Riley Rose, a loja de beleza da Forever 21, é o sonho das millennials

ws161017-riley-forever-590x461.jpgAnel de led para selfie? Você encontra na Riley Rose


Pense numa loja que seria a cara das millennials: decoração estilo Pinterest, luminárias de neon, paredes rosinha, bancadas de mármore. Pois então: ela existe! A recém-inaugurada Riley Rose é o novo negócio de Esther e Linda Chang, as herdeiras da Forever 21!

A loja de beleza abriu sua 1ª filial na Califórnia e já vem fazendo sucesso nas redes sociais: “Sabemos que nosso cliente pode abrir seu telefone e pesquisar tudo o que vê em nossa loja em segundos, então abraçamos essa realidade ao deixá-la explorar momentos digitais e sociais no espaço,” explica Linda, se referindo aos estandes pra selfies, iPads com tutoriais de beleza e até cabine de doces!

Este slideshow necessita de JavaScript.

A Riley Rose vende produtos para pele, cabelo, maquiagem e também artigos fofos pra casa! Além de marcas como Limecrime Laura Geller, é lá que você vai encontrar cobiçados produtinhos coreanos. O objetivo das irmãs é abrir mais 10 filiais até o fim do ano – será que o império da Sephora está ameaçado? [Lilian Pacce]

Katy Perry e outras mulheres reforçam fim de padrões estéticos em campanha da marca de cosméticos CoverGirl 

A mudança de ideias e padrões ganha força a cada nova campanha que reforça a diversidade. Sem questionar as reais intenções do mercado publicitário, o que importa mesmo é que o discurso sobre igualdade tem sido cada vez mais propagado.

Assim, a nova campanha da marca de cosméticos CoverGirl aparece como mais uma peça que ressalta o fim de uma busca para atingir padrões estéticos irreais entre as mulheres.

O vídeo traz um grupo de mulheres variado em suas personalidades e belezas: a cantora Katy Perry, a chef e apresentadora de TV Ayesha Curry, a atriz Issa Rae, a coach Massy Arias, a modelo de 69 anos Maye Musk e a piloto Shelina Moreda.

A direção é de Matt Lambert e mostra no início uma citação do autor Toni Morrison. A intenção é mostrar que as pessoas não devem se esforçar mais para alcançar um padrão de beleza singular, mas buscam usar maquiagem como ferramenta para autoexpressão e transformação pessoal.

A mudança nos campos da moda e estética tem se mostrado forte. Recentemente, a empresa de fotos Getty Images proibiu o uso de imagens com photoshop para alterar  corpo de modelos, acatando uma lei francesa que, agora, impede o uso dessas fotos em revistas.

A criação é da Droga5. []

Cabelo combinando com a cor do look é tendência para o verão

Tom sobre tom ultrapassa as roupas e chega aos fios das madeixas

cabelo-combinando-com-cor-do-look-e-tendencia-para-o-verao-1Haider Ackermann (Foto: Getty Images)


Vermelho, loiro platinado, castanho… Segundo as tendências da semana de moda de Paris, as madeixas serão enfeitadas não com tranças, tiaras ou fitas, e sim, combinadas com a roupa, no maior estilo tom sobre tom.

Pelo menos, esta foi a proposta do verão 2018 de Haider Ackermann, que ornou os looks monocromáticos do desfile com o tom do cabelo das modelos.

A modelo trans Teddy Quinlivan foi a que mais chamou atenção na apresentação do estilista colombiano. Com os fios tingidos de ruivo, riscou a passarela em um terninho vermelho com recortes estratégicos. THALITA PERES (@THALITA__PERES)

Modelo Maye Musk de 69 anos vira embaixadora da Cover Girl

Sem títuloMaye tem contrato com a mesma agência de modelos que Gigi Hadid Foto: Instagram.com/mayemusk


A marca de maquiagens norte-americana Cover Girl está investindo em embaixadores que fogem do padrão das empresas de cosméticos. Depois do youtuber James Charles e da blogueira muçulmana Nuria Afia, agora a marca chamou a modelo Maye Musk para estrelar suas campanhas.

Maye tem 69 anos e é modelo há 50, já tendo trabalhado para publicações como Vogue Itália, Vanity Fair e Elle Canadá. Em 2013, a top apareceu no clipe Haunted, de Beyoncé, e no ano passado assinou com a agência IMG models, a mesma de Gigi Hadid e Joan Smalls.

Sem título.jpg“Beleza é para mulheres de todas as idades, e eu mal posso esperar para levar vocês nesta jornada”, escreveu ela no Instagram.

