Bilheteria EUA: Os Incríveis 2, Oito Mulheres e um Segredo, Te Peguei!, Han Solo – Uma História Star Wars, Deadpool 2

incriveis 2 Official TrailerA estreia de Os Incríveis 2 correspondeu às estimativas de bilheteria, com o longa fazendo US$ 180 milhões no primeiro final de semana nos Estados Unidos. Assim, a produção tornou-se não apenas a animação estreante com maior arrecadação, superando Procurando Dory, como assumiu a oitava colocação no Top 10 de maiores lançamentos do país, ficando à frente de Capitão América: Guerra Civil.

Na sequência, a família de super-heróis preferida de todos está de volta – mas, dessa vez, Helena é quem assume o holofote, deixando Bob em casa com Violeta e Flecha para conduzir o heroíco dia-a-dia de uma vida “normal”. É uma transição difícil para todos, que se complica ainda mais tendo em vista que a família ainda não sabe dos superpoderes do Zezé. Quando um novo vilão traça um plano perigoso e brilhante, a família e o Gelado precisarão encontrar um jeito de trabalhar juntos novamente – o que é mais fácil de dizer do que de colocar em prática, mesmo todos eles sendo tão incríveis.

Na sua semana em cartaz, Oito Mulheres e um Segredo caiu para o segundo lugar. Estrelado por Sandra Bullock e Cate Blanchett, o filme fez US$ 19,5 milhões e, agora, soma US$ 79,1 milhõesno país.

No longa, Debbie Ocean (Sandra Bullock) monta uma equipe para fazer um roubo impossível no baile do Met, em Nova York.

Te Peguei!, comédia que também entrou em cartaz nesta semana, passou a ocupar a terceira colocação, com arrecadação estimada em US$ 14,6 milhões, valor que representa, aproximadamente, a metade do seu custo de produção.

Todo ano, ao longo de um mês, cinco amigos competitivos participam de um jogo de pega-pega sem limites que brincam desde a primeira serie – arriscando seus pescoços, trabalhos, relacionamentos para vencer o outro. Este ano, o jogo coincide com o casamento do único que nunca foi derrotado, o que deveria fazer dele um alvo fácil. Mas ele sabe que eles virão… e estará preparado.

Já Han Solo – Uma História Star Wars ficou apenas no quarto lugar. O derivado fez pouco mais de US$ 9 milhões, 42,3% a menos do que no final de semana anterior.

Com direção de Ron Howard, o derivado acompanha a juventude de Han Solo (Alden Ehrenreich), originalmente interpretado por Harrison Ford na franquia Star Wars. O elenco ainda conta com Donald Glover (AtlantaCommunity), Woody Harrelson (Zumbilândia), Paul Bettany (Vingadores: Guerra Infinita) e Emilia Clarke (Game of Thrones).

Fechado o Top 5 está Deadpool 2. Com os US$ 8,8 milhões arrecadados nesta semana, o longa da Fox soma US$ 294,6 milhões.

Segundo a sinopse, quando um supersoldado chega em missão assassina, Deadpool (Ryan Reynolds) é forçado a pensar em amizade, família e o que realmente significa ser um herói – tudo isso enquanto chuta 50 tons de bundas porque, às vezes, para fazer a coisa certa, você precisa lutar sujo. Zazie Beetz interpreta a mutante Dominó, Josh Brolin é o Cable e Morena Baccarin, que esteve no Brasil para divulgar o longa, volta ao papel de Vanessa.

Anúncios

Duas horas diabólicas: por que “Hereditário”, de Ari Aster, é o filme mais assustador do ano

20557421_expressive-new-hereditary-trailer_84be507f_m
Toni Collette em cena de “Hereditário” || Créditos: Divulgação

Quem aí assistiria um filme que está sendo descrito pelos críticos como “o melhor sofrimento que você vai passar no cinema neste ano” (Jamie East, The Sun), “uma obra de arte carregada de sustos que contém uma verdade cruel” (Alonso Duralde, TheWrap.com), “as duas horas mais diabólicas que alguém pode viver” (Chris Nashawaty, Entertainment Weekly) e “um salto assombroso em direção ao inferno” (Matthew Norman, London Evening Standard), só para citar os “mais mais”?

Exibida no Festival de Sundance no começo do ano e em cartaz no hemisfério norte desde o último dia 8, a produção em questão é “Hereditário”, dirigida pelo estreante Ari Aster e estrelada por Toni Collette, que está fazendo o maior sucesso por abordar de maneira inteligente e extremamente assustadora o fato cada vez mais real de  que a sociedade em que vivemos pode ser auto-ameaçadora.

