Em reality show particular, Katy Perry confessa já ter pensado em suicídio

katyNa última sexta-feira, 9, Katy Perry lançou oficialmente seu quinto álbum de estúdio, “Witness”. Como parte da ação para divulgar o novo trabalho, a cantora também apresentou o projeto “Witness World Wide”, uma espécie de reality show via YouTube em que fãs poderão assistir ao seu cotidiano e interagir com ela, por 72 horas. E, em menos de um dia de transmissão, Katy já demonstrou que a atração será regada a muitas emoções.

Em conversa com seu terapeuta, o dr. Siri Sat Nam Singh, a estrela pop relembrou momentos difíceis na adolescência e foi às lágrimas. A complicada relação com os pais e a revelação de que já pensou em tirar a própria vida foram temas do intenso bate-papo. “Escrevi uma canção sobre isso. Sinto-me envergonhada por ter pensado assim, e também por me sentir tão mal e depressiva”, contou.

Assista ao vivo:

Anúncios

Morre Adam West, ator que interpretou Batman nos anos 1960

1716177Adam West e Julie Newmar em cena da série dos anos 1960


Adam West, ator que interpretou o super-herói Batman na clássica série de TV americana, entre 1966 e 1968, morreu nesta sexta (9), aos 88 anos.

“Nosso pai sempre se considerou o Cavaleiro das Trevas e desejou deixar um impacto positivo na vida de seus fãs. Ele foi e sempre será nosso herói”, disse a família em um comunicado, publicado no site da revista “Variety” neste sábado (10).

De acordo com um representante da família, West morreu após lutar contra uma leucemia.

Após o fim da série “Batman”, conhecida no Brasil também como “Batman e Robin”, West teve dificuldade para emplacar outros papéis na TV e no cinema.

A série contou 60 histórias do super-herói, divididas em duas partes. No total, foram 120 episódios. [Reuters]

Detentas se rebelam em nova fase de ‘Orange is the New Black’

338Cena da 5ª temporada de ‘Orange Is The New Black’ (Netflix/Reprodução)


Orange is the New Black voltou com a sua quinta temporada e mostrou o caosinstalado na penitenciária de Litchfield, depois dos últimos acontecimentos da série. Com a morte de uma das detentas por um guarda, as mulheres se rebelam contra todas as irregularidades que são obrigadas a aceitar.

No último trailer divulgado pela Netflix, uma das detentas diz: “se for pra corrigir este lugar, precisamos falar como um grupo unido”. Os 13 episódios vão se passar em apenas três dias, período em que os variados grupos da prisão terão que deixar as diferenças de lado em prol de um objetivo em comum.

A série, que já foi indicada a 6 Globos de Ouro e já ganhou 4 Emmys, é baseada no livro de mesmo nome de Piper Kerman, em que a autora conta a história do período que passou em uma prenitenciária por ter se envolvido com tráfico internacional de drogas. A criadora é Jenji Kohan, também responsável pela série Weeds do canal americano Showtime, que contava a história de uma mulher que passa a vender maconha para sustentar a família em 8 temporadas.

Orange is the New Black, que teve sua primeira temporada lançada em 2013, conta a história de diversas detentas da penitenciária de Piper, abordando assuntos como racismo, homofobia, transsexualidade e corrupção. Todos os novos episódios já estão disponíveis no site da Netflix.

Miley Cyrus lança novo single e renda será revertida para doação

Nesta sexta-feira, 9, sem que ninguém esperasse, Miley Cyrus lançou seu novo single, Inspired. A surpresa, de acordo com a cantora, foi para celebrar o mês do orgulho LGBT, para pedir “desesperadamente por mais amor no mundo”, descreveu em Miley em seu Instagram.

A música, que tem um estilo mais country, é a segunda do próximo álbum da cantora. Malibu foi a primeira.

O porcentual da renda do sigle que pertence a cantora será revertida para a fundação Happy Hippie Foundation, “para que possamos continuar lutando contra a injustiça e para dar comida, abrigo e, mais importante, esperança para a juventude sem teto em todo lugar”.

HBO vai adaptar a web série ‘Brown Girls’ para a TV

browngirlsseries_7052_8386c47d80cb1084f17c6c407e933c24.nbcnews-fp-1240-520-600x252Cena da web série ‘Brown Girls’ Foto: OpenTV/Reprodução


O canal pago HBO assegurou os direitos para a adaptação de mais uma web série para a TV. Desta vez, o canal vai produzir Brown Girls, baseada na série online do canal OpenTV e que teve sua estreia em fevereiro no site da revista ELLE.