Laís Ribeiro conta o segredo de seu treino para o desfile da Victoria’s Secret

Laís Ribeiro está confirmadíssima para o tão esperado desfile da Victoria’s Secret, que neste ano, acontece pela primeira vez na China.

A angel, que tem um dos corpos mais desejados mundo afora, contou com exclusividade à Vogue digital como está se cuidando para cruzar a passarela mais brilhosa do mundo durante evento da marca, em Nova York, na terça (26.09).

“Eu intercalo diferentes modalidades para não criar uma rotina repetitiva. Tenho feito aulas de dança, assim consigo aliar atividade física com mais movimento – que é algo que amo. Também treino regularmente com meu personal, KIrk Meyers. Costumo me exercitar, pelo menos, cinco dias por semana. Não tem segredo: tem que suar a camisa e ter uma alimentação correta e saudável”.

Rihanna anuncia nova coleção da sua linha de maquiagem

Fenty Beauty Galaxy Collection começa a ser vendida no dia 13 de outubro

rihanna r7-1505870104484.jpgRihanna é dona da marca de maquiagem Fenty Beauty Foto: Vianney Le Caer/Invision/AP


A Fenty Beauty, marca de maquiagem da cantora Rihanna, não tem nem um mês de vida (ela foi lançada no dia 8 de setembro), mas já está causando frission no mundo da beleza. Agora, a cantora anunciou o lançamento de uma linha comemorativa aos feriados norte-americanos, que será em edição limitada.

A Fenty Beauty Galaxy Collection é composta de uma paleta de sombras coloridas, delineadores, batons líquidos, além de novas cores de gloss e batons em bala. A nova linha começará a ser vendida no dia 13 de outubro nos Estados Unidos e não há previsão de chegada dela no Brasil.

Rihanna compartilha a melhor resenha de sua linha de maquiagens até agora

Youtuber de 2 anos se divertiu com o iluminador dourado da Fenty Beauty

Samia Ali tem 2 anos de idade e é youtuber Foto: Instagram/ @samiaslife

Ter um vídeo seu compartilhado por Rihanna, em seu perfil no Instagram, pode ser uma vitória para diversas youtubers de beleza. E quem teve esta honra, com direito a legenda falando: “confira a melhor resenha da Fenty Beauty até agora”, foi a pequena Samia Ali.

Com apenas 2 anos de idade, Samia já possui 114 mil seguidores no Instagram e 62 mil inscritos em seu canal no Youtube. No vídeo, ela utiliza a base e dois tipos de iluminadores, em bastão e em pó, da marca de cosméticos da cantora. A criança passa os produtos aleatoriamente por seu rosto, enquanto faz comentários engraçados. Aparentemente, o seu preferido é o iluminador dourado, chamado Trophy Wife. Após se empolgar passando-o por toda a sua cara, ela olha no espelho e comenta: “Eu pareço com uma lâmpada”. Em diversos momentos, Samia ainda insiste em perguntar se pode comer a maquiagem.

Fibromialgia pode ser prevenida e amenizada com a ajuda da alimentação

film-tiff-gaga-20170908Lady Gaga cancela show no Rock in Rio depois de ser hospitalizada


Meu gosto musical é bem eclético, eu ouço Lady Gaga, mas não posso dizer que sou sua fã. Acho seu estilo e seu discurso interessantes, mas somos bem diferentes. Agora encontrei algo que temos em comum: uma doença autoimune. Como todos já sabem, ela tem fibromialgia, que atinge os sistemas fibroso e muscular, causando bastante dor. Eu descobri no início de 2009 que tenho uma doença muito menos conhecida, o ‘Mal de Addison’ que afeta a glândula suprarrenal, responsável pela formação de alguns hormônios, como o cortisol, cuja deficiência pode causar sintomas como fraqueza e cansaço excessivos e depressão. Como a maioria das outras autoimunes, são doenças de difícil diagnóstico porque os sintomas podem ser confusos e costumam se misturar aos de outros males.

Durante quase 1 ano e meio eu só conseguia fazer as tarefas básicas, não tinha força nem disposição para mais nada. Tinha medo de andar da minha casa até o metrô e não conseguir terminar o trajeto, que era de um quarteirão. Passei por diversos especialistas e fiz dezenas de exames, que não chegaram a nenhuma conclusão. Quando o quadro se agravou, já não suportava mais o peso da minha cabeça e tinha que ficar com ela encostada. Cheguei no hospital prestes a ter uma parada cardíaca. Fui internada e saí com a seguinte frase: “ela está assim porque não está querendo comer”. Quem realmente descobriu o que eu tinha foi a minha mãe, que é nutricionista, não tem especialização nesta área, mas, como toda boa mãe, nunca acreditou que fosse “frescura” e pesquisou até encontrar a real causa dos meus problemas. Fui internada novamente na madrugada de um sábado de carnaval e já chegamos com o diagnóstico e até parte do tratamento para a doutora de plantão, que fez os exames necessários e confirmou nossas suspeitas.  Nasci de novo.