A trama se desenrola a partir da morte de Ellen, a matriarca da família Graham, que deixou como herança um drama familiar cheio de segredos aterrorizantes e que no fim revela um destino cruel para os herdeiros dela. Tudo isso dentro de casa, um truque usado por veteranos da sétima arte como Alfred Hitchcock para expor que o lar muitas vezes deixa de ser um santuário para se tornar uma fortaleza em ruínas e a causa de muitos problemas do mundo.

Rodado com um orçamento de meros US$ 10 milhões (R$ 37,5 milhõs), o filme tem sido descrito por Aster não como um terror, mas uma tragédia da vida real que se transforma em pesadelo. Fã confesso de clássicos como “O Bebê de Rosemary”, “Carry” e “Psicose”, ele usou elementos desses e outros longas que marcaram época para escrever um roteiro poderoso que prende o espectador do começo ao fim.

O resultado foi o melhor possível, como “Hereditário” desde já sendo considerado como um forte candidato ao Oscar de 2019, principalmente pela direção de Aster e pela atuação pontual de Collette, cujo último grande papel na telona foi no mesmo gênero – “O Sexto Sentido” – que até rendeu a ela uma indicação à estatueta como Melhor Atriz Coadjuvante.

Filmes de horror “para adultos” estão em alta em Hollywood, com “Corra!” sendo indicado a quatro Oscars neste ano e “Um Lugar Silencioso” despontando desde já como um dos prováveis grandes destaques na próxima temporada de premiações de lá, mas “Hereditário” se destaca entre todos. “É uma história de casa assombrada que vai assustar muitas gerações ainda”, escreveu Joe Morgenstern, do “The Wall Street Journal”, sobre lançamento cult do momento. [Anderson Antunes]

Mulher-Maravilha 1984 | Heroína aparece de uniforme em nova foto

Mulher-Maravilha 1984 ganhou sua primeira foto com Diana Prince (Gal Gadot) vestida como a heroína – confira (via Twitter):

mulher maravilha 2.jpgRecentemente, foi confirmado que Patty Jenkins teve seu salário triplicado para o novo filme da DC, que terá Gal Gadot de volta ao papel principal.

Ainda não há muitos detalhes sobre a trama da sequência, mas Jenkins confirmou que a história será na década de 80. Patty Jenkins e Gal Gadot retornam e Kristen Wiig será a vilã Mulher-Leopardo. Mulher-Maravilha 1984 chega aos cinemas em 1º de novembro de 2019.

CINEMA | Estreias De Filmes Da Semana: Talvez uma História de Amor, Do Jeito que elas Querem, Sol da Meia-Noite, O Caminho dos Sonhos, Amores de Chumbo

Confira agora os filmes que chegam às telas em 14 de junho

Do Jeito que elas Querem.jpg
Cena do filme “Do Jeito Que Elas Querem” 

Talvez uma História de Amor
Virgílio chega em casa após o trabalho e escuta o recado de Clara, pela secretária eletrônica, comunicando o término do relacionamento dos dois. O único problema é que Virgílio é solteiro e não faz ideia de quem Clara seja.

Comédia Romântica – Brasil, 2017. Direção: Rodrigo Bernardo. Elenco: Mateus Solano, Bianca Comparato, Cynthia Nixon. Duração: 130 min. Classificação: 10 anos.

Do Jeito que elas Querem
Na Califórnia, quatro amigas de longa data estão na casa dos 60 anos e decidem ler no clube do livro mensal o romance Cinquenta Tons de Cinza.

Comédia – (Book Club) EUA, 2018. Direção: Bill Holderman. Elenco: Diane Keaton, Jane Fonda, Candice Bergen. Duração: 108 min. Classificação: 12 anos.

Sol da Meia-Noite
Katie é uma jovem de 17 anos que vive protegida dentro de sua casa. Confinada no local durante os dias, ela possui uma rara doença que faz com que a menor quantidade de luz solar seja mortal. Sua situação muda quando seu destino se cruza com o de Charlie e eles iniciam um romance de verão.

Drama, Romance – (Midnight Sun) EUA, 2018. Direção: Scott Speer. Elenco: Bella Thorne, Patrick Schwarzenegger, Rob Riggle. Duração: 109 min. Classificação: 12 anos.

O Caminho dos Sonhos
Um casal na Grécia, Kenneth e Theres, em 1984, tem sua relação abalada após a mãe do rapaz sofrer um acidente. Trinta anos mais tarde, uma atriz de televisão se separa de seu marido antropólogo. Essas duas histórias eventualmente se cruzarão.

