Apartamento do arquiteto Antonio Ferreira Junior tem cores fortes, muitos quadros e móveis raros

poltrona-azul-jardim (1).jpg

VARANDA | A poltrona de ferro dos anos 1960 é lugar de leitura cativo. Atrás dela, o móvel com ripas de madeira esconde o ar-condicionado e dá suporte às coleções de cactos, suculentas e samambaias cultivadas pelo morador (Foto: Victor Affaro)
Texto: Carol Scolforo I Produção: Núria Uliana I Fotos: Victor Affaro
Os amplos 270 m² deste apartamento são como um livro que conta em detalhes a vida do arquiteto Antonio Ferreira Junior, de 56 anos. “Não consigo ser minimalista ao falar disso”, ele conta. A biografia do morador começa a ficar mais interessante quando perguntamos sobre as paredes, a mobília de design assinado, as raridades que ele coleciona e que posicionou com maestria no 7º andar, onde vive há cinco anos. Antes de chegar ali, ele morava no térreo do mesmo edifício, em Higienópolis, SP. Quando soube que as proprietárias do imóvel o venderiam, correu e arrematou não só o espaço, como também os móveis raros que elas deixaram para trás. Outra sorte: o arquiteto Mario Celso Bernardes, seu sócio há 26 anos, ficou com o térreo e agora é seu vizinho.

Uma pequena reforma adaptou o apartamento dos anos 1940 para um futuro que preservou sua originalidade. Os vidros que fechavam a varanda, por exemplo, saíram de cena – agora, ele toma café e lê jornais ali, de frente para a Praça Buenos Aires. A luz natural que entra se espalha por todo o lugar, graças ao pé-direito duplo, e faz aflorar o encanto de peças icônicas dos anos 1960. Há um mix precioso de criações nacionais e estrangeiras que corresponde à década em que Antonio nasceu. “Para mim, foi o melhor tempo do design brasileiro. Quem sabe seja por isso, né?”.

O arquiteto, que há quase 30 anos desenha casas para outras pessoas, partiu da funcionalidade para criar a base de sua morada. Depois, seguiu os mesmos caminhos que deram personalidade a seu escritório, como os tons fortes e a seleção de peças e móveis, com o mesmo olhar atento com que comanda a Filter, loja de garimpos vintage. Somam-se a isso a rotina intensa de um gateiro assumido – dono dos felinos Elvis e Nina –, a paixão por arte, pintura, cinema, coleções e receitas que ama ler na cozinha. Vemos tudo isso em uma morada vibrante, que vive mutações positivas, na definição mais sincera: “Casa é para assumir suas verdades, suas cores e alegrias, receber amigos, sem medo. É um universo que conta tudo sobre você”.

varanda-plantas-cadeira-verde (Foto: Victor Affaro)O MORADOR | Antonio toma café em seu lugar preferido todas as manhãs. A gata Nina faz companhia
a ele sobre a cadeira Sparkling, de Marcel Wanders (Foto: Victor Affaro)
sala-estar-sofá-bege (Foto: Victor Affaro)LIVING | As paredes azulclaras destacam o sofá Jocal, a poltrona Monopod e o modelo anos 1950, da Filter.
Mesa de centro desenhada por Alexandre Herchcovitch. Cabeça de Florian Raiss e mesas laterais de Gregório Warchavchik. Ao fundo, quadro de León Ferrari e namoradeira francesa da À La Garçonne (Foto: Victor Affaro)
estante-cadeira-verde-lustre (Foto: Victor Affaro)BIBLIOTECA | A estante desenhada por Antonio Ferreira Junior, produzida pela Madeirart, é protagonista do espaço próximo à janela. Escrivaninha alemã dos anos 1960, luminária da Filter e cadeira de Jasper Morrison (Foto: Victor Affaro)
sala-tapete-azul (Foto: Victor Affaro)ESTILO | O gato Elvis, da raça Bengal, e seu dono, posam entre as salas de jantar e de estar. Cubo espelhado desenhado por Antonio e tapete Punto e Filo (Foto: Victor Affaro)
sala-porta-correr-madeira (Foto: Victor Affaro)ORIGINAL | As portas e os lambris de caviúna originais foram preservados. Ao lado, a poltrona Oscar, de Sergio Rodrigues (Foto: Victor Affaro)
poltronas-cinza-almofada-verde (Foto: Victor Affaro)SALA DE TV | Um dos espaços preferidos do morador tem poltronas dos Irmãos Bouroullec, compradas na Micasa (Foto: Victor Affaro)
sala-jantar-tapete-azul (Foto: Victor Affaro)SALA DE JANTAR | É uma espécie de galeria particular, que conta a história do arquiteto em objetos. Sobre o bufê de Jorge Zalszupin, troféu de Nelore recebido pela criação do gado por sua família, ao lado de quadros neoconcretistas e coleção de bonecos Visionaire. Sob lustre da antiga Studio Dominici, mesa da Micasa e cadeiras de Jorge Zalszupin (Foto: Victor Affaro)
cozinha-amarela (Foto: Victor Affaro)COZINHA | A paleta de amarelo gema, preto, branco e cinza recebeu parceria nobre do piso de granito levigado. Mesa de Florence Knoll, cadeiras de Antonio Citterio e, na coluna, quadro de Alfredo Barbosa (Foto: Victor Affaro)
quarto-casal-tapete-preto-branco (Foto: Victor Affaro)QUARTO | O tapete Pied Poule, da Punto e Filo, estampa o ambiente, que tem a cama suspensa. Na estante criada por Junior e elaborada pela Madeirart, objetos valiosos a ele, como o Tio Patinhas da infância. Quadros da Visionaire (Foto: Victor Affaro)
banheiro-branco (Foto: Victor Affaro)SUÍTE | O mármore piguês foi escolhido para renovar completamente o espaço (Foto: Victor Affaro)