Só fiz este relato pessoal para mostrar que as doenças autoimunes não são fruto da nossa imaginação, como muitas pessoas pensam, seus sintomas também não são uma desculpa de quem quer descansar de uma agenda atarefada. Quero ainda facilitar o diagnóstico de alguém que esteja lendo e se identifique com estes sintomas ou conheça alguém que se enquadre neste perfil. E mais, mostrar que, para este tipo de doença, há prevenção e tratamento. Embora tenham uma origem genética, 80% das chances de se desenvolverem vem do fenótipo que, como falei no post anterior,  é a influência do meio onde vivemos e dos hábitos que praticamos na nossa saúde. Recentemente, muitos cientistas têm intensificado as pesquisas sobre os fatores desencadeantes das doenças autoimunes. A novidade é que elas não são causadas por um sistema imunológico super ativado, como se pensava, mas pela desregulação dele. Este mau funcionamento pode ter origem em um intestino prejudicado por maus hábitos alimentares, como um consumo excessivo de aditivos químicos, presentes nos alimentos ultraprocessados, que interferem no equilíbrio da microbiota intestinal, e por consequência prejudicam a ação das células que toleram os agressores externos e evitam o aumento de auto-anticorpos; alteram a parede intestinal, permitindo a entrada de agressores no organismo; e inibem a absorção de micronutrientes que o protegem. Soma-se a isso, a baixa ingestão de comida de verdade, principalmente de frutas, verduras, legumes e fibras, que também protegem o organismo de agressores e executam funções,  como a de defesa.

Estudos recentes de universidades como a de Harvard, têm associado o alto consumo de glúten, a principal proteína do trigo, com as doenças autoimunes. Estes males são desencadeados por processos inflamatórios e o glúten tem um alto potencial inflamatório e ainda é, comprovadamente, responsável por ‘abrir buracos’ entre as células do intestino. A somatória de fatores como o desequilíbrio alimentar, o excesso de glúten, a predisposição genética, a deficiência de vitamina D e o estresse físico, mental e emocional, pode gerar inflamações ‘órgão de choque’ do organismo (aquele grupo de órgãos que é mais sensível a um desequilíbrio). No caso de quem doenças autoimunes, estes órgãos podem ser o intestino, a pele, os músculos, as glândulas, entre tantos outros. A doença celíaca, diretamente relacionada ao consumo de glúten, está entre as doenças autoimunes e o consumo do trigo moderno também é relacionado com o desencadeamento de várias outras delas. É muito importante pesquisar as possíveis causas de uma doença autoimunes, pois algumas poderão ser revertidas, outras poderão deixar de evoluir e, dessa forma, é possível preservar uma boa qualidade de vida. Combatendo as causas também é possível prevenir o aparecimento de uma nova doença autoimune, há mais de cem tipos de delas catalogadas. Isso é muito comum em quem sofre com elas, pois como as causas são semelhantes, se não forem combatidas, seguirão gerando seus efeitos nocivos sobre o organismo.

Desde 2009, faço um acompanhamento médico com reposição hormonal, sem previsão de término. Sei que mesmo com ele devo sempre ficar atenta ao que como. Retirei o glúten da minha rotina, mantive os aditivos químicos dos ultraprocessados afastados e  sigo investindo no consumo de comida de verdade, com muitas hortaliças e fibras, que são minhas aliadas. Estou fazendo a minha lição de casa. Não tive informações sobre como prevenir a minha doença a tempo de evitá-la, mas com as que tenho hoje pretendo impedir o surgimento de uma nova e conseguir manter uma boa qualidade de vida por muito tempo, algo que também não é comum entre aqueles que sofrem com alguma doença autoimune. [Juliana Carreiro]

Mulheres contam como se sentiram ao posarem nuas para outdoors gigantes espalhados pelos EUA

Para elas, foi uma experiência difícil e gratificante ter fotos de seus corpos espalhados pelas ruas de Manhattan

130918-glossier-body-positive2-450x600 (1)Modelo plus-size Paloma Elsesser é uma das estrelas da campanha Foto: Instagram.com/@glossier


A Glossier é uma marca de cosméticos norte-americana que tem como lema valorizar a beleza real de cada mulher e fazer com que suas maquiagens cuidem da pele em vez de disfarçar imperfeições.

