BAFTA 2019 | Letitia Wright, a Shuri de Pantera Negra, ganha prêmio de revelação

Cerimônia revelou seus vencedores neste domingo (10)

Letitia Wright by Stella McCartney on the red carpet – BAFTA 2019

O público escolheu a atriz Letitia Wright, a Shuri de Pantera Negra, como a Estrela em Ascensão do BAFTA 2019. Ela concorria com Lakeith Stanfield (Atlanta), Jessie Buckley (Taboo), Cynthia Erivo (Viúvas) e Barry Keoghan (O Sacrifício do Cervo Sagrado).

Além de Pantera Negra, a atriz esteve em Vingadores: Guerra Infinita e se destacou na série Black Mirror. [Mariana Canhisares]

Anúncios

BAFTA 2019 | Os vencedores do “Oscar britânico”

Academia Britânica de Artes do Cinema e Televisão escolheu seus favoritos

Atriz Letitia Wright vence o Bafta 2019 na categoria de Estrela em ascensão — Foto: Joel C Ryan/Invision/AP

A Academia Britânica de Artes do Cinema e Televisão revelou os vencedores do BAFTA 2019A Favorita foi o grande vencedor da noite, levando sete prêmios. No entanto, Roma venceu nas principais categorias, isto é, Melhor Filme e Melhor Diretor.

Confira a lista de vencedores:

MELHOR FILME
Infiltrado na Klan
A Favorita
Green Book: O Guia
Roma
Nasce Uma Estrela

MELHOR FILME BRITÂNICO
Beast
Bohemian Rhapsody
A Favorita
Mcqueen
Stan & Ollie
Você Nunca Esteve Realmente Aqui

ESTREIA NOTÁVEL DE UM CINEASTA BRITÂNICO
Apostasy – Daniel Kokotajlo (Roteirista/Diretor)
Beast – Michael Pearce (Writer/Director), Lauren Dark (Produtor)
A Cambodian Spring – Chris Kelly (Roteirista/Diretor/Produtor)
Pili – Leanne Welham (Roteirista/Diretor), Sophie Harman (Produtor)
Ray & Liz – Richard Billingham (Roteirista/Diretor), Jacqui Davies (Produtor)

MELHOR FILME EM LÍNGUA NÃO-INGLESA
Cafarnaum
Guerra Fria
Dogman
Roma
Shoplifters

MELHOR DOCUMENTÁRIO
Free Solo
Mcqueen
Rbg
They Shall Not Grow Old
Three Identical Strangers

MELHOR LONGA ANIMADO
Os Incríveis 2
Ilha de Cachorros
Homem-Aranha no Aranhaverso

O diretor mexicano Alfonso Cuaron posa com os prémios Bafta de Melhor Filme e Melhor Diretor, por “Roma” — Foto: Joel C Ryan/Invision/AP

MELHOR DIRETOR
Spike Lee – Infiltrado na Klan
Paweł Pawlikowski – Guerra Fria
Yorgos Lanthimos – A Favorita
Alfonso Cuarón – Roma
Bradley Cooper – Nasce Uma Estrela

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
Guerra Fria
A Favorita
Green Book: O Guia
Roma
Vice

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
Infiltrado na Klan
Poderia me Perdoar?
O Primeiro Homem
Se a Rua Beale Falasse
Nasce Uma Estrela

MELHOR ATRIZ
Glenn Close – A Esposa
Lady Gaga – Nasce Uma Estrela
Melissa Mccarthy – Poderia me Perdoar?
Olivia Colman – A Favorita
Viola Davis – As Viúvas

MELHOR ATOR
Bradley Cooper – Nasce Uma Estrela
Christian Bale – Vice
Rami Malek – Bohemian Rhapsody
Steve Coogan – Stan & Ollie
Viggo Mortensen – Green Book: O Guia

Rachel Weisz vence o Bafta 2019 de melhor atriz coadjuvante por ‘A Favorita’ — Foto: Joel C Ryan/Invision/AP

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Amy Adams – Vice
Claire Foy – O Primeiro Homem
Emma Stone – A Favorita
Margot Robbie – Duas Rainhas
Rachel Weisz – A Favorita

MELHOR ATOR COADJUVANTE
Adam Driver – Infiltrado na Klan
Mahershala Ali – Green Book: O Guia
Richard E. Grant – Poderia me Perdoar?
Sam Rockwell – Vice
Timothée Chalamet – Querido Menino

