Liga da Justiça | Confira o novo trailer legendado do filme

Depois de vários vídeos e cartazes nos últimos dias, a Warner divulgou o novo trailer completo de Liga da Justiça

Liga da Justiça tem no elenco Ben Affleck (Batman), Gal Gadot (Mulher-Maravilha), Henry Cavill (Superman), Jason Momoa (Aquaman), Ray Fisher (Ciborgue), Ezra Miller (Flash), Amber Heard (Mera), Willem Dafoe (Vulko), J.K. Simmons (Comissário Gordon), Jesse Eisenberg (Lex Luthor), Jeremy Irons (Alfred) e Amy Adams (Lois Lane), entre outros. O Coringa de Jared Leto não deve aparecer.

Com direção de Zack SnyderLiga da Justiça tem estreia prevista para 16 de novembro. [Camila Sousa]

Anúncios

CINEMA | Estreias da Semana: Power Rangers, Fragmentado, T2: Trainspotting, Travessia, Imprevistos de Uma Noite em Paris

Trainspotting-review-master768.jpgConfira agora os filmes que chegam às telas em 23 de março
Power Rangers
Um grupo de jovens desajustados encontra uma antiga nave, onde adquirem poderes e se transformam nos Power Rangers. Quando descobrem que um antigo inimigo da outra geração está retornando para conseguir vingança, eles precisam aprender a usar seus poderes para trabalhar juntos e salvar o mundo.

Ação, Aventura, Ficção científica – (Power Rangers) EUA, 2017. Direção: Dean Israelite. Elenco: Bryan Cranston, Elizabeth Banks Bill Hader, Dacre Montgomery. Duração: 114 min. Classificação: 10 anos.

Fragmentado
Kevin tem 23 personalidades e a habilidade de alterná-las quimicamente em seu organismo com a força do pensamento. Ele sequestra três garotas que encontra em um estacionamento, e aos poucos elas conhecem cada uma de suas facetas enquanto tentam encontrar uma forma de se libertar.

Suspense, Terror – (Split) EUA, 2017. Direção: M. Night Shyamalan. Elenco: James McAvoy, Anya Taylor Joy, Betty Buckley. Duração: 107 min. Classificação: 14 anos.

T2: Trainspotting
O longa conta a história de um pai que viaja com a família para visitar a filha na universidade, mas acaba entrando em conflito com o novo namorado da garota, um jovem bilionário e sem filtro.

Comédia – (Why Him?) EUA, 2016. Direção: John Hamburg. Elenco: James Franco, Bryan Cranston, Zoey Deutch. Duração: 111 min. Classificação: 14 anos.

Travessia
Salvador, Brasil. Roberto acabou de perder a esposa e está solitário e infeliz. Além disso, o relacionamento com seu único filho vai de mal a pior. Um dia, após se embebedar e fracassar ao tentar contratar uma prostituta, ele acaba atropelando um garoto. Desesperado, ele coloca o menino no carro e o leva ao hospital mais próximo. Apesar do socorro imediato, Roberto precisa prestar esclarecimentos na polícia e corre o risco de ser preso.

Drama – Brasil, 2017. Direção: João Gabriel. Elenco: Chico Díaz, Camila Camargo, Caio Castro. Duração: 90 min. Classificação: 16 anos.

Imprevistos de Uma Noite em Paris
Luigi tem uma noite para salvar seu teatro em Paris. A missão envolve várias tarefas, como encontrar um macaco ator e reerguer a autoestima de um diretor japonês.

Comédia – (Overt la nuit) França, 2016. Direção: Édouard Baer. Elenco: Audrey Tautou, Édouard Baer, Sabrina Ouazani. Duração: 95 min. Classificação: 12 anos.

Todas as Cores da Noite
Iris vive sozinha num espaçoso apartamento à beira-mar. O horizonte esverdeado parece distanciá-la da cidade em confortável isolamento. Ao anoitecer, o lugar acolhe conhecidos e desconhecidos num frenético fluxo de festa. Iris é a atração principal. Mas num amanhecer ressacado, ela encontra um corpo na sala de estar.

Drama – Brasil, 2016. Direção: Pedro Severien. Elenco: Sabrina Greve, Sandra Possani, Rômulo Braga. Duração: 70 min. Classificação: 16 anos.

‘Power Rangers’chega aos cinemas esta semana com heroína latina e gay

power-rangers-amerela-e1490110110415Becky G, a Ranger Amarela, em cena do novo ‘Power Rangers’. Foto: Kimberly French/Lionsgate


Nesta quinta-feira, 23, a nova versão do clássico seriado juvenil Power Rangers chega aos cinemas. Além de contar com um visual repaginado, o filme terá também uma heroína latina e gay.