Drama – (Der traumhafte weg) Alemanha, 2016. Direção: Angela Schanelec. Elenco: Miriam Jakob, Maren Eggert, Thorbjörn Björnsson. Duração: 86 min. Classificação: 14 anos.

Amores de Chumbo
Miguel e Lúcia estão prestes a comemorar seu aniversário de 40 anos de casamento quando um triângulo amoroso do passado ressurge após a chegada de Maria. Junto com seu retorno, voltam também as memórias dos amores vividos entre Miguel e Maria, além dos horrores dos anos de chumbo, período da ditadura militar no Brasil.

Drama – Brasil, 2016. Direção: Tuca Siqueira. Elenco: Aderbal Freire Filho, Juliana Carneiro da Cunha, Augusta Ferraz. Duração: 97 min. Classificação: 14 anos.

Em 97 Era Assim
Quatro garotos de 15 anos vivem o auge da adolescência e o principal anseio deles é perder a virgindade. Eles tentam economizar dinheiro para contratarem uma prostituta e, enquanto enfrentam os deveres escolares, vão descobrir o valor da verdadeira amizade.

Comédia – Brasil, 2017. Direção: Zeca Brito. Elenco: Frederico Restori, João Pedro Corrêa Alves, Pedro Diana Moraes. Duração: 94 min. Classificação: 16 anos.

Dovlatov
Seis dias na vida do escritor Sergei Dovlatov, que sofreu com os rígidos limites e a censura política da União Soviética nos anos 70. Dovlatov lutou para preservar seu talento e decência ao lado do poeta Joseph Brodsky, enquanto observava seus amigos artistas serem exilados à força pelo governo.

Biografia – (Довлатов) Polônia, Rússia, Sérvia, 2018. Direção: Aleksey German. Elenco: Milan Maric, Danila Kozlovskiy, Helena Sujecka. Duração: 126 min. Classificação: 14 anos.

Safári
Ricos turistas em suas viagens de férias caçam animais em safáris no continente africano. Alguns deles buscam troféus, outros apenas diversão. Mesmo que toda presa tenha o seu preço, eles sempre buscam uma maneira de legitimar suas próprias ações. Um filme sobre a natureza humana.

Documentário – (Safari) Áustria, 2016. Direção: Ulrich Seidl. Duração: 91 min. Classificação: 12 anos.

Baronesa
Uma guerra entre traficantes na Vila Mariquinhas, na Zona Norte de Belo Horizonte, faz com que Andreia queira sair da comunidade onde mora e que ajudou a construir.

Documentário – Brasil, 2017. Direção: Juliana Antunes. Duração: 70 min. Classificação: 16 anos.

Homem-Formiga e a Vespa deve arrecadar mais do que o primeiro filme em estreia nos EUA

Longa da Marvel chega aos cinemas no próximo mês

ant-man-and-the-wasp-dolby-poster-405x600.jpgDe acordo com o DeadlineHomem-Formiga e a Vespa deve arrecadar entre US$ 69 milhões e US$ 80 milhões em sua estreia nos EUA. Mesmo se alcançar a estimativa mais baixa, o longa ainda estará na frente do primeiro, que fez US$ 57,2 milhões em 2015. O valor também se aproxima de Capitão América: Soldado Invernal, que arrecadou US$ 95 milhões em seu primeiro fim de semana no país, em 2014.

O site afirma que a estimativa mais baixa acontece porque o longa não é a primeira escolha de parte do público, já que longas como Jurassic World: Reino Ameaçado e Os Incríveis 2 também estarão nos cinemas.

Homem-Formiga e a Vespa terá Michelle Pfeiffer como Janet Van Dyne, a Vespa original; Lawrence Fishburne como o Doutor Bill Foster, o Golias; Walton Goggins como Sonny Burch, Hannah John-Kamen como “Ghost” e Randall Park como Agente Jimmy Woo. Do elenco do primeiro filme retornam Paul RuddEvangeline LillyJudy GreerMichael DouglasT.I.Michael Peña David Dastmalchian.