Dicas para uma decoração atemporal

vg042657
Prefira uma base neutra e capriche nos complementos! (Foto: Arquivo Vogue)

Decorar um apartamento que não saia de moda pelos próximos anos e que você não enjoe pode parecer uma missão difícil, em especial para quem é antenado em tendências, mas não é. Os arquitetos Alexandre Weiss e Nelson Machado, do escritório Machado & Weiss Arquitetura e Interiores, têm algumas dicas para deixar sua casa mais atemporal, e, ao mesmo tempo, moderna e cheia de personalidade. Confira abaixo:

Prefira uma base neutra
Usar cores mais básicas nas paredes, tapetes e cortinas garante maior versatilidade na decoração. O branco é o novo preto, um clássico. As cores e estampas podem ficar nos detalhes, em quadros, objetos e plantas – que podem ser mudados com mais facilidade a cada estação do ano, ou conforme o humor do cliente. “Isso deixa o ambiente mais clean, facilita a harmonização dos elementos, e possibilita ousar mais nas cores das peças decorativas, que ganham destaque pontual e personificam os ambientes”, explica Machado, que também é designer de interiores.

Aposte nos clássico
Embora possa ser um investimento alto, os móveis com design renomado não saem de moda. As madeiras permanecem tradicionais, são duradouras e trazem conforto. “Outra dica: é mais difícil enjoar de móveis com linhas retas também, que trazem mais flexibilidade e funcionalidade ao ambiente”, sugere Weiss.

Não esqueça: menos é mais
Muitas formas diferentes podem se tornar cansativas, por isso é melhor optar por linhas simples e retas. “Mas não adianta ter uma bancada ampla, ou uma estante mais básica, e encher de objetos de decoração. Isso deixa o ambiente pesado. É melhor usar poucas, mas boas peças de decoração”, acrescenta Weiss. Muitos móveis também, em especial se o espaço é pequeno, não é uma boa ideia!

Inspiração do dia: combinação de rosa e cinza no quarto

cc661_decor_11

A combinação de cinza e rosa domina a roupa de cama do quarto. O resultado é despretensioso e atraente ao mesmo tempo.
A luminária de piso articulada é o modelo da vez. Além de ter ajuste de altura, funciona muito bem no canto de leitura e serve de alternativa ao abajur. Já a cama boxe, com o encosto revestido de tecido, é da Madeirista. Sobre ela, a colcha de veludo rosa-antigo (Luxus Alvorada, da Buddemeyer, 1,6 mil reais) se une a porta-travesseiros rosa e cinza.
O destaque do ambinte fica por conta dos quadros apenas apoiados na parede. Em nome da flexibilidade, nada de bater prego. Assim eles podem mudar de lugar sempre que der vontade. [Casa Claudia]

