Jennifer Aniston cria perfil no Instagram; veja primeira foto publicada por ela

Atriz causou furor ao surgir na rede social e postar foto com os amigos do elenco de ‘F.R.I.E.N.D.S’

Jennifer Aniston postou primeira foto em sua conta do Instagram (Foto: Instagram/ Reprodução)

Jennifer Aniston já afirmou em entrevistas que não é muito fã de redes sociais, mas finalmente parece que a atriz mudou de ideia. Isso porque um @ com o nome da atriz surgiu comentando fotos de amigos famosos, no Instagram.

Durante a manhã de terça-feira (15.10), o perfil Comments by Celebrities, que compila essas trocas de mensagens geralmente divertidíssimas, sugeriu que a estrela de Hollywood já estivesse dando as caras na rede de compartilhamento de imagens e, momentos depois, a conta foi verificada.

A notícia causou furor e Jennifer logo postou a primeira foto – o que deixou muita gente feliz. A imagem em questão é de um encontro recente dela com os amigos e colegas de elenco de F.R.I.E.N.D.SCourteney CoxLisa KudrowMatt LeBlancMatthew Perry e David Schwimmer.

“Agora somos amigos de Instagram também”, escreveu na legenda. Ela, inclusive, já tem seguidores famosos como Jessica Biel e Demi Moore.

Anúncios

Salma Hayek celebra 12 milhões de seguidores fazendo acupuntura

“Uma agulha representando cada um dos milhões”, disse a atriz

SALMA HAYEK (FOTO: INSTAGRAM/REPRODUÇÃO)

Salma Hayek celebrou a marca de 12 milhões de seguidores no Instagram e comemorou de uma maneira inusitada: fazendo acupuntura.

“Obrigada a todos vocês por seu carinho e apoio. Bravoooo! Já chegamos aos 12 milhões. Uma agulha de saúde e bem-estar representando cada um dos milhões”, disse na legenda, nesta segunda-feira (14).

Os fãs deixaram muitos comentários. “Agulhas sortudas”, disse um seguidor. “Me apaixonei outra vez”, disse outra. “Estou chateado que essa foto está cortada”, brincou mais um.

Por dentro da casa de Nicole Scherzinger em Los Angeles| Open Door | Architectural Digest

A deslumbrante casa de Nicole Scherzinger nas colinas com vista para Los Angeles reflete o estilo e a classe de seu proprietário a cada passo. A ex-vocalista do Pussycat Dolls e seus convidados desfrutam de vistas panorâmicas espetaculares de Los Angeles, que vão do centro da cidade à praia. Desde o seu home theater luxuoso e aconchegante até a arte meticulosamente curada nas paredes, a cantora, compositora, atriz e fã de teatro projetou o oásis perfeito.

Jane Fonda, de 81 anos, é presa em protesto pelo clima nos EUA

Atriz de 81 anos foi algemada e levada por viatura em Washington. Ela está entre os 16 ativistas detidos em protesto para exigir medidas contra o aquecimento global em frente ao Capitólio.

Jane Fonda é presa em protesto de ativistas ambientais em Washington, nos EUA, nesta sexta-feira (11) — Foto: Arlo Hemphill via REUTERS

A atriz Jane Fonda, de 81 anos, foi uma das 16 pessoas detidas em um protesto de ativistas ambientais em Washington, nos EUA, nesta sexta-feira (11).

Vídeos nas redes sociais mostram a atriz sendo algemada e levada em uma viatura policial. O protesto do grupo Oil Change International exigia medidas contra o aquecimento global.

Alega-se que Fonda exigia ações urgentes sobre um Green New Deal quando foi presa. Companheiros manifestantes aplaudiram quando ela foi levada embora e gritaram: ‘Nós te amamos Jane’

“Hoje, a polícia do Capitólio dos EUA prendeu 16 pessoas por protestarem ilegalmente na entrada leste do Capitólio”, disse uma porta-voz da polícia à imprensa dos EUA.

O perfil oficial da atriz no Twitter compartilhou imagens do protesto e da prisão, publicadas pelo grupo ativista “Fire Drill Fridays”, do qual Jane Fonda participa.

Fonda foi levada pela polícia na sexta-feira. As mãos dela pareciam amarradas. Recentemente, ela falou sobre a crise climática e prometeu protestar toda sexta-feira “faça chuva ou faça sol”
Jane Fonda presa em frente ao Capitólio, em Washington DC
Fonda afastou as mãos atrás das costas enquanto era levada para um carro

Tallulah Willis fala de sua saúde mental: “Mais profundo buraco suicida”

Filha de Demi Moore e Bruce Willis conta que luta contra depressão é diária

Tallulah Willis (Foto: Tyler Shields)

Tallulah Willis, filha de Demi Moore e Bruce Willis, dividiu com os seus seguidores do Instagram que lidou com graves problemas mentais e que considerou o suicidio. Ela postou um vídeo em que aparentava estar feliz, mas em que lidava no momento com a tristeza profunda.

“Quando filmei esse vídeo, lembro que todos me diziam repetidamente o quanto desejavam ter minha energia, minha liberdade, essa confiança. Quando este vídeo foi filmado, eu estava três meses no mais profundo buraco suicida em que já estive. Não somos o que mostramos. Ainda não estou pronta para compartilhar minha história, mas estou com você, vejo você, sou você e amo você”, disse ela.

“Dor é dor. É diferente e entra em cada uma de nossas vidas de várias maneiras, mas cada facada elétrica ou dor maçante é real. O tipo de dor que você não vê, a dor que vive no espaço sagrado atrás da sua garganta.”

