se aprofunda nos sentimentos de suas personagens. Há muita verdade na trama e também nas interpretações. Em parte, isso certamente se deve ao fato de Sharon Horgan integrar o time de criação. Ela já ganhou o BAFTA, o Emmy e prêmios irlandeses importantes por contribuições à televisão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.