Decoração rústica: 15 ambientes lindos para se inspirar

ambientes-rusticos

Não é preciso estar no campo para poder adicionar um toque rústico ao décor. A seleção de ambientes abaixo prova que o estilo, se bem dosado, é capaz de trazer aconchego a qualquer espaço. A dica é combinar elementos de toque natural ou estruturas expostas com peças ou revestimentos de estética oposta, criando, assim, um contraste interessante. [Angelina Marcasso]

Toque vintage

Decoração rústica: 15 ambientes lindos para se inspirar (Foto: Divulgação)

O que mais chama a atenção nesta cozinha é a ilha em madeira clara. Este é o móvel que evoca uma atmosfera rústica, de fazenda. A madeira aparece também nas vigas do teto, na cristaleira à direita (com visual bem desgastado), nos batentes das janelas e nas prateleiras que expõem os conjuntos de louças — super bem ordenados.

Sala de fazenda

Decoração rústica: 15 ambientes lindos para se inspirar (Foto: Divulgação)

Aqui, esta decoração resgata materiais naturais. Repare na antiga porta de celeiro reaproveitada que divide o ambiente de estar do estúdio de cerâmica do casal proprietário — quando deslizada, ela pode facilmente guardar a privacidade da área de trabalho. A lareira, a manta de lã ajudam a compor uma sala quentinha.

Jantar mid-century

Decoração rústica: 15 ambientes lindos para se inspirar (Foto: Divulgação)

Linhas racionais, característica do estilo mid-century, aparecem na luminária e nas cadeiras eleitas para esta sala de jantar, imprimindo ali ares sofisticados. Outros elementos da decoração, no entanto, recorrem à estética rústica, e, assim, nasce o clima de casa de campo com toques modernos. Destaque para o painel de madeira e para o tapete de couro.

Rústica e minimal

Decoração rústica: 15 ambientes lindos para se inspirar (Foto: Divulgação)

Os elementos estruturais desta sala ficaram à mostra e foram pintados de branco para dar um ar mais leve ao ambiente. Assim, o clima rústico ganhou tons pastel, com destaque para a bancada de mármore. A estrutura divide o pano de fundo da cena com a parede cinza esverdeado. À frente delas, móveis com estética minimalista brilham.

Texturas aconchegantes

Decoração rústica: 15 ambientes lindos para se inspirar (Foto: Divulgação)

Pé-direito alto, iluminação natural e materiais acolhedores criam uma decoração elegante e sem exageros nesta sala. A combinação de dois tapetes sobrepostos, com diferentes espessuras, confere um ar despojado e chique, fazendo um bonito contraste com o piso de tom escuro. Materiais naturais, como lã, bambu, tecidos e madeira garantem uma sensação acolhedora e criam um estilo com ares étnicos, graças às estampas e as esculturas espalhadas pelo ambiente.

Tons sóbrios

Decoração rústica: 15 ambientes lindos para se inspirar (Foto: Divulgação)

Nesta sala de jantar, criada pela Binti Home, o que mais chama a atenção são as cadeiras de modelos variados ao redor da mesa. Mas não é apenas esta multiplicidade de formas que dá graça ao espaço. Mesmo entre os assentos, existe uma profusão de texturas diferentes sobre cada uma das superfícies. O mix de cortiça, estofado, madeira e metal – nas versões polida e desgastada – cria uma atmosfera calculadamente rústica, arrematada pelo tapete com desenhos africanos e a madeira da porta e do estante.

No campo e moderna

Decoração rústica: 15 ambientes lindos para se inspirar (Foto: Divulgação)

Com interiores assinados pelo escritório Díptico, essa casa de campo possui ambientes com atmosfera natural e todo o conforto de uma morada urbana. No estar, um grande tapete de tom claro recebe o mobiliário, que mescla madeira e tecidos, criando um agradável jogo de texturas. Por fim, o painel de madeira arremata o clima rústico do décor.

Estética imperfeita

Decoração rústica: 15 ambientes lindos para se inspirar (Foto: Divulgação)

Neste espaço, criado pela loja holandesa Vtwonen, elementos rústicos constroem uma simplicidade elegante. A estrutura do telhado e a parede sem acabamento, com manchas de tinta e tijolos à vista são amenizadas pela delicadeza das tramas de tricô, que aparecem nas almofadas e no pufe. Além disso, a suavidade das linhas finas do mobiliário garante o equilíbrio visual necessário.

