Rogue One: Uma História Star Wars ultrapassa US$ 1 bilhão em bilheteria

rogue-636124058230268864-an1-148562rRogue One – Uma História Star Wars cruzou a marca de US$ 1 bilhão em bilheteria neste domingo (22). A informação é do Hollywood Reporter.

O filme arrecadou US$ 512,2 milhões nos Estados Unidos e US$ 449,1 internacionalmente, acumulando um total de US$ 1,011 bilhão. O longa atingiu a marca após 39 dias em cartaz.

Com a notícia, a Disney foi o único estúdio a emplacar filmes com US$ 1 bilhão de bilheteria em 2016. Além de Rogue One, também alcançaram a marca Capitão América: Guerra CivilZootopia Procurando Dory.

O longa é o vigésimo oitavo a alcançar a marca na história do cinema, sem contar a inflação.

Rogue One estreou no Brasil em 15 de dezembro de 2016.

Anúncios

CINEMA | Estreias da Semana: La La Land – Cantando Estações, Manchester à Beira-Mar, xXx – Reativado, Os Penetras 2 – Quem Dá Mais?

capaestreias19janeiroConfira agora os filmes que chegam às telas em 19 de janeiro

La La Land – Cantando Estações
Os caminhos de um pianista de jazz e uma atriz iniciante se cruzam em Los Angeles e os dois se apaixonam. Entre as dificuldades de alcançar uma carreira de fama e sucesso, Sebastian e Mia tentam fazer o relacionamento dar certo.

Musical – (La La Land) EUA, 2016. Direção: Damien Chazelle. Elenco: Emma Stone, Ryan Gosling, J.K. Simmons. Duração: 128 min. Classificação: Livre.

Manchester à Beira-Mar
Diante da morte do irmão, Lee Chandler se vê obrigado a voltar para sua cidade natal para cuidar do sobrinho adolescente e enfrentar as razões pelas quais abandonou o lugar.

Drama – (Manchester By The Sea) EUA, 2016. Direção: Kenneth Lonergan. Elenco: Casey Affleck, Kyle Chandler, Michelle Williams. Duração: 135 min. Classificação: 14 anos.

Os Penetras 2 – Quem Dá Mais?
No início da história, encontramos Beto desolado por ter sido enganado por Marco, o malandro profissional. Internado em uma clínica psiquiátrica, Beto é surpreendido por uma notícia que muda os rumos de sua vida e de seus parceiros Laura e Nelson. Em seguida, os três conhecem Santiago, um milionário sedutor, e Oleg, um mafioso russo.

Comédia – Brasil, 2016. Direção: Andrucha Waddington. Elenco: Marcelo Adnet, Mariana Ximenes, Eduardo Sterblitch. Duração: 85 min. Classificação: 12 anos.

xXx – Reativado
Desta vez, Xander Cage entra em conflito com o guerreiro Xiang e seu grupo. Os dois se enfrentam em uma corrida desenfreada para recuperar uma poderosa arma, conhecida como Caixa de Pandora. Após recrutar um novo grupo de soldados em busca de emoção, Xander se envolve em um plano mortal que aponta para uma conspiração nos mais altos níveis dos governos mundiais.

Ação, Aventura – (xXx – The Return of Xander Cage) EUA, 2016. Direção: D.J. Caruso. Elenco: Vin Diesel, Samuel L. Jackson, Neymar. Duração: 124 min. Classificação: 14 anos.

Os Saltimbancos Trapalhões – Rumo a Hollywood
Didi é um funcionário humilde que logo se torna a principal atração do circo Bartolo. Sabendo disto, o dono do circo encontra um jeito de passá-lo para trás e embolsar o dinheiro ganho a partir de suas apresentações. A decisão faz com que sua filha, Karina, fique contra o próprio pai.

Comédia – Brasil, 2016. Direção: João Daniel Tikhomiroff. Elenco: Renato Aragão, Dedé Santana, Letícia Colin. Duração: 99 min. Classificação: Livre.

Axé: Canto do Povo de Algum Lugar
A história da axé-music revelada em detalhes, com os elementos determinantes para o nascimento dese gênero musical, contada por meio de entrevistas com empresários, produtores e músicos.

Documentário – Brasil, 2016. Direção: Chico Kertész. Elenco: Ivete Sangalo, Caetano Veloso, Gilberto Gil. Duração: 107 min. Classificação: 12 anos.

‘Logan’, novo filme solo de Wolverine, ganha segundo trailer

logan5A Fox lançou um trailer inédito para Logan, terceiro filme solo de Wolverine. No vídeo, surgem mais informações sobre a pequena Laura Kinney (ou X-23) e como será seu relacionamento com o Professor Xavier.