Mahershala Ali vence Bafta 2019 de Melhor Ator Coadjuvante por ‘Green Book: O Guia’ — Foto: Joel C Ryan/Invision/AP

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL
Terence Blanchard – Infiltrado na Klan
Nicholas Britell – Se a Rua Beale Falasse
Alexandre Desplat – Ilha de Cachorros
Marc Shaiman – O Retorno de Mary Poppins
Bradley Cooper, Lady Gaga, Lukas Nelson – Nasce Uma Estrela

Bradley Cooper com prêmio de Melhor trilha sonora original por ‘Nasce uma Estrela’ no Bafta 2019 — Foto: Joel C Ryan/Invision/AP

MELHOR FOTOGRAFIA
Bohemian Rhapsody
Guerra Fria
A Favorita
O Primeiro Homem
Roma

MELHOR EDIÇÃO
Bohemian Rhapsody
A Favorita
O Primeiro Homem
Roma
Vice

MELHOR FIGURINO
A Balada de Buster Scruggs
Bohemian Rhapsody
A Favorita
O Retorno de Mary Poppins
Duas Rainhas

MELHOR PENTEADO E MAQUIAGEM
Bohemian Rhapsody
A Favorita
Duas Rainhas
Stan & Ollie
Vice

MELHOR SOM
Bohemian Rhapsody
O Primeiro Homem
Missão: Impossível – Efeito Fallout
Um Lugar Silencioso
Nasce Uma Estrela

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO
Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald
A Favorita
O Primeiro Homem
O Retorno de Mary Poppins
Roma

MELHORES EFEITOS VISUAIS
Vingadores: Guerra Infinita
Pantera Negra
Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald
O Primeiro Homem

MELHOR CURTA DE ANIMAÇÃO BRITÂNICO
I’m Ok
Marfa
Roughhouse

MELHOR CURTA BRITÂNICO
73 Cows
Bachelor
The Blue Door
The Field
Wale Barnaby Blackburn

EE RISING STAR AWARD – ESTRELA EM ASCENSÃO
Barry Keoghan
Cynthia Erivo
Jessie Buckley
Lakeith Stanfield
Letitia Wright

Bilheteria EUA: Uma Aventura LEGO 2, What Men Want, Vingança a Sangue Frio, The Upside, Vidro

Uma Aventura LEGO 2 chega ao topo da bilheteria americana com desempenho abaixo do esperado

Uma Aventura LEGO 2 arrecadou pouco mais US$ 34 milhões na estreia

Tudo indicava que Uma Aventura LEGO 2 seria o filme que faria a bilheteria americana engrenar de vez, já que o movimento nos cinemas no país não anda muito bem. A expectativa era que a animação da Warner Bros. fizesse pelo menos US$ 50 milhões no seu final de semana de estreia. No entanto, o filme arrecadou apenas US$ 34,4 milhões. Porém, ainda assim, a sequência assumiu o topo da bilheteria no país.

Na sequência ficaram dois estreantes, What Men Want e Vingança a Sangue Frio. Enquanto a comédia com Taraji P. Henson fez US$ 19 milhões, quase o valor total do orçamento da produção, a ação de Liam Neeson arrecadou pouco mais de US$ 10 milhões.

Já The Upside, na sua quinta semana em cartaz, garantiu mais US$ 7,2 milhões para a sua bilheteria, somando agora US$ 85,8 milhões. E, fechando o Top 5, Vidro fez US$ 6,4 milhões, totalizando US$ 98,4 milhões no país.

Dumbo | Eva Green, Colin Farrell e elenco estampam novos cartazes

A Walt Disney divulgou novos cartazes de Dumbo, focados nos personagens de Eva GreenColin FarrellMichael Keaton e Danny DeVito.

Eva Green (Walt Disney/ Divulgação)

Na trama do filme, Colin Farrell é Holt, um ex-astro de circo que tem sua vida totalmente alterada quando volta da guerra. O dono do circo, Max Medici (Danny DeVito) o coloca para cuidar de um elenfante recém-nascido, cujas orelhas gigantes chamam a atenção. Porém, quanto os filhos de Holt descobrem que o personagem consegue voar, o persuasivo Vandevere (Michael Keaton) e a artista Colette Marchant (Eva Green) entram na trama para transformar Dumbo em uma estrela. 