Na medida ideal

Decoração rústica: 15 ambientes lindos para se inspirar (Foto: Divulgação)

Em uma construção industrial, esta cozinha ostenta uma coleção eclética de texturas: concreto, metal e madeira se mostram em diferentes estágios de ferrugem e desgaste, que adicionam um bocado de história à decoração. Tudo fica ainda mais cool graças à utilização criativa de elementos. Caixas antigas se tornam prateleiras enquanto um pedaço de telha metálica é usada como revestimento para a parede. Os pratos, copos, xícaras e panelas, naturalmente garimpados, completam a cena.

Elementos contrastantes

Decoração rústica: 15 ambientes lindos para se inspirar (Foto: Divulgação)

Nesta sala de estar, o rústico se choca com o sofisticado. Para começar, duas mesas de centro – uma esculpida à mão e outra clássica, de finos tubos metálicos – servem de apoio para objetos decorativos de estética oposta. O sofá de elegantes linhas retas ganha almofadas de estampas orgânicas e uma manta de lã de ovelha. Graças à abundância de luz, uma trepadeira cresce em um dos cantos.

Pegada industrial

Decoração rústica: 15 ambientes lindos para se inspirar (Foto: Divulgação)

Esta cozinha reúne um combo de tendências: exibe a estética industrial com elementos rústicos e a leveza do branco. Enquanto o piso é feito de cimento queimado, as paredes são revestidas por azulejos retangulares brancos – conhecidos como subway tiles. Mas o destaque fica mesmo por conta dos armários. Apesar de serem feitos de madeira de demolição, exibem linhas retas que os tornam muito chiques.

Atmosfera escandinava

Decoração rústica: 15 ambientes lindos para se inspirar (Foto: Divulgação)

Enquanto a parede da cabeceira deste quarto é toda de madeira rústica, os móveis são mais urbanos. A mesa lateral, de desenho simples e linhas finas, harmoniza com o pendente dourado, que entra na tendência dos metalizados. Mas o brilho aparece apenas nos detalhes.

Charme antiguinho

Decoração rústica: 15 ambientes lindos para se inspirar (Foto: Divulgação)

Nesta cozinha a mescla entre o velho e novo é, ao mesmo tempo, discreta e marcante: luminárias e eletrodomésticos contemporâneos, as rodinhas presas à mesa, a máquina de café e a camada de cor que reveste os tijolos são indicativos de um lar moderno. Enquanto isso, as vigas e os tijolos aparentes, em conjunto com a mesa de madeira, o ladrilho hidráulico e os potes de especiarias, imprimem ao ambiente um ar de rusticidade que denuncia a antiga alma desta cozinha.

Mistura inusitada

Decoração rústica: 15 ambientes lindos para se inspirar (Foto: Divulgação)

Este living propõe uma sugestão de como a estética rústica pode originar ambientes urbanos e atuais. O mix entre móveis de design moderno, como o sofá, as poltronas e a obra de arte na parede, e elementos naturais, como a mesa de centro feita de tronco, o tapete de fibras e os objetos decorativos com pegada étnica, resulta em um clima de sofisticação e conforto.

Casa zen

Decoração rústica: 15 ambientes lindos para se inspirar (Foto: Divulgação)

As linhas contemporâneas desta casa ajudam a unir os ares rústicos da Bahia ao clima praiano. Para combinar com o clima quente da região, a reforma da arquiteta Jan Eleni abriu o espaço por completo e o descortinou para uma convivência ampla e irrestrita. As vigas de madeira estruturais receberam camadas de tinta que iluminam a área demarcada pela mesa e os bancos de madeira.

Decoração de apartamento pequeno: móveis coloridos se destacam em projeto com cimento queimado

sala-de-estar-armario-cortina-tapete-rack-mesa-de-centro-sofa-tv-banco
Sala | A base neutra ganhou toques de cor com os bancos azuis, a mesa de centro, o rack e as prateleiras. Todos foram desenhados pela arquiteta Adriana Pierantoni e executados pela Marcenaria Maple. Tapete à venda na Oppa. Os pendentes ao lado da TV e os trilhos de iluminação são da Belaluz. Cortina persiana, modelo romana, da marca Criativa, à venda na loja Alfadecor (Foto: Gustavo Awad/Divulgação)

Um ninho com a sua cara e do jeito que ela sempre quis. Esse foi o desafio da arquiteta e moradora Adriana Pierantoni ao planejar o projeto do seu apartamento. Recém-casada, a profissional buscou otimizar o espaço do lar e adaptá-lo ao seu jeito de morar. Para isso, o espaço ganhou uma área para receber bem os amigos e muitos armários.