A Ranger Amarela, Trini, personagem da atriz e cantora de ascendência mexicana Becky G, estará descobrindo sua sexualidade no longa, confirmou o diretor do filme, Dean Israelite, em entrevista ao The Hollywood Reporter. “Trini está questionando muito do que ela é”, explica.

Em uma determinada cena, colegas da personagem se perguntarão se ela está com “problemas com o namorado” e em seguida perceberão que ela está com “problemas com a namorada”. Segundo Israelite, é uma cena pequena, mas importante para a história.

_DSC6077.NEFBecky G, RJ Cyler, Naomi Scott, Ludi Lin e Dacre Montgomery em foto dos novos ‘Power Rangers’ (Foto: Divulgação/EW)


“Ela ainda não descobriu totalmente ainda. Eu acho que o que é bom nesta cena e o que esta cena impulsiona no filme é que ‘tudo bem’”, diz o diretor. “O filme está dizendo, ‘está tudo bem’, e todas as crianças devem assumir quem são e encontrar a sua tribo.”

“O filme mostra uma mensagem de que juntos somos mais e que todos somos iguais”, decla Becky G em uma entrevista para a agência EFE. A artista também se diz orgulhosa por viver no filme uma heroína latina.

“Para mim é uma verdadeira honra”, afirma. “Como latina, estou muito orgulhosa da nossa cultura e de poder levar as nossas tradições para um universo tão rico como o do filme.”

O novo Power Rangers chega aos cinemas brasileiros nesta quinta-feira, 23.

Bilheteria EUA: A Bela e a Fera, Kong: A Ilha da Caveira, Logan, Get Out, A Cabana

a bela ea4be5a8cf0706ed2feb0d0b2365b3e5.jpgComo já se indicava ontem, a estreia de A Bela e a Fera neste fim de semana de 17 a 19 de março deixou vários recordes no chão, com um resultado acima do projetado originalmente pela Disney, que esperava uma abertura na casa dos US$ 150 milhões. A versão em live-action da animação deve fechar o fim de semana com US$ 170 milhões, batendo o recorde de Batman vs Superman (US$ 166 milhões) como a maior estreia do mês de março até hoje no país.

Em outra comparação, A Bela e a Fera também se tornou a maior abertura da carreira da atriz Emma Watson, superando o último filme de Harry Potter. Lançada em 1991, a versão animada de A Bela e a Fera faturou mais de US$ 375 milhões e recebeu uma rara indicação ao Oscar de Melhor Filme. O longa com atores e computação gráfica estreou no Brasil na quinta-feira.

Com a estreia do filme da Disney, que afungentou outros lançamentos, o campeão da semana passada, Kong: A Ilha da Caveira, caiu 53% e ficou com a segunda posição, faturando mais US$ 28,8 milhões. A volta de King Kong ao cinema agora já passa a barreira dos US$ 100 milhões nos EUA. O filme que mostra a origem do rei dos macacos já está em cartaz no Brasil.

Logan, o último filme de Hugh Jackman como Wolverine, caiu para a terceira posição com US$ 17,5 milhões. No total, o longa de US$ 97 milhões já arrecadou US$ 184 milhões nos EUA.

O filme se passa em 2029 e mostra um Logan velho, cuidando do Professor Xavier (Patrick Stewart) e lidando com a chegada de uma jovem misteriosa em sua vida, Laura (Dafne Keen). Ela tem os mesmos poderes que ele, e está sendo caçada por homens com interesses sombrios.

O quarto lugar da semana foi para Get Out, misto de terror e comédia independente que tem surpreendido na bilheteria desde que estreou há um mês. O longa americano dirigido por Jordan Peele arrecadou mais US$ 13 milhões (queda de apenas 36% em relação ao fim de semana anterior), levando seu total para US$ 133 milhões. Nada mal para um filme que custou US$ 4 milhões.

O longa acompanha Chris Washington (Daniel Kaluuya), um jovem afro-americano que visita a casa da família de sua namorada branca (Alison Williams) e acaba envolvido em uma trama sinistra de conflito racial. Além de Kaluuya e Williams, o elenco conta também com Bradley Whitford (The West WingTransparent), Caleb Landry Jones (X-Men: Primeira Classe) e Catherine Keener (O Virgem de 40 Anos). Get Out ainda não tem previsão de estreia no Brasil.

A Cabana, filme baseado no best-seller espiritual de William P. Young, caiu uma posição e ficou em quinto lugar. O longa, estrelado por Sam Worthington Octavia Spencer, arrecadou US$ 6 milhões em seu terceiro fim de semana de exibição.