Apesar de estar melhor, Tallulah conta que trava uma luta diária com a depressão. “Estou com medo do meu cérebro e da capacidade de dor que ele tem e continuará a suportar. Minha luta é diária e durante toda a minha vida, e a cada dia eu escolho encontrar os momentos brilhantes, uma risadinha roubada ou uma verdadeira pausa pacífica, eu sei que fui corajosa naquele dia”, continuou. 

Atriz australiana Maddison Brown, nova namorada de Liam Hemsworth é comparada a Miley Cyrus

Maddison Brown começou a carreira de atriz aos 16 anos

Maddison Brown e Miley Cyrus com Liam Hemsworth (Foto: Reprodução/Instagram/Getty Images)

Liam Hemsworth está com um novo amor! O ator de Jogos Vorazes e a atriz australiana Maddison Brown foram fotografados andando de mãos dadas em Nova York, nos Estados Unidos.

Maddison começou a carreira como modelo aos 16 anos e mudou-se para os Estados Unidos ainda na adolescência. Atualmente ela interpreta Kirby Anders no reboot da série Dynasty. Ela também já atuou ao lado de Nicole Kidman em Strangerland (2015) e na série The Kettering Incident (2016).

Coincidência ou não, a jovem de 22 anos tem semelhanças com a ex-mulher de Liam, Miley Cyrus, 26. Os dois anunciaram a separação em agosto desse ano. A cantora teve um affair relâmpago com Kaitlynn Carter e já emendou outro namoro com o também cantor Cody Simpson.

Maddison Brown e Miley Cyrus (Foto: Reprodução/Instagram)
Maddison Brown (Foto: Reprodução)
Maddison Brown (Foto: Reprodução)
Maddison Brown (Foto: Reprodução)
Maddison Brown (Foto: Reprodução)

Rihanna fala sobre novo álbum e Donald Trump na Vogue americana

Cantora e empresária é capa da edição de novembro da publicação

Rihanna na capa da edição de novembro da Vogue americana (Foto: Ethan James)

Rihanna não é nenhuma novata às capas da Vogue: em seu currículo ela tem 13 – incluindo edições múltiplas e uma para a Vogue Brasil. Mesmo assim, a cada vez que ela posa para a revista, o entusiasmo é o mesmo.

Para a edição de novembro da Vogue americana, Rihanna volta a estrelar a capa da publicação. A conversa com a jornalista Abby Aguirre é animada: vai de sua dominação na moda, lingerie, maquiagem e beleza a política.

Seu tão aguardado próximo álbum, também não ficou de fora do bate-papo: “Venho tentando voltar para o estúdio, mas não é como se eu pudesse me trancar por um tempo prolongado como eu tinha o luxo de poder fazer antes. Sei que tenho alguns fãs bem aborrecidos que não entendem os bastidores de como tudo isso funciona”, diz Riri, ao ser perguntada sobre uma possível data de lançamento de seu nono álbum.

Falando sobre o que deve vir por aí, Rihanna revela que seu som virá inspirado pelo reggae, mas sem clichês ou nada típico como se está acostumado a ouvir quando se pensa no gênero: “Mas você definitivamente vai sentir esses elementos em todas as faixas”, afirma. “O reggae corre no meu sangue. Não importa o quanto tempo estive longe dessa cultura ou do ambiente em que cresci, ele nunca vai embora. É sempre igual. Mesmo tendo explorado outros gêneros musicais, era hora de voltar a fazer algo que ainda não havia feito completamente como um conjunto de obra.”

Quem tem medo de Rihanna deixar a música para se dedicar às suas tantas empreitadas bem-sucedidas, porém, pode relaxar. Ela nega que um dia vá se aposentar da carreira: “Música é como falar em códigos com o mundo, em que eles entendem. É a linguagem estranha que me conecta com eles [seus fãs]. Eu estilista, a mulher que cria maquiagens e lingerie, tudo isso começou com música. Foi minha primeira ligação com o mundo. Cortar isso seria como cortar minha comunicação. Todas essas outras coisas florescem em cima dessa fundação.”

Logo o assunto fica mais sério, e Rihanna fala sobre política. Afirmando que sim, negou uma proposta para se apresentar no Super Bowl em solidariedade ao atleta Colin Kaepernick e seu protesto na liga norte-americana de futebol americano, ela é direta: “Eu não ousaria. Para quê? Quem ganha com aquilo? Não a minha gente. Eu não poderia ser vendida. Há coisas naquela organização [a NFL] com as quais não concordo de jeito nenhum, e não estava disposta a me colocar a seus serviços de forma alguma.”

Rihanna, que usou seu Twitter para publicamente condenar a resposta de Donald Trump aos tiroteios em El Paso e Dayton, nos Estados Unidos, diz que os episódios foram “devastadores”: “As pessoas estão sendo assassinadas por máquinas de guerra que podem comprar legalmente. Isso não é normal. Isso nunca, jamais deveria ser normal. E o fato de que isso poderia ser classificado de forma diferente por conta da cor da pele de alguém? É um tapa na cara. É completamente racista”, declara. “Coloque um homem árabe com a mesma arma naquele mesmo supermercado e não haverá nenhuma possibilidade de Trump sentar ali e falar que é um problema de ‘saúde mental'”, continua, sem perder o fôlego: “O ser humano mais mentalmente doente na América atualmente parece ser o presidente.”