Em um futuro próximo, um Logan (Hugh Jackman) cansado cuida do doente Professor Xavier em um esconderijo na fronteira mexicana. Mas as tentativas de Logan de se esconder do mundo e de seu legado são interrompidas com a chegada da jovem mutante Laura Kinney (Patrick Stewart), perseguida por forças sombrias.

Logan tem previsão para chegar aos cinemas brasileiros em 2 de março de 2017. Parte da história do filme será baseada na HQ Velho Logan e, segundo o diretor James Mangold, o objetivo do longa-metragem é “fazer algo humano”, destacando o lado sentimental dos personagens.

Homem-Aranha negro e hispânico ganhará animação em 2018

o-personagem-miles-morales-dos-quadrinhos-chegou-a-ser-cotado-para-substituir-peter-parker-como-o-novo-homem-aranha-do-cinema-14847O personagem Miles Morales, dos quadrinhos, chegou a ser cotado para substituir Peter Parker como o novo Homem-Aranha do cinema

O Homem-Aranha está prestes a voltar ao cinema, em julho deste ano, mas já ganhou um novo projeto para 2018, desta vez, sem Peter Parker.

A Sony Pictures divulgou detalhes de uma animação com o super-herói, sob a identidade de Miles Morales, o Homem-Aranha hispânico e negro da série “Ultimate Spider-Man”.
A animação não terá ligação com “Homem-Aranha: De Volta ao Lar” (o longa estrelado por Tom Holland) ou com os demais filmes do Universo Marvel.

O filme será produzido e escrito por Phil Lord e Chris Miller, conhecidos por Anjos da Lei e Uma Aventura LEGO. Fora dos quadrinhos, Morales já apareceu na televisão como o Aranha, na série animada Ultimate Spiderman.

CINEMA | Estreias da Semana: Passageiros, Moana, Sete Minutos Depois da Meia-Noite, O Apartamento

capaestreias5janeiro-1

Confira agora os filmes que chegam às telas em 05 de janeiro

Passageiros

Uma nave transporta milhares de passageiros para uma colônia distante. Uma falha em uma das câmaras de sono faz com que um dos passageiros acorde 90 anos antes do que os outros. Sob a perspectiva de envelhecer e morrer sozinho, ele decide acordar outro passageiro, transformando a ficção científica em uma improvável história de amor.

Romance, Ficção Científica – (Passengers) EUA, 2016. Direção: Morten Tyldum. Elenco: Jennifer Lawrence, Chris Pratt, Laurence Fishburne. Duração: 116 min. Classificação: 12 anos.

Moana – Um Mar de Aventuras

Filha do chefe de uma tribo na Oceania, Moana Waialiki tem como hobby e trabalho desbravar os mares. Moana sabe que vem de uma longa linhagem de navegadores, mas a curiosidade por seu passado e a vontade de ajudar sua família a levam por uma aventura em alto mar quando resolve visitar a ilha mítica onde seus acestrais viviam, mas que ninguém sabe onde fica.

Animação, Aventura, Comédia – (Moana) EUA, 2015. Direção: John Musker, Ron Clements. Elenco: Auli’i Cravalho, Dwayne Johnson, Jemaine Clement. Duração: 106 min. Classificação: livre.

Sete Minutos Depois da Meia-Noite

Um garoto de 13 anos vive uma vida que é um verdadeiro inferno: pai ausente, mãe com câncer terminal, vó megera e bullying na escola. Todas as noites, no entanto, o menino tem um sonho repetido que o ajuda a sair da realidade ao mesmo tempo que a piora.

Drama, Fantasia – (A Monster Calls) EUA, 2016. Direção: Juan Antonio Bayona. Elenco: Liam Neeson, Felicity Jones, Toby Kebbell. Duração: 108 min. Classificação: 12 anos.

Eu, Daniel Blake

O filme conta a história de um carpinteiro de 59 anos que está se recuperando de um ataque do coração e precisa de ajuda do Estado para se manter. Ele conhece a mãe solteira Katie e seus dois filhos, Daisy e Dylan, e eles acabam apoiando um ao outro.

Drama – (I, Daniel Blake) Reino Unido, França, Bélgica, 2016. Direção: Ken Loach. Elenco: Dave Johns, Hayley Squires, Sharon Percy. Duração: 97 min. Classificação: 12 anos.

O Apartamento

Devido a riscos de desabamento do prédio onde mora, um jovem casal é forçado a mudar para um novo apartamento no centro de Teerã. Mas um grave incidente ligado à inquilina anterior vai transformar drasticamente a sua vida.