Tim Burton é o diretor e a estreia está marcada para 29 de março. [Mariana Canhisares]

Atriz Juliette Binoche causa polêmica ao dizer que Harvey Weinstein já sofreu o suficiente

“Como produtor ele era maravilhoso na maior parte do tempo”, adicionou a francesa

Juliette Binoche e Harvey Weinstein (Foto: Reprodução / Instagram; Getty Images)

Durante o festival de cinema em Berlim, Juliette Binoche fez uma declaração no mínimo polêmica: para ela, Harvey Weinstein já foi criticado o bastante.


“Estou tentando me colocar no lugar dele. Ele já sofreu demais, eu acho. Muitas pessoas se expressaram. Agora a justiça tem que fazer o seu trabalho”, disse a atriz, segundo matéria da Variety. “Eu quase quero desejar paz para a sua mente e coração; isso é tudo”.

Weinstein é um dos principais acusados do movimento #MeToo, que expôs para o mundo casos de assédio e abuso sexuais em Hollywood. Ele é denunciado por dezenas de mulheres.

Binoche afirma que não passou por uma situação assim com o ex-produtor quando fez ‘Chocolate’ (2000) e ‘O Paciente Inglês’ (1996). “Mas eu podia ver que ele tinha problemas”, admite.

A francesa ainda defendeu que Weinstein era bom em sua profissão: “Como produtor ele era maravilhoso na maior parte do tempo. Acho que ele era um grande produtor. Isso não podemos esquecer, embora seja difícil para alguns diretores, atores e, principalmente, mulheres”.

Em 2017, Juliette Binoche deu uma entrevista à Le Monde em que revelou ter sido assediada por outro produtor quando tinha 18 anos. “Acho que tive desde muito cedo um senso de perigo devido às circunstâncias com que cruzei na minha infância e no começo da minha carreira como atriz”, refletiu.

As Panteras | Elizabeth Banks mostra a equipe em foto de bastidores

Diretora celebrou o Desafio dos 4%

“#Bastidores @CharliesAngels no set de filmagens. Ella [Balinska], Kristen [Stewart], Naomi [Scott]. #4PercentChallenge”

A diretora Elizabeth Banks divulgou em seu Twitter uma imagem de bastidores ao lado do trio protagonista do novo filme d’As Panteras

Banks faz referência ao Desafio dos 4% (4 Percent Challenge no original), que desafia estúdios de Hollywood a contratar mais mulheres para dirigir os filmes. A campanha foi inspirada por um estudo realizado em 2017 que divulgou que apenas 4% dos diretores de filmes com maior bilheteria na última década são mulheres.

David Auburn (A Casa do Lago) é o roteirista. Além de dirigir e atuar, Elizabeth Banks produz o filme ao lado do marido, Max Handelman. A estreia está marcada para 1º de novembro de 2019.

Sucesso na TV nos anos 70, a série estrelada por Farrah FawcettKate Jackson e Jaclyn Smith ganhou dois filmes nos anos 2000 com Drew BarrymoreCameron Diaz e Lucy Liu e uma nova versão para as telinhas em 2011, que durou apenas quatro episódios.

CINEMA I Estreias da Semana: Uma Aventura Lego 2, Escape Room, Guerra Fria, No Portal da Eternidade, Se a Rua Beale Falasse

Filmes indicados ao Oscar e nova animação da Lego estão entre as estreias da semana

Guerra Fria
Zimna Wojna. Polônia/França/Reino Unido, 2018. Direção: Pawel Pawlikowski. Com: Joanna Kulig, Tomasz Kot e Borys Szyc

Uma Aventura Lego 2
The Lego Movie 2: The Second Part. EUA/Dinamarca/Noruega/Austrália, 2018. Direção: Mike Mitchell. 107 min. Livre.
Nesta sequência, a animação acompanha o protagonista do original após os eventos catastróficos que encerraram a primeira trama. Quando seu mundo de pecinhas de montar é ameaçado por brinquedos infantis, ele precisa salvar seus amigos da destruição.
S

Escape Room
Idem. EUA/África do Sul, 2019. Direção: Adam Robitel. Com: Taylor Russell, Logan Miller e Jay Ellis. 99 min. 14 anos.
Inspirado nos jogos de imersão que se popularizaram nos últimos anos, o terror acompanha seis desconhecidos que, durante uma partida, descobrem que estão sendo monitorados por assassinos e precisam solucionar uma série de desafios para sobreviver.
S