Brown Girls acompanha a vida de uma escritora gay de origem paquistanesa e de uma musicista afro-americana que tem fobia de compromissos. As suas se apoiam uma na outra para conseguir alcançar seus sonhos na cidade de Chicago, onde a série é ambientada.

Na web, a série é escrita por Fatimah Asgha e dirigida por Samantha Bailey. Além de reprisarem as suas funções na nova série da HBO, as duas vão ainda servir como produtoras executivas.

Quando estreou na ELLE, Brown Girls rapidamente conquistou uma boa popularidade na internet, tendo sido um dos assuntos mais comentados do Twitter e ganhando fãs famosos, como a cantora Willow Smith, filha de Will Smith.

Por enquanto, ainda não há previsão de quando a versão para a TV de Brown Girls irá estrear na HBO.

Katy Perry retorna com ‘Witness’, álbum que revela sua maturidade

katy perry tourKaty Perry costumava apresentar em suas músicas um tom que apelava para a inocência – ela beijou uma garota (e gostou), além de descrever em uma de suas antigas canções uma noite de amor que a fez sentir como se vivesse um sonho adolescente.

Aos 32, a estrela pop americana mostra ter atingido a maturidade. Em seu novo álbum, ela apresenta um som com conotação sensual, enquanto as suas experiências são descritas de forma nada ingênua.

O álbum “Witness”, que será lançado na sexta-feira (09), é o seu primeiro trabalho divulgado desde 2013. A cantora californiana havia se afastado do mundo da música por um ano após o lançamento e a tour do seu álbum anterior, “Prism”, que foi mundialmente um sucesso de vendas.

Perry, que encadeou uma série de hits dominando o cenário musical pop adolescente na última década, evidencia ter chegado ao fim da sua produção de hinos pop em vozes sintetizadas.

Na faixa “Witness”, apenas poucas canções se enquadram nesse quesito. Perry traz para o seu primeiro single, “Chained to the Rhythm”, uma energia vintage — que adquire um tom inusitado ao incorporar aspectos do R&B e hip-hop, com intuito de trazer intensidade ao seu estilo naturalmente pop.

Em “Swish Swish”, ela divide o microfone com a famosa cantora de hip-hop Nicki Minaj, cujo trabalho é baseado em um ritmo funk urbano que poderia muito bem ter vindo da consolidada estrela Janet Jackson, enquanto que em “Bon Appetit” o trio Migos traz uma pegada trap que ajuda a deixar a música mais ousada.

Nessa última, Perry mostra um novo lado seu, no qual canta os prazeres do sexo oral — “Recém saído do forno, um amor que se derrete dentro da sua boca”.

Na faixa “Roulette”, que conta com uma pegada pop viciante, uma Katy Perry mais madura descreve seu desejo por um novo tipo de romance perigoso — “Tire a (sensação de) segurança por um minuto”.

Pery também dá mais espaço para a sua voz, mostrando o seu talento ao alternar entre tons. Isso é mais perceptível em faixas como “Miss You More” e “Into Me You See”.

Ataque a Taylor Swift? Em uma atmosfera rap, “Swish Swish” vem com um tom de advertência — “Engraçado meu nome não sair da sua boca / Porque eu continuo vencendo”, canta Perry, que atualmente é no Twitter a pessoa com o maior número de seguidores no mundo, seguida por mais de 100 milhões de pessoas.

Com isso, “Swish Swish” reacende a discussão por supostamente tratar-se de uma resposta à cantora Taylor Swift, cuja música “Bad Blood” foi interpretada pelo público como sendo um nítido ataque a Perry — após Swift sugerir sabotar a turnê da californiana sob justificativa de que ela havia roubado seus dançarinos.

Independentemente da rivalidade, ambas as cantoras produziram seus últimos álbuns com os mesmos produtores, os suecos Max Martin, Ali Payami e Shellback — esses responsáveis por vários dos maiores hits do século 21.

Gypsy, série da Netflix com Naomi Watts, ganha trailer completo

Gypsy, a nova série da Netflix estrelada por Naomi Watts, teve seu primeiro trailer completo liberado.

O seriado vai mostrar uma médica que começa a ter relações perigosas com parentes de pacientes. A primeira temporada terá dez episódios no total, cada um com cerca de uma hora de duração.

A roteirista é Lisa Rubin, que produz a série ao lado de Watts, Liza Chain, Tim Beaven, Eric Fellner e Andrew Stern.

Gypsy chega ao catálogo do serviço de streaming em 30 de junho.