O filme conta a história de Mack (Worthington), um homem que está em luto após o sequestro e assassinato de sua filha. Todos os indícios apontam que o crime aconteceu em uma cabana abandonada. Mack recebe então um bilhete, aparentemente escrito por Deus, o convidando para ir até a cabana. Apesar de relutante, ele vai até o local e encontra algo que muda sua vida. Stuart Hazeldine (Exame) dirige e John Fusco (O Tigre e o Dragão: A Espada do Destino) adapta o roteiro. A estreia no Brasil está agendada para 6 de abril.

CINEMA | Estreias da Semana: A Bela e a Fera, La Vingança, Tinha Que Ser Ele?, Era o Hotel Cambridge, O Filho de Joseph

a bela eafera-baile.jpgConfira agora os filmes que chegam às telas em 16 de março

A Bela e a Fera
Versão da Disney com atores, dirigida por Bill Condon (Crepúsculo). Um mercador falido e com dívidas, dá a filha como garantia a seu credor, uma Fera. Vivendo enclausurada com a Fera, Bela começa a desenvolver um carinho pelo monstro.

Romance – (Beauty and the Beast) EUA, 2015. Direção: Bill Condon. Elenco: Emma Watson, Luke Evans, Dan Stevens. Duração: 134 min. Classificação: 10 anos.

La Vingança
Após receber a enigmática mensagem “precisamos conversar”, Caco resolve fazer uma surpresa para sua namorada e vai pedi-la em casamento, mas acaba encontrando ela com um argentino. Vadão o melhor amigo de Caco, arrasta o ex-futuro noivo até a Argentina numa viagem nonsense de busca por vingança. Enquanto Vadão tenta reviver a adolescência com o amigo, Caco segue focado em reconquistar seu amor. Mas nada ocorre como planejado.

Comédia – Brasil, Argentina, 2016. Direção: Fernando Fraiha. Elenco: Felipe Rocha, Daniel Furlan, Leandra Leal. Duração: 90 min. Classificação: 12 anos.

Tinha Que Ser Ele?
O longa conta a história de um pai que viaja com a família para visitar a filha na universidade, mas acaba entrando em conflito com o novo namorado da garota, um jovem bilionário e sem filtro.

Comédia – (Why Him?) EUA, 2016. Direção: John Hamburg. Elenco: James Franco, Bryan Cranston, Zoey Deutch. Duração: 111 min. Classificação: 14 anos.

Era o Hotel Cambridge
Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo.

Drama – Brasil, 2016. Direção: Eliane Caffé. Elenco: Carmen Silva, Isam Ahmad Issa, José Dumont. Duração: 89 min. Classificação: 12 anos.

Pedro Osmar, prá Liberdade que se Conquista
Pedro Osmar é um grande artista paraibano, apesar de pouco conhecido pelo Brasil. Além de suas músicas ja terem sido gravadas por nomes como Elba Ramalho, Lenine, Zé Ramalho e Zeca Baleiro, esse nordestino talentoso já escreveu muitos textos que foram montados para o teatro. O músico, poeta e artista plástico iniciou sua carreira em 1970, nos festivais de MPB de João Pessoa, e, desde então, segue encantando muitas pessoas com sua obra.

Documentário – Brasil, 2017. Direção: Eduardo Consonni, Rodrigo T. Marques. Duração: 84 min. Classificação: 10 anos.

Por um Punhado de Dólares – Os Novos Emigrados
200 milhões de migrantes mandam para casa cerca de 400 bilhões de dólares através de pequenas remessas mensais, após saírem de seus países para tentar outra vida. O documentário acompanha algumas desas trajetórias de brasileiros que foram para o Japão, mexicanos emigrando para os EUA, um gambiano na Alemanha e histórias de migração que compõem o complexo fluxo de pessoas no mundo.

Documentário – Brasil, Alemanha, 2017. Direção: Leonardo Dourado. Duração: 81 min. Classificação: Livre.

O Filho de Joseph
Vincent, um adolescente de 15 anos, foi criado com amor por sua mãe, Marie, mas ela sempre se recusou a revelar quem é seu pai. Ele finalmente descobre que é um certo Oscar Pormenor, um editor parisiense egoísta e cínico. Vincent desenvolve um violento plano de vingança, mas seu encontro com Joseph, um homem que vive à margem da sociedade, tem um profundo impacto em sua vida, assim como na vida de sua mãe.

Drama – (Le Fils de Joseph) França, Bélgica, 2016. Direção: Eugène Green. Elenco: Natacha Régnier, Fabrizio Rongione, Mathieu Amalric. Duração: 115 min. Classificação: 12 anos.

Os Cowboys
Alain é um dos pilares da comunidade, junto com a esposa e o casal de filhos. Mas sua filha Kelly, de apenas 16 anos, desaparece e ele se lança no mundo sem desistir de procurá-la. Sua vida normal fica para trás e ele leva consigo o filho, que sacrifica sua juventude pela empreitada.