A estreia está marcada para 5 de julho de 2018. [Camila Sousa]

‘Do jeito que elas querem’: Diane Keaton e a designer de produção Rachel O’Toole falam sobre os cenários do filme

Rachel O’Toole discute a pressão de trabalhar com uma fanática por design, como Diane Keaton – que levou alguns móveis para a casa-, e encontrar locações para o elenco repleto de estrelas
Texto Marc Malkin* I Fotos Paramount Pictures/ Divulgação/ Tradução Luciana Fatima

do-jeito-que-elas-querem-filme-001.jpg
Diane Keaton

Diane Keaton não tem dúvidas quando perguntamos a ela qual seu local favorito no set da nova comédia romântica, Do jeito que elas querem. “Gostei mais da casa de Andy Garcia”, comentou a vencedora do Oscar e fanática por design. “A casa de Andy é no estilo espanhol antigo. Eu queria comprar aquele lugar lindo”, brinca. Garcia interpreta o par amoroso de Keaton no filme sobre quatro velhas amigas de Los Angeles – Keaton, Jane Fonda, Candice Bergen e Mary Steenburgen –, cujas vidas amorosas estão de cabeça para baixo, quando começam a ler, em seu clube de leitura, a série Cinquenta tons de cinza. Keaton interpreta uma viúva em processo de recuperação da morte do marido quando conhece Mitchell (Garcia), um piloto bonito, independente e rico, de Sedona, no Arizona.

Assim que a designer de produção, Rachel O’Toole, viu fotos do Hummingbird Nest Ranch, uma imensa propriedade equestre, em Simi Valley, que pertenceu ao bilionário texano David Saperstein (ele vendeu a propriedade em 2016 por US$ 33 milhões), ela sabia que havia encontrado a casa de Garcia no filme. A propriedade possui uma enorme mansão colonial espanhola, mas Rachel e o diretor estreante, Bill Holderman, optaram por usar uma das 16 casas de hóspedes da propriedade para a casa de Garcia.

do-jeito-que-elas-querem-filme-002
Jane Fonda

“Acho que é a casa principal original construída na propriedade”, diz Rachel. “Era tão perfeita com aquelas arcadas e a maneira como a luz atravessa o quintal e a piscina. De pé, na porta da frente, é possível ver todo o caminho da cozinha até o banheiro, através de uma passagem arqueada de tijolos; e dali, através de cristal de chumbo, para uma fonte do lado de fora. Eu disse para o Bill: ‘Não precisamos perder mais tempo procurando outro lugar, porque é isso aqui’.”

do-jeito-que-elas-querem-filme-005
Jane Fonda, Candice Bergen e Mary Steenburgen

Enquanto a cozinha dos anos 1970 foi modernizada para o filme, o resto da casa precisou apenas ser redecorada. “Para a paleta de cores, tínhamos bordô e tons de marrom com muitas texturas, como tapetes persas”, diz Rachel O’Toole. “Queríamos que o personagem de Andy fosse firme, mas acessível com todas aquelas coisas que ele coletou em suas viagens.”

Uma doce casa de campo, mas levemente decadente, em Brentwood, foi escolhida para a personagem de Keaton como um sinal para ela tentar seguir em frente. “Era uma casa charmosa, autêntica e vivaz que não havia passado pela típica reforma que as pessoas fazem com bancadas de mármore branco e tudo mais”, comenta a designer de produção.

A própria Diane Keaton é uma estrela da arquitetura e do design (ela é autora de três livros de design, incluindo Diane Keaton: HouseCalifornia Romantica e The House That Pinterest Built, e também foi proprietária de casas de Frank Lloyd Wright e Wallace Neff). Rachel O’Toole admite que estava suando de nervoso ao tentar encontrar a casa certa para a personagem da atriz. “É muito a cara da Diane”, explica ela. “É terrosa com alguns toques de cor. Ela tinha tons em madeira e neutros na parede com alguns detalhes em azul e preto. Havia muita madeira pintada de preto.”

E também há a poltrona Mitchell Gold + Bob Williams na sala de estar. “Eu a vi num site chamado Chairs, e quando vi, logo pensei: ‘Vamos comprar essa poltrona porque tenho certeza de que a Diane vai querer ficar com ela’.”. E ela estava certa.

A poltrona branca simples com uma faixa preta no meio agora fica na casa de Keaton e é, de fato, apresentada em seu último livro, The House That Pinterest Built. “Oh, meu Deus!” Keaton dispara. “É tão confortável”.

do-jeito-que-elas-querem-filme-004
Jane Fonda, Mary Steenburgen e Candice Bergen

Rachel O’Toole não teve de se preocupar quanto a Keaton interferir em seu trabalho. “Eu não quero ser designer de produção!”, Diz Keaton. “Sabe por quê? Porque você tem de agradar outras pessoas. Eu só quero comprar e vender casas, movimentá-las. Quero fazer isso enquanto eu viver. Acabei de comprar um lugar em Tucson, no qual estou trabalhando agora!”