O apartamento de 70 m² no bairro Panamby, em São Paulo, foi entregue com piso de cimento queimado.  Adriana, logo, se apaixonou. “Sempre gostei do visual do material e tinha a vantagem de não ter de comprar um novo piso”, contou.

O que parecia solução, virou um grande imprevisto. Quando a resina foi aplicada para deixar o material selado, apareceram diversas manchas.Todo o revestimento precisaria ser refeito, mas com o alto custo do cimento queimado e a falta de tempo para terminar, foi necessário providenciar um piso de rápida instalação e bonito. A escolha da moradora foi pelo vinílico, linha Paglia, da Interfloor.

O resultado final é um ninho personalizado, ousado e criativo. “Não sou a favor de projetos iguais onde as pessoas não se identificam no próprio ambiente. Casa tem que ser chamada de lar e o morador precisa se reconhecer ali”, completa Adriana.

SALA
O espaço mais dinâmico do lar foi projetado para receber bem as visitas e também serve de escritório para o casal. Para auxiliar na tarefa, foram instalados um armário e uma adega, ambos embutidos.

A parede que divide o living da área intima ganhou papel de parede que imita tijolo branco. “Chama atenção dos visitantes. Muitos colocam a mão pensando que é de verdade”, conta Adriana. O móvel cereja que funciona como rack traz um pouco de cor para o ambiente. E o tapete estampado garante a ousadia e diversão que faltava no espaço.

COZINHA
Já existia na cozinha uma bancada em granito São Gabriel que recebeu um complemento do mesmo material para se integrar visualmente com a lavanderia. Além disso, foram instalados armários por todos os lados do ambiente. A parte superior ganhou tom azul escuro para destacar do branco inferior. A parede da área molhada foi revestida de pastilha Portobello 5×5, cor nude. A grande paixão desse espaço foi o papel de parede aplicado que imita a linha do metrô de Nova York.O armário auxilia no dia a dia e também recebe materiais de trabalho do casal, já que o escritório fica integrado ao living. O móvel desenhado pela arquiteta, foi executado pela Marcenaria Maple. O quadro que expõe a coleção de rolhas de vinho do casal também foi criado por Adriana e desenvolvido pela Moldura Minuto (Foto: Gustavo Awad/Divulgação)O armário auxilia no dia a dia e também recebe materiais de trabalho do casal, já que o escritório fica integrado ao living. O móvel desenhado pela arquiteta foi executado pela Marcenaria Maple. O quadro que expõe a coleção de rolhas de vinho do casal também foi criado por Adriana e desenvolvido pela Moldura Minuto (Foto: Gustavo Awad/Divulgação)

