Bottega Veneta Pré-primavera 2023

por Gabriel Córdoba Acosta

A era Blazy começou como esperado, em grande estilo, com uma estreia que (merecidamente) ganhou as páginas de todos os meios de comunicação da moda. Pode ser “fácil” chegar onde Mathieu está hoje, mas embora possa parecer um clichê, o importante não é chegar lá, mas saber ficar lá. Esta é a última coisa que o designer francês sabe bem do que estamos falando, já que graças à sua maestria e talento ele nos ofereceu mais uma vez a coleção que todos esperávamos.

Há alguns anos, e quando dizemos há alguns anos queremos dizer antes do covid, muitas pessoas costumavam se vestir como se não houvesse amanhã toda vez que saíam para jantar ou tinham um evento. Esse tipo de comportamento, após a pandemia, parece ter relaxado e a grande maioria dos cidadãos (mesmo os mais descolados) decidiram começar a optar por um vestido mais casual sem perder um pouco do estilo. Pois bem, é exatamente isso que MB nos ofereceu em sua mais recente proposta para a casa de moda italiana que dirige atualmente, a Bottega Veneta .

Só ele sabe manter presente a essência que levou a marca a se tornar uma das marcas mais desejadas no mercado de moda e luxo. Luxo, que, embora tenha sido apresentada uma linha mais descontraída, não se perdeu em momento algum. O importante é se sentir bem consigo mesmo, legal e bonito. Existe algo mais luxuoso do que isso? Provavelmente não.

Matthieu estava encarregado de fazer com que todos, e quando dizemos todos, queremos dizer literalmente, usar a regata branca com jeans que foram (e ainda são) tão populares este ano. Este tipo de t-shirt surge como um claro protagonista no comunicado de imprensa enviado pela marca, mas desta vez não é combinado com jeans e sim com calças de pele trançada azul. Vai acontecer a mesma coisa com o couro napa e com a regata? Parece que vai. Este look reflete muito bem a forma descontraída mas luxuosa de se vestir que citamos acima.

Esse tipo de couro é o protagonista absoluto da coleção, pois aparece em uma infinidade de peças, jaquetas, calças, sapatos, bolsas… Quem dá mais? Blazy! O designer deu tudo de si e entre tantos tons neutros acrescentou toques de cores ácidas como amarelo ou verde, que fazem com que as peças nessas cores se tornem um sonho.

E o que mais você pode sonhar na hora de investir em uma peça? A silhueta e o ajuste. Isso é algo que importou e preocupou muito o francês, pois ele quis dar a importância que merece, especialmente na área dos ombros de uma jaqueta com botões listrados de lã fria.

Destaque para os looks são as bolsas com formatos inesperados, como a em formato de capacete (inspirada nos capacetes dos patinetes de Milão) e o modelo “foulard”, que parece que você está usando um lenço no ombro. Botas, sapatos de bico redondo e sandálias fazem o resto.

Confira a coleção abaixo:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.