Quanto às outras mulheres, a personagem de Mary Steenburgen é chef e dona de um restaurante então – não é surpresa – as amigas se reúnem em sua cozinha, quando se encontram para as reuniões do clube do livro. Eles filmaram em uma casa reformada, em Brentwood, não muito longe da casa de Keaton. “A paleta de cores de Mary era em tons de joias e cores de frutas”, diz Rachel. “Suas cores principais foram amarelo e verde. Já que ela era uma espécie de personagem mais vibrante e que também lidava com comida, há uns toques de limão em sua casa e onde quer que ela fosse. Bill ficava me dizendo para parar de colocar limões em todos os lugares, e eu falava, ‘Mas foi a Mary quem trouxe aqueles!’.”

do-jeito-que-elas-querem-filme-003
Diane Keaton, Candice Bergen, Jane Fonda e Mary Steenburgen

O outro espaço de destaque na produção é o escritório de Jane Fonda. Na pele da ruiva, sexualizada, nunca-antes-casada, dona de um hotel (você vai reconhecer o exterior: é o Montage Beverly Hills), o espaço de trabalho de Fonda, filmado em um quarto remodelado no histórico Millennium Biltmore Hotel, no centro de Los Angeles, é banhado em tons creme, com fortes toques de bronze, ouro, prata e cristal. “Jane faz uma pesquisa incrível para suas personagens”, explica Rachel O’Toole. “Ela tinha uma quantidade insana de detalhes com uma história de fundo. Tornou-se realmente óbvio que seu escritório tinha de ser elegante, mas não sem medo de demonstrar um pouco de ostentação. Ela usava muitos anéis e joias, e isso se reflete em seu escritório.”
*Esta reportagem foi originalmente publicada na Architectural Digest USA

Bilheteria EUA: Oito Mulheres e Um Segredo, Han Solo – Uma História Star Wars, Deadpool 2, Hereditário, Vingadores: Guerra Infinita

oceans_8_2018
Oito Mulheres e um Segredo (Ocean’s Eight) (Foto: Reprodução)

Oito Mulheres e Um Segredo superou as expectativas do estúdio e somou US$ 41,5 milhões no seu fim de semana de estreia nos EUA. A cifra representa um recorde de abertura para a franquia, que anteriormente pertencia a 12 Homens e Um Segredo com US$ 39,1 milhões.

No filme, Debbie Ocean (Sandra Bullock), a irmã de Danny Ocean (George Clooney), sai da prisão e precisa recrutar um time de especialistas para roubar um colar avaliado em 150 milhões durante o Met Gala, baile anual oferecido pela editora da Vogue Anna Wintour no Metropolitan Museum of Art, em Nova York. O filme já está em cartaz no Brasil.

Com uma queda de 48,5% na arrecadação, Han Solo – Uma História Star Wars ficou com a segunda posição. O filme somou mais US$ 15,15 milhões e soma US$ 176 milhões até agora nos EUA.

Com direção de Ron Howard, o derivado acompanha a juventude de Han Solo (Alden Ehrenreich), originalmente interpretado por Harrison Ford na franquia Star Wars. O elenco ainda conta com Donald Glover (AtlantaCommunity), Woody Harrelson (Zumbilândia), Paul Bettany (Vingadores: Guerra Infinita) e Emilia Clarke (Game of Thrones).

O terceiro lugar da semana ficou com Deadpool 2. O longa da Fox arrecadou US$ 13,65 milhões e soma US$ 278,66 milhões nos EUA.

Segundo a sinopse, quando um supersoldado chega em missão assassina, Deadpool (Ryan Reynolds) é forçado a pensar em amizade, família e o que realmente significa ser um herói – tudo isso enquanto chuta 50 tons de bundas porque, às vezes, para fazer a coisa certa, você precisa lutar sujo. Zazie Beetz interpreta a mutante Dominó, Josh Brolin é o Cable e Morena Baccarin, que esteve no Brasil para divulgar o longa, volta ao papel de Vanessa.

A quarta posição ficou com Hereditário, terror estrelado por Toni Collete e produzido pelaA24 (A Bruxa) que vem circulando como um dos filmes mais assustadores dos últimos tempos. Foram US$ 13,03 milhões arrecadados no fim de semana de estreia. Hereditário deve chegar ao Brasil em 21 de junho.

Vingadores: Guerra Infinita se manteve no pódio em sua sétima semana nos cinemas. A produção da Marvel arrecadou US$ 6,83 milhões no fim de semana e soma US$ 654,73 nos EUA, chegando a um total mundial de US$ 1.998 bilhão. A expectativa é que a marca dos US$ 2 bilhõesseja alcançada nos próximos dias.

Na história, Thanos chega à Terra, disposto a reunir as Joias do Infinito. Para enfrentá-lo, os Vingadores precisam unir forças com os Guardiões da Galáxia. O filme está em cartaz no Brasil e Vingadores 4 está marcado para 2 de maio de 2019.