Empreendedoras Carolina Pinto e Taynara Alves criam salão de luxo especializado em tranças e esperam faturar R$ 410 mil neste ano

Advogada e química começaram o negócio em dezembro de 2021. Após receberem investimento, elas planejam criar produtos de cuidado para tranças e couro cabeludo
ISAAC DE OLIVEIRA

Carolina Pinto e Taynara Alves abriram salão RAS, especializado em tranças e penteados afro (Foto: Divulgação/RAS)
Carolina Pinto e Taynara Alves abriram salão RAS, especializado em tranças e penteados afro (Foto: Divulgação/RAS)

Trançar o cabelo é uma decisão que, além dos inevitáveis puxões dos fios, tomará algumas horas do dia, a depender do penteado e do comprimento escolhidos. Pensando em oferecer esse serviço com conforto, qualidade e fácil acesso, a advogada Carolina Pinto, 31 anos, e a química Taynara Alves, 32 anos, decidiram abrir, em dezembro do ano passado, o RAS. Elas definem o salão como um espaço de luxo, focado em tranças e penteados afro. O espaço está localizado na zona oeste da capital paulista, no bairro Barra Funda.

“De história ruim, acho que todo mundo que trança o cabelo tem uma para contar. Ano passado, eu ia fazer uma viagem, fui fazer meu cabelo e passei por uma situação péssima. Na hora, falei ‘nunca mais vou passar por isso na minha vida, vou abrir o meu próprio salão’”, relembra Carolina. “Mandei mensagem para a Taynara, perguntei se ela topava entrar comigo nessa, mas falei que não ia ser qualquer salão”, adiciona.

A empreendedora decidiu abrir um espaço “de luxo”, diferente de tudo que ela mesma já tinha encontrado. Cadeiras confortáveis, acesso à internet e otimização do tempo são alguns dos diferenciais propostos. Para começar o negócio, Carolina e Taynara investiram R$ 120 mil de capital próprio. Elas projetam encerrar 2022 com R$ 410 mil em receitas. Entre janeiro e setembro, o faturamento foi de R$ 288 mil.

A ideia do negócio é que os clientes tenham a opção de trabalhar enquanto as tranças são feitas. As bancadas possuem tomadas para conectar equipamentos, como notebook, por exemplo. Para acelerar o processo, que às vezes leva mais de 10 horas, o serviço é dividido entre mais de uma profissional.

“Sempre colocamos, no mínimo, duas trancistas para fazer o cabelo de cada pessoa para a cliente não ficar 12 ou 14 horas no salão. Criamos essas estratégias para diminuir o tempo de atendimento e para as pessoas poderem trabalhar no salão”, diz Carolina. Atualmente, o espaço atende uma média de 90 clientes por mês. O tíquete médio gira entre R$ 400 e R$ 450. 

Antes de empreender, Carolina trabalhava na 99 e Taynara, na Natura. Atualmente, elas estão totalmente dedicadas ao negócio.

RAS está localizado na Barra Funda e conta com estrutura para clientes trabalharem no salão (Foto: Divulgação/RAS)
RAS está localizado na Barra Funda e conta com estrutura para clientes trabalharem no salão (Foto: Divulgação/RAS)

Investimento

Migrar para um espaço mais amplo e desenvolver linhas de produtos para cuidado das tranças e do couro cabeludo são os próximos passos das empreendedoras, que receberam investimento de R$ 500 mil no programa Shark Tank. “Somos um negócio que funciona sozinho, que é lucrativo desde o primeiro mês e que é um oceano azul ainda de oportunidades para explorar produtos e serviços”, acrescenta.

Com os cosméticos, elas querem preencher um lacuna que hoje veem no mercado. “Não tem produtos específicos para isso. Por exemplo, na hora de lavar as tranças, temos que diluir o shampoo para lavar o cabelo. Então nossa ideia é criar uma linha de produtos voltada para tranças mesmo, tanto para o público consumidor final, quanto para as trancistas”, diz Carolina.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.