Drama – (Les Cowboys) França, 2015. Direção: Thomas Bidegain. Elenco: François Damiens, Finnegan Oldfield. Duração: 81 min. Classificação: 14 anos.

Estopô Balaio
No Jardim Romano, bairro do extremo leste paulistano que sofre constantemente com enchentes, reside artisticamente o Coletivo Estopô Balaio. Em 2010, o bairro ficou submerso por três meses. Os moradores foram obrigados a reinventar a vida, a criar perspectivas de sobrevivência e de re-existência.

Documentário – Brasil, 2017. Direção: Cristiano Burlan. Duração: 78 min. Classificação: 10 anos.

Jonas e o Circo Sem Lona
Aos 13 anos de idade, Jonas é filho e neto de artistas de circo. O garoto tem seu próprio circo improvisado, frequentado pelos moradores do pobre bairro onde vive, na Bahia. É ele quem coordena os números, prepara os figurinos, a música e controla os ingressos. Jonas pretende abandonar a escola para se juntar ao tio e viver num circo itinerante, mas a mãe prefere que ele permaneça na escola. No meio desta briga, ele descobre as dificuldades da vida adulta.

Documentário – Brasil, 2017. Direção: Paula Gomes. Duração: 82 min. Classificação: Livre.

Fátima
Fatima cria sozinha as duas filhas: Souad, de 15 anos, adolescente rebelde; e Nesrine, de 18 anos, começando os estudos de medicina. Ela não fala bem francês, o que frustra sua comunicação com as filhas, mas ainda assim ambas são a razão para que ela siga em frente. Um dia, em seu emprego como empregada doméstica, ela cai de uma escada. Convalescendo, escreve em árabe tudo o que nunca conseguiu dizer às filhas em francês.

Drama – (Fatima) França, Canadá, 2015. Direção: Philippe Faucon. Elenco: Soria Zeroual, Zita Hanrot, Kenza Noah Aiche. Duração: 79 min. Classificação: 10 anos.

Com os Punhos Cerrados
Eugenio, Joaquim e João são três jovens que, através de uma rádio clandestina, lutam pela liberdade e planejam a revolução, invadindo as transmissões das rádios de Fortaleza e atacando a base constitutiva da sociedade burguesa e capitalista. Quando começam a incomodar os poderosos, suas vidas passam a correr risco, ao mesmo tempo em que surge uma bela e misteriosa ouvinte que deseja se unir a eles e pode transformar os seus destinos.

Drama – Brasil, 2014. Direção: Sydney Sibilia. Direção: Luiz Pretti, Pedro Diogenes, Ricardo Pretti. Elenco: Luiz Pretti, Pedro Diogenes, Ricardo Pretti. Duração: 74 min. Classificação: 14 anos.

História Antes de Uma História
Dr K, o menino Matias, a menina Laurinha e a galinha Melodia vão conhecer e experimentar na prática as diversas etapas e instrumentos necessários para dar vida a uma história.

Animação – Brasil, 2017. Direção: Wilson Lazaretti. Duração: 80 min. Classificação: Livre.

Esquadrão Suicida 2 negocia com roteirista de A Lenda de Tarzan

esquadrao 627142-970x600-1 (1) certoAdam Cozad, roteirista de A Lenda de Tarzan, está em negociações com a Warner Bros. para escrever o roteiro de Esquadrão Suicida 2. Segundo o Hollywood Reporter, o filme é considerado uma prioridade para o estúdio, que tem cotado diversos diretores para comandá-lo, incluindo Mel Gibson (saiba mais).

David Ayer, diretor do primeiro filme, está focado em Gotham City Sirens, o filme de vilãs da DC (saiba mais). Esquadrão Suicida teve um orçamento de US$ 175 milhões e arrecadou mais de US$ 745 milhões mundialmente.  [Natália Bridi]

Matrix | Warner planeja reboot da franquia

matrixSegundo o THR, a Warner está em etapas iniciais de um reboot da franquia Matrix. Fontes disseram ao site que Michael B. Jordan (Creed, Pantera Negra) é um interesse em potencial do estúdio para o elenco.

Zak Penn (Os Vingadores, X-Men: o Confronto Final) é um dos cotados para o roteiro e o projeto não tem o envolvimento das irmãs Wachowski, responsáveis pelos filmes originais.

O primeiro filme de Matrix chegou aos cinemas em 1999, contando a história de Neo (Keanu Reeves), um hacker que descobre a verdadeira natureza da nossa realidade: todos vivemos uma ilusão de realidade, enquanto uma inteligência artificial usa nossos corpos para gerar energia. As sequências, Matrix Reloaded e Matrix Revolutions, foram lançadas em 2003. [Camila Sousa]