Para a campanha de seus novos produtos, um óleo e um hidratante corporal, a marca convidou mulheres com corpos fora do padrão das modelos para posar nuas no anúncio chamado ‘Body Hero’ (heroínas de corpo, em tradução livre). São elas a jogadora de basquete Swin Cash Canal, a influenciadora Mekdes Mersha, a empresária  Tyler Haney, a estilista  Lara Pia Arrobio e a modelo plus-size Paloma Elsesser.

Todas elas falaram que foi uma experiência desafiadora, já que a campanha está espalhada em todos os lugares dos Estados Unidos: em outodoors gigantescos pelas ruas de Manhattan, nos jornais e no Instagram. [Anna Rombino – O Estado De S.Paulo]

Confira os relatos:

Sem título11“Eu nunca havia posado nua antes. Chorei três vezes antes do ensaio. Chorei porque me sentia amendrontada, paralizada e insegura, mas também esgotada por uma vunerabilidade que quero mostrar ao mundo. Enquanto subia as escadas do @springstudios, eu disse a mim mesma ‘isso não é sobre você, Paloma. Saia do seu ego. Faça seu trabalho’. Fiz isso diversas vezes até minha ansiedade se acalmar e estou convencida de que este mantra me guiou por muitos trabalhos, principalmente este. Fiz isso pra mostrar que a gordura não é um fardo. Ser gorda não é feio ou digno de vergonha. Para provar para alguém que não é CORAJOSO ser gorda, mas lindo. Para as garotas jovens que estão me vendo no Instagram ou andando pela rua Spring, que elas vejam que são perfeitas apesar das precárias e irresponsáveis versões de beleza que temos que digerir. Eu te amo @glossier, obrigada por esta oportunidade incrível, por esvaziar o set, por limpar minhas lágrimas e por me ajudar a  a perder minhas inseguranças na busca de causar um impacto e conscientização maiores.”

 

Sem título123“Este é meu corpo. Gostaria de colocar na legenda algo descolado como ‘meu humor’ ou algo confiante, inteligente e na moda. Porém, não seria a verdade sobre o quão nervosa eu estava para este lançamento. Eu sempre tive uma relação de amor e ódio (mais ódio) com meu corpo, assim como muitas mulheres que conheço. Eu nunca achei que fosse modelar (sou formada em Biologia e sempre trabalhei como pesquisadora), mas, quando fiz 22 anos, assinei com a agência que me vendeu um sonho com apenas um porém: perder 2 centímetros. Minha animação rapidamente se transformou em um disturbio alimentar. Passava horas na academia, calculava todas as calorias, me afastei da minha vida… coisas de que eu não estou orgulhosa. Eu estava o mais magra que já fui (embora não conseguisse ver), e a agência continuava me aterrorizando e eu acabei com um disturbio que nutri por anos e tive que ir na terapia para tratá-lo. Ainda luto contra isso atualmente, embora faça um bom trabalho o mascarando com meu humor. Estou em um lugar muito melhor agora. Sou muito grata a minha familia da igreja por me ensinar que minha identidade não é um anúncio da indústria, mas sim em Deus, e meu parceiro por sempre me fazer sentir linda. Obrigada @glossier por deixar eu ser minha própria heroína do corpo e sempre deixar as mulheres brilharem do jeito que são.”

130918-glossier-body-positive5-450x600“Meu peso aumentou 15 quilos desde que eu tinha 13. Aos 30, finalmente me sinto eu mesma. Essa foi a coisa mais difícil que já fiz – postar isso é difícil. Mas esse é o tipo de coisa que eu faço pela @glossier – a marca mais disruptiva com o time mais legal e descolado e ótimos produtos. Eu nunca diria não. Obrigada meninas. ”

130918-glossier-body-positive3-590x443“#Fazendocoisas para minha amiga @emilywweiss – uma sessão de fotos maluca para @glossier #bodyhero com um grupo ótimo de meninas. Sempre tive um corpo esportivo e às vezes odiei ser ‘muito musculosa’. Estou feliz em estar à vontade com músculos, bunda e ombros largos agora. É bom se sentir forte por dentro e por fora.”

130918-glossier-body-positive-533x600“39 semanas de gravidez e confiante em abraçar minha jornada ‘Body Hero’ para a maternidade. Obrigada @glossier e @emilywweiss por esta campanha autêntica.”