O Galã
Brasil, 2019. Direção: Francisco Ramalho Jr. Com: Thiago Fragoso, Luiz Henrique Nogueira e Fiuk. 97 min. 12 anos.
Recluso, um conhecido autor de novelas precisa decidir quem interpretará o galã de sua nova trama: o irmão, sem talento e sem dinheiro, ou um ator em ascensão.
Salas e horários

Guerra Fria
Zimna Wojna. Polônia/França/Reino Unido, 2018. Direção: Pawel Pawlikowski. Com: Joanna Kulig, Tomasz Kot e Borys Szyc. 84 min. 16 anos.
Pouco tempo depois de “Ida” (2013) vencer o Oscar de melhor filme estrangeiro, seu diretor, Pawel Pawlikowski, voltou à sua terra natal para mais uma vez filmar uma trama que passeia pela história da Polônia. E, novamente, foi agraciado com indicações ao Oscar. Concorrendo nas categorias de longa estrangeiro, direção e fotografia, “Guerra Fria” acompanha o romance de dois artistas nos anos 1950. Eles se envolvem enquanto participam de um grupo musical que resgata a cultura popular polonesa. Devido a pressões de autoridades para politizar o repertório, decidem fugir do Leste Europeu, rumo a Paris.

Jovens Infelizes ou um Homem que Grita Não É um Urso que Dança
Brasil, 2016. Direção: Thiago B. Mendonça. Com: Suzana Aragão, Nani de Oliveira e Kiko Dinucci. 125 min. 18 anos.
Um grupo de jovens artistas que moram juntos luta para ganhar dinheiro e conseguir se manter. Decidem então criar um novo tipo de arte revolucionária para enfrentar a opressão que sofrem.

O Médico Indiano
The Doctor from India. EUA, 2018. Direção: Jeremy Frindel. 89 min. Livre.
O documentário mostra a jornada do médico indiano Vasant Lad para levar o antigo método ayurveda, que preza pela harmonia entre corpo, mente e alma, ao Ocidente.

No Portal da Eternidade
At Eternity’s Gate. Suíça/Irlanda/Reino Unido/França/EUA, 2018. Direção: Julian Schnabel. Com: Willem Dafoe, Rupert Friend e Oscar Isaac. 110 min. 12 anos.
Um ano após ser indicado ao Oscar de ator coadjuvante pelo trabalho em “Projeto Flórida” (2017), Willem Dafoe retorna à corrida por uma estatueta dourada, agora como melhor ator, graças à sua personificação do pintor holandês Vincent van Gogh (1853-1890). Em “No Portal da Eternidade”, ele interpreta o artista em seus anos finais, quando morou nas cidades francesas de Arles, Saint-Rémy e Auvers-sur-Oise, onde morreu. O diretor Julian Schnabel acompanha as recaídas psicológicas e a busca pelo reconhecimento de Van Gogh. Completam o elenco Rupert Friend, Emmanuelle Seigner, Mathieu Amalric e Oscar Isaac, que dá vida ao também pintor Paul Gauguin.
Salas e horários

Se a Rua Beale Falasse
If Beale Street Could Talk. EUA, 2018. Direção: Barry Jenkins. Com: KiKi Layne, Stephan James e Regina King. 120 min. 14 anos.
Primeira produção cinematográfica de Barry Jenkins desde que venceu o Oscar de melhor filme por “Moonlight: Sob a Luz do Luar” (2016), “Se a Rua Beale Falasse” está indicado a três Oscars: roteiro adaptado (é baseado em livro de James Baldwin), atriz coadjuvante (Regina King) e trilha sonora. O longa trata de racismo a partir da história de amor de dois jovens nova-iorquinos. Quando o rapaz é preso injustamente, sua noiva descobre que está grávida e precisa tentar provar a inocência do amado com a ajuda dos pais e sogros.

Vergel
Brasil/Argentina, 2017. Direção: Kris Niklison. Com: Camila Morgado, Maricel Álvarez e Maria Alice Vergueiro. 86 min. 16 anos.
Quando o marido morre durante as férias na Argentina, uma brasileira precisa aguardar a liberação do corpo e lidar com burocracias, luto e o escaldante calor daquele verão. Aos poucos, começa a perder a noção da realidade até que conhece uma vizinha, com quem compartilha sua dor.
S