Evite 4 hábitos que destroem o seu cabelo

cabelo-cuidados-1Saiba quais hábitos estão fazendo mal para o seu cabelo (Foto: Getty Images)
Você cuida bem do seu cabelo? Manter os fios saudáveis e sempre bonitos demanda dedicação e existem alguns hábitos que adotamos com o passar do tempo que parecem bons para a praticidade do dia a dia, mas, na verdade, são um verdadeiro veneno para os cabelos.
A Marie Claire norte-americana definiu alguns desses hábitos e como eles podem, exatamente, fazer mal aos fios ao longo do tempo – e alguns deles até em curto prazo.
1.Fazer uma trança muito apertada como cabelo úmido
Muitas mulheres acreditam que fazer uma trança com o cabelo molhado é melhor, porque o manuseio é mais fácil e, de fato, a elasticidade do cabelo aumenta quando ele está úmido. Porém, apertar ao máximo aquela trança boxeadora significa que você está esticando o seu cabelo muito mais do que o comprimento normal dele seco. E o que isso significa? Que quando os fios secarem e você soltar o penteado, o cabelo vai continuar nesse mesmo comprimento, sem voltar para a forma original. E o mesmo vale para quando você aperta muito o elástico na hora de prender um rabo de cavalo com o cabelo molhado ou se puxa demais na hora de fazer o penteado.
2.Abusar do combo óleos + chapinha
Uma forma certa de acabar com o cabelo: abusar dos óleos de hidratação para ‘preparar’ o cabelo e passar a chapinha nos fios em seguida. É como jogar óleo em uma frigideira, ele queima. O mesmo vale para qualquer produto ou creme hidratante que ‘sobra’ nos fios porque não foi retirado totalmente. É uma receita para ficar com os cabelos muito ressecados e cheios de frizz. Ou seja, lembre-se sempre de tirar bem qualquer resquício de produto antes da chapinha e invista nos produtos certos e que são desenvolvidos especialmente para esse fim.
3.Desembaraçar da raiz para as pontas
É normal pentear o cabelo da raiz para baixo e trabalhar os nós nesse sentido, certo? Porém, quando você faz esse movimento você agrupa os nós e deixa os fios ainda mais embaraçados. No fim, você faz muita força para soltar um nó do cabelo e acaba causando o dobro de danos por conta da força. O ideal é fazer o movimento contrário: comece penteado as pontas e tirando os nós dali para, depois, pentear o comprimento inteiro.
4.Usar uma escova e secador no cabelo molhado
Sim, o cabelo molhado é muito sensível, por isso, não vale a pena usar uma escova para esticar ainda mais os fios e ainda usar um secador para dar um choque de temperatura ainda maior. Fazer isso uma vez ou outra (tipo para aquela escova antes de um casamento) não é um problema, mas adotar esse hábito diariamente pode, com certeza, causar danos irreparáveis aos fios. No dia a dia, vale esperar o cabelo estar, pelo menos, 75% seco antes de usar um secador e lembre-se de sempre usar um bico para concentrar o ar e deixar os fios mais brilhantes no processo.

Anúncios

Nudes no red carpet: tons de pele são aposta das celebs para as unhas em Cannes

esmalte-nude-cannes-abre-1-1
Esmalte nude é opção versátil que vai do trabalho ao red carpet (Foto: Getty Images)

No tapete vermelho de Cannes, uma tendência fala mais alto para os olhos atentos: os nudes – e não estamos falando da turma de celebs que optou por vestidos transparentes e sem forro. A cor, que nada mais é que um tom de pele, foi escolhida por muitas das fashionistas para colorir as unhas nesta edição do Festival, provando que, embora sóbria, é uma opção muito acertada para momentos de festa.

Modelos como Bella Hadid e Jourdan Dunn, além da atriz Kristen Stewart, foram algumas que coordenaram as unhas clarinhas com looks cool, sexy, românticos e formais, mostrando toda a versatilidade que o esmalte oferece. Quer entrar na onda? Veja nossa seleção de frasquinhos e inspire-se nos looks das convidadas. Anita Porfirio

Esmalte Nude - Cannes (Foto: Getty Images e Reprodução)1- Grão de Arroz, da Risqué (R$ 3); 2- Samoan Sand, da O.P.I. (R$ 40); 3- Funny Girl, da Marc Jacobs (R$ 139); 4- Be Beige, da Maybelline (R$ 11) (Foto: Getty Images e Reprodução)
Esmalte Nude - Cannes (Foto: Getty Images e Reprodução)1- Gray Suede, da Revlon (R$ 15); 2- Coffee Shop, da Ana Hickmann (R$ 3); 3 – Grège, da Dior (R$ 139); 4- Escolho Você, da Sandy para Impala (R$ 3) (Foto: Getty Images e Reprodução)

O mistério das cirurgias plásticas de Marilyn Monroe é finalmente revelado

mmonro2
Ante, na década de 40, e depois, já atriz de sucesso. Que tal a diferença? (Foto: Reprodução)

Muito se dizia sobre as supostas cirurgias plásticas às quais teria se submetido Marilyn Monroe, mas só agora, 51 anos após a sua morte, os registros médicos da estrela foram divulgados e alguns deles e raios-x inclusive irão à leilão em Beverly Hills dia 10.11 por valores que podem chegar a US$ 30 mil (cerca de R$ 60 mil) – e eles comprovam: a diva consertou coisinhas na aparência antes da fama, sim.

A história de retoques de Marilyn começa em 1949, quando ela ainda era uma aspirante a atriz e, em uma festa, ouviu um comentário que a chamava de “maravilha sem queixo”. Foi essa a primeira vez que a beldade procurou o cirurgião plástico John Pangman, que fez então um enxerto com cartilagem na área. Diz a história que, precisando de tempo para se recuperar, ela adiou um teste alegando que havia caído e machucado o queixo. Quando o dia do teste finalmente chegou, o diretor disse: “Querida, você deveria ter cortado seu queixo anos atrás”.

  (Foto:  )Tira-teima 2: a diva clicada por Ber Stern e na sua juventude (Foto: Reprodução)
  (Foto:  )Registros médicos e raio-x serão leiloados (Foto: Reprodução)

Quase uma década depois, os registros médicos mostram que o enxerto foi reabsorvido pelo organismo da atriz, o que a levou de volta ao consultório para novo procedimento. Já famosa, ela usou um alias para não ser reconhecida. Depois disso, uma nova visita em 1962 com uma possível fratura no nariz: segundo as anotações médicas, a bela dizia haver caído, mas ele desconfiava mesmo era que ela havia sido agredida pelo próprio psiquiatra. A cereja do bolo? Seios infeccionados pelo excesso de injeções de silicone líquido, precursor dos implantes atuais. Até as divas sofrem.