Luminária minimalista gira 320º para ser ajustada de inúmeras maneiras

Design priorizou funcionalidade e elegância, além de interatividade
LUIZA QUEIROZ | FOTOS: DIVULGAÇÃO

Apostando no minimalismo, o designer alemão Robert Dabi criou a luminária “Poise” (“equilíbrio”, em tradução livre), que é capaz de ser ajustada de diversas maneiras para iluminar os ambientes em vários ângulos. Isso é possível graças a um sistema formado por uma base central fixa, uma haste com três juntas giratórias para ajustar a peça, e uma lâmpada em formato circular, encaixada ao fim da haste, que pode girar até 320º.

Luminária minimalista gira 320 º para ser ajustada de inúmeras maneiras (Foto: Divulgação)

Dessa forma, a lâmpada pode ser ajustada para a esquerda, direita, para baixo ou para cima. Equilíbrio, como sugere o nome da peça, é a chave do produto. “As três juntas giratórias da haste central permitem flexibilidade total da luminária. Já a base pesada e em formato de ‘T’ serve como contrapeso para o braço e o anel, muito estreitos e leves, permitindo que a lâmpada permaneça sempre em equilíbrio”, explica o designer. A lâmpada é tão flexível que pode até mesmo ser colocada em um prateleira e ajustada para iluminar o espaço abaixo. 

Luminária minimalista gira 320 º para ser ajustada de inúmeras maneiras (Foto: Divulgação)

Além de maior funcionalidade, Dabi desenvolveu seu produto com interatividade em mente. Como a luminária pode ser ajustada com toques leves, a ideia é estimular a curiosidade para que o cliente consiga testar várias opções de iluminação e ver qual é a melhor solução para aquele ambiente.

“Poise” tem sua base fixa e juntas feitas de latão. Já a haste e o anel com a lâmpada são feitos de alumínio. O produto ainda pode ser personalizado para ser compatível com modelos de iluminação smart, como a Alexa e o Philips Hue, que respondem a comandos de voz e podem ser configurados via app.

Luminária minimalista gira 320 º para ser ajustada de inúmeras maneiras (Foto: Divulgação)
Luminária minimalista gira 320 º para ser ajustada de inúmeras maneiras (Foto: Divulgação)
Luminária minimalista gira 320 º para ser ajustada de inúmeras maneiras