Angelina Jolie e Brad Pitt: Batalha judicial por venda de vinícola traz à tona e-mail sobre fim do casamento

O ex-casal Brad Pitt e Angelina Jolie

A batalha judicial de Angelina Jolie e Brad Pitt em torno da venda da vinícola Château Miraval, na França, trouxe à tona um e-mail emocionado escrito pela atriz e enviado para o seu, agora, seu ex-marido. A mensagem, de janeiro de 2021, foi revelada pelo site She Knows e mostra que os problemas no casamento começaram antes de a imprensa começar a noticiar a crise. Angelina diz estar colocando seus sentimentos por escrito “para não se emocionar”.

“É o lugar para onde trouxemos os gêmeos para casa e onde nos casamos por causa de uma placa na memória de minha mãe. Um lugar que continha a promessa do que poderia ser e onde eu pensei que iria envelhecer. Mesmo agora é impossível escrever isso sem chorar. Vou guardar minhas memórias do que era uma década atrás”, escreveu a atriz.

Ela continua citando o fato de o Miraval ser o local que marca “o início do fim de nossa família — e um negócio que é centrado em álcool”, chamando a atenção para a batalha de Pitt contra o alcoolismo: “Eu esperava que, de alguma forma, pudesse se tornar algo que nos unisse e encontrássemos luz e paz. Vejo agora como você realmente queria que eu saísse e provavelmente ficará feliz em receber esse e-mail”.

Angelina segue dizendo que o ex-marido teria adotado posturas sem consultá-la tanto no âmbito pessoal quanto no dos negócios mantidos pelos dois. A atriz afirma ter ficado “prejudicada por decisões tomadas que não mostram interesse em compartilhar o negócio ou transformá-lo fundamentalmente em algo que seria mais saudável para nossos filhos”.

“Muitas vezes você não consegue reconhecer algo de maneira pessoal, especialmente se seu foco estiver nas maiores injustiças globais, porque todo o resto parece menor. Isso é tão difícil. Eu gostaria de poder ter essa discussão e é tão importante… Eu não sou o tipo de pessoa que toma decisões como as que tive que tomar de ânimo leve. Demorou muito para eu estar numa posição em que senti que tinha que me separar do pai dos meus filhos”, finalizou ela.

Venda controversa

Segundo os documentos, Angelina Jolie teria vendido sua parte do vinhedo — sem dar o direito de preferência a Brad Pitt — para a Tenute del Mondo, divisão de bebidas da empresa Stoli Group, controlada pelo oligarca russo Yuri Shefler.

“Desde que afirmou ter adquirido a participação de Jolie na Miraval, Shefler lançou uma aquisição hostil do negócio de vinhos, desestabilizando as operações da Miraval e buscando acesso às informações confidenciais e proprietárias da Miraval para o benefício de sua empresa concorrente”, dizem os documentos, que afirmam que o ator estava preparado para comprar a parte dela depois do divórcio, em 2019.

O Miraval está localizado em Correns, no sul da França, e foi comprado em 2008 por US$ 28.4 milhões. O terreno, além do vinhedo, tem uma mansão com 35 aposentos, capela, fontes e aquedutos. Angelina Jolie e Brad Pitt se casaram lá, em 2014.

Hoje, por causa da venda, o ator diz que não consegue mais usar a propriedade como casa particular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.