Sofá da Bassi, e almofadas à venda na RValentim completam a sala de estar. O espaço para o home office, instalado logo atrás do living, ganhou mesa desenhada pela arquiteta e executada pela marcenaria Maple. Papel de parede da que imita tijolinhos brancos (Foto: Gustavo Awad/Divulgação)Sofá, da Bassi, e almofadas, à venda na RValentim, completam a sala de estar. O espaço para o home office, instalado logo atrás do living, ganhou mesa desenhada pela arquiteta e executada pela marcenaria Maple. Papel de parede da que imita tijolinhos brancos da Alfa Decor. Quadro do artista LOBO finaliza a decoração com estilo (Foto: Gustavo Awad/Divulgação)
O casal logo se apaixonou pelo pilar estrutural exposto no apartamento e optaram por manter assim na sala de jantar. Mesa de resina e cadeiras à venda na Bazzi. Pendente cromado da Belaluz (Foto: Gustavo Awad/Divulgação)O casal logo se apaixonou pelo pilar estrutural exposto na sala de jantar. Mesa de resina e cadeiras à venda na Bazzi. Pendente cromado da Belaluz. O espaço do corredor foi aproveitado para receber uma galeria com fotos que contam a história do casal. Para os quadros não ficarem soltos, um painel em MDF pintado em laca branca foi instalado no centro da parede. A parte inferior e superior foi revestida com espelho para trazer sofisticação ao espaço e refletir a luz que entra pela área de serviço (Foto: Gustavo Awad/Divulgação)
A cozinha recebeu armários executados pela Marcenaria Maple. E papel de parede que imita linha de metrô de Nova York, à venda na Alfa Decor (Foto: Gustavo Awad/Divulgação)A cozinha recebeu armários executados pela Marcenaria Maple. E papel de parede que reproduz a linha de metrô de Nova York, à venda na Alfa Decor (Foto: Gustavo Awad/Divulgação)
O banheiro recebeu piso mineral, cor off white, da Portobello.  Gabinete em laca amarela executado pela Marcenaria Maple. Torneira da Deca (Foto: Gustavo Awad/Divulgação)O banheiro recebeu piso mineral, cor off white, da Portobello. Gabinete em laca amarela executado pela Marcenaria Maple. Torneira da Deca (Foto: Gustavo Awad/Divulgação)

Donatelli inaugura a Lab.Donatelli e lança a coleção Kapulanas

clarisseromeiro_por_estudiogaragem_Fotor.jpg

A designer de estampas Clarisse Romeiro

Aproveitando a 5ª edição do São Paulo Design Weekend, a tradicional loja de tecidos Donatelli lança a Lab.Donatelli, nova marca do grupo, em um edifício de 800 m² na Vila Leopoldina, em São Paulo.

s- BRIESazul_FotorA loja propriamente dita ocupará o andar térreo e irá oferecer produtos de pronta entrega. Já no laboratório têxtil, o cliente poderá escolher os tecidos na metragem desejada e encomendar os serviços da própria marca para confeccionar almofadas, caixas revestidas, cúpulas de luminárias ou simplesmente usar sua própria criatividade e serviço. A Lab.Donatelli também venderá produtos pessoais como ecobags e necessaires, além de objetos para casa e pequenos móveis.

s- VISverde_FotorDurante a abertura, haverá o lançamento da coleção Kapulanas da designer de estampas Clarisse Romeiro, da Veredas Atelier, que assina os tecidos, papéis de parede, almofadas, bolsas, guarda-chuvas e lenços. Com temas relacionados à história e cultura brasileiras, ela já criou coleções em homenagem à mestres do Cariri Cearense, à influência da cultura africana no Brasil e ao poeta Manoel de Barros, entre outras. Para Clarisse, a estamparia é como uma porta para uma compreensão maior de cada tema.

s- GRAANazullaranja_Fotors- SONazullaranja_FotorSegundo a designer, as Kapulanas significam muito mais do que um simples tecido de algodão colorido, repleto de formas e imagens ousadas. Extremamente populares em toda a África, estes tecidos transmitem mensagens que vão além da estética e decoração, onde cada padrão corresponde a um nome, um provérbio ou uma ideia e que, quando vestidas, imprimem uma mensagem silenciosa a todos que a veem. Nesta coleção, as estampas criadas representam a relação do homem com os elementos da natureza, através dos padrões Grão, Peixe, Sol e Brisa.

Serviço
Lab.Donatelli
Rua Trípoli 180 – São Paulo, SP
Tel. (11) 3641-2298
Site: http://www.donatelli.com.br

Berçário ganha projeto lúdico na França

Captura-de-Tela-2016-04-05-às-16-1024x609O escritório francês de arquitetura Dominique Coulon et Associés projetou um berçário lúdico na região de Alsace, no leste francês.

Na entrada de uma pequena aldeia fica o edifício que abriga o novo berçário de 700 metros quadrados. Próximo dali fica um castelo do século 14 e é possível ver que sua arquitetura ecoa no novo projeto.

Um muro com diferentes aberturas faz as vezes de parede do castelo que protege as crianças que estão no playground. Esse design permite visualizar diferentes enquadramentos da paisagem montanhosa da região.

O coração do berçário é formado por um espaço central com pé-direito alto, diversas aberturas para entrada de luz natural e uma pintura da metade para baixo em tons de rosa e vermelho com acabamento fosco e brilhante. [Arkpad] Fotos Eugeni Pons