Alexandre Herchcovitch une pessoas por meio da roupa em reality de moda sustentável

Estilista precisa fazer roupa ‘encomendada’ por um participante com doações de outra pessoa
MARTHA ALVES

Alexandre Herchcovitch com o elenco de Descosturando com Herchcovitch – Divulgação

SÃO PAULO – O upcycling, tendência de reutilização de roupas que seriam descartadas para criar novas peças, é o mote de um novo reality show que Alexandre Herchcovitch, 51, vai comandar no canal pago E! Entertainment em 2023. No Descosturando com Herchcovitch, o estilista vai tentar “costurar” as histórias de pessoas aparentemente diferentes por meio dessa vertente da moda sustentável.

“Nunca falo que os programas que eu já fiz na TV são apenas sobre moda”, afirma ele ao F5. “É um programa de comportamento e o que está unindo os participantes, na verdade, é a transformação que a gente está fazendo na roupa.”

Para alinhavar essas tramas, ele conta com uma equipe formada pela mãe (e “maior incentivadora da sua carreira”), Regina Herchcovitch, pelo assistente de longa data Rhody e pela cantora MC Soffia. Em cada um dos dez episódios, eles se dividem em duplas para garimpar peças na casa de dois participantes —um anônimo e uma celebridade—, que sempre têm alguma característica em comum.

No caso de uma gravação acompanhada pelo F5, o que unia os participantes era o “estigma”. O episódio trazia a drag queen Penelopy Jean, que queria uma roupa para se apresentar. Contudo, o jovem anônimo que participou com ela doou apenas uma camisa xadrez e uma jardineira.

“A gente conversa com a pessoa e vê o que ela está disposta a doar, porque não podemos escolher qualquer coisa”, lamenta Herchcovitch. “O participante já pré-seleciona o que pode doar e, às vezes, a gente pede outra coisa. Às vezes, as pessoas cedem —ou não.”

O estilista conta que só descobre o que querem que ele faça com as peças quando recebe o material garimpado nos closets, mas diz que nem sempre o desejo da pessoa casa com a roupa doada pelo outro participante. Com isso, ele precisa montar um quebra-cabeça para conseguir chegar ao resultado final.

“Às vezes, eles doam duas ou três peças, e a outra pessoa quer uma coisa mega extravagante”, explica. “A gente usa tudo o que pode, e sobra bem pouca coisa, porque às vezes é uma pessoa com um corpo muito diferente da outra.”

Os participantes só podem ver a nova roupa depois de pronta, no estúdio. De olhos vendados, eles são colocados separadamente em provadores e só descobrem como ficou a peça “encomendada” quando a veem no corpo. Depois, os dois se encontram para ver no que se transformou a peça que doaram um para o outro. “Te cuida, Thalía”, comemorou Penelopy na gravação, citando a cantora mexicana, enquanto se olhava no espelho usando um corset. “Amei demais. Nossa, amei.”

Herchcovitch revela ainda que fica muito ansioso a cada episódio porque não pode fazer nenhuma prova antes da gravação, já que o participante não pode ver a roupa até esse momento catártico do reality. “A gente tem que acertar mesmo, mas se certifica de que está fazendo na medida certa”, diz. “Se tem alguma coisinha para acertar, faz isso fora do programa e entrega a roupa no mesmo dia.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.