Drama, Suspense – (Forushande) Irã, França, 2016. Direção: Asghar Farhadi. Elenco: Shahab Hosseini, Taraneh Alidoosti, Babak Karimi. Duração: 125 min. Classificação: 12 anos.

Dominação

Um cientista com habilidade de entrar no subconsciente de pessoas possuídas precisa salvar um garoto das garras de um demônio com poderes nunca antes vistos, enquanto enfrenta os horrores de seu passado.

Suspense, Terror – (Incarnate) EUA, 2015. Direção: Brad Peyton. Elenco: Aaron Eckhart, Carice van Houten, David Mazouz. Duração: 91 min. Classificação: 14 anos.

John From

Rita é uma adolescente que não tem muito o que fazer na vida e ocupa o tempo ocioso pegando sol na varanda e interagindo com sua melhor amiga Sara no prédio onde moram. Um dia ela se interessa por um novo vizinho bem mais velho que ela e tenta atrair sua atenção.

Drama – Brasil, Portugal, 2015. Direção: João Nicolau. Elenco: Júlia Palha, Filipi Vargas, Leonor Silveira. Duração: 95 min. Classificação: a definir.

CINEMA | Estreias da Semana: Animais Noturnos, Invasão Zumbi, Um Gato de Rua Chamado Bob, Estados Unidos Pelo Amor…

animais-noturnos-novo-trailer-2

Confira agora os filmes que chegam às telas em 29 de dezembro

Animais Noturnos

A trama mostra a história de Susan, uma mulher que recebe um manuscrito do livro de seu ex-marido, um homem a quem ela deixou há 20 anos, pedindo sua opinião. O livro acompanha duas histórias: a história do romance, intitulado Animais Noturnos, que conta a história de um homem cuja família de férias se torna violenta e mortal; e a história de Susan, que se encontra recordando seu primeiro casamento e enfrenta algumas verdades escuras sobre si mesma.

Drama – (Nocturnal Animals) EUA, 2016. Direção: Tom Ford. Elenco: Amy Adams, Jake Gyllenhaal, Isla Fisher. Duração: 117 min. Classificação: 16 anos.

Invasão Zumbi

Um surto viral misterioso deixa a Coréia em estado de emergência. Como um vírus não identificado se alastra pelo país, o governo Coreano declara lei marcial. Todos que estão no trem expresso para Busan, uma cidade que defendeu com sucesso o surto viral.

Ação – (Busanhaeng) Coreia do Sul, 2016. Direção: Sang-Ho Yeon. Elenco: Yoo Gong, Dong-Seok Ma, Woo-Sik Choi. Duração: 120 min. Classificação: 14 anos.

Um Gato de Rua Chamado Bob

Um viciado tem sua vida mudada quando encontra um gato de rua.

Drama – (A Street Cat Named Bob) Inglaterra, 2016. Direção: Roger Spottiswoode. Elenco: Luke Treadaway, Ruta Gedmintas. Duração: 103 min. Classificação: não definido.

Estados Unidos Pelo Amor

A Polônia vive um momento eufórico de liberdade e incerteza com o futuro em 1990. Quatro mulheres em momentos peculiares de suas vidas lutam pela felicidade.

Drama – (United States of Love) Polônia, Suécia, 2016. Direção: Tomasz Wasilewski. Elenco: Julia Kijjowska, Magdalena Cielecka, Dorota Kolak. Duração: 104 min. Classificação: a definir.

As Mil e Uma Noites Vol.2 – O Desolado

O diretor Miguel Gomes segue contanto histórias fantasiosas inspiradas na crise econômica vivida por Portugal entre 2013 e 2014; neste volume: “Crônica de Fuga de Simão ‘Sem Tripas'”, “As Lágrimas da Juíza” e “Os Donos de Dixie”.

Drama – Portugal, França, Alemanha, Suiça, 2016. Direção: Miguel Gomes. Elenco: Crista Alfaiate, Joao Pedro Benard, Chico Chapas. Duração: 131 min. Classificação: a definir.

As Mil e Uma Noites Vol.3 – O Encantado

Terceira parte da série As mil e uma noites, neste volume os contos: “Xerazade”, “O Inebriante Canto dos Tentilhões” e “Floresta Quente”.

Drama – Portugal, França, Alemanha, Suiça, 2016. Direção: Miguel Gomes. Elenco: Crista Alfaiate, Joao Pedro Benard, Chico Chapas. Duração: 125 min. Classificação: a definir.

“Animais Noturnos”, o filme corajoso de Tom Ford

Animais-Noturnos-novo-trailer-2.jpg

Susan, a personagem de Amy Adams no thriller psicológico “Animais Noturnos” do diretor Tom Ford

Tom Ford fez seu primeiro filmeDireito de Amar” em 2009 e o tom da crítica foi desigual. Teve quem elogiou mas também houve quem criticou a cinematografia extremamente cuidadosa e plástica, como numa propaganda de moda. Quem conhece o trabalho de Ford na indústria fashion, no entanto, já está familiarizado com essa estética dele desde sua estada na Gucci (nos anúncios com o fotógrafo Mario Testino e a stylist Carine Roitfeld). O que se convencionou chamar de porn chic seguiu como uma marca dele após sua saída do grupo Kering, sempre rodeado de polêmica: nu frontal masculino, mulheres-objeto com uma pele tão perfeita que parecem mulheres infláveis, um close em seios com um dos perfumes assinados por ele no meio, podolatria… A lista segue.

Mas qual, então, é a diferença entre o Tom Ford estilista e o cineasta? Ele seguiria nesse caminho mais plástico no cinema? Sim, mas a adaptação do livro “Tony and Susan“, de Austin Wright, que surge como o segundo filme dele – e estreia nessa semana nos cinemas brasileiros – mexe com o significado dessa plasticidade toda. Se a história original trazia Susan como uma professora, aqui Ford a modifica, transformando-a em uma dona de galeria de arte e fazendo com que a trama tenha um pano de fundo e subtextos envolvendo a classe alta americana, o mundo da arte contemporânea (em um contexto mercadológico, até) e as relações amorosas dessa elite intelectualizada. O que pega é que “Animais Noturnos” traz um olhar bem cruel (e muitos diriam realista) sobre tudo isso. Um estilista do mercado de luxo fazendo críticas ao estilo de vida de clientes potenciais em seu trabalho “mais artístico”, que tal? Por essa a gente não esperava… A gente te explica o longa de maneira mais profunda nos itens abaixo – confira:

“Então vocês querem algo mais imperfeito?” A 1ª cena do filme já foi bastante descrita por aí quando apareceu no Festival de Veneza, mas se você não quiser saber sobre ela, pare de ler agora! Se não: que tal trazer, logo de cara, um monte de mulheres de meia idade plus size? E mais: nuas, mostrando todo o corpo, se mexendo, sacolejando? Tudo isso com a iluminação caprichada e estética de propaganda de moda, claro, à moda Tom Ford. Parece uma resposta pra quem criticou “Direito de Amar” dizendo que ele era fashion demais. O mais estranho, na medida que a história se desenrola, é que você percebe que essa cena choca apenas num nível estético mesmo – existem situações muito mais estressantes no livro escrito por Edward Sheffield (Jake Gyllenhaal), que nos deixam bem mais incomodados.

. “A burguesia não fede, mas é bem triste.” Susan Morrow (Amy Adams) deixou uma juventude idealista pra trás e concretizou o seu pesadelo. Virou sua própria mãe, interpretada por Laura Linney, uma mulher burguesa e cheia de valores conservadores, que valoriza sua posição social a ponto de ignorar a crise em seu casamento pra mantê-la. Dá pra entender porque Ford não quis incluir roupas da sua marca no figurino – ninguém ia ter o desejo de vesti-las depois de assistir ao filme! Quem iria querer ser Susan? Ficamos até com pena dela, tipo “pobre menina rica”.

. “Deserto tenso!” A história do livro que dá nome ao filme, “Animais Noturnos”, e toma conta das cenas enquanto a personagem Susan a lê é bem angustiante e violenta, além de ser quase menos fashion. “Quase” porque ela é habitada por gente linda: o próprio Jake Gyllenhaal mais Isla Fisher e até Aaron Taylor-Johnson no papel de um delinquente. Algumas cenas fortes podem sofrer daquele mal que os críticos já reclamaram sobre a cinematografia à campanha de moda, mas aqui ela se justifica porque quem está lendo o livro e imaginando a história é justamente Susan – esse clima ficcional, portanto, faz sentido.

. “Mas afinal, a história é sobre o quê?” Cada um pode ter sua leitura, claro, mas a gente acha que ela fala bastante sobre como não dá pra fugir da realidade, transformando-a em ficção. E também sobre a valorização das aparências, o vazio existencial num mundo onde o estético está acima da ética. Ford, mais uma vez, trabalha com uma personagem mulher que é bela, mas sofre com o envelhecimento, com a vida que tem, com expectativas que não são atendidas. Bem diferente da mulher segura de si e da sua sexualidade que ele apresenta na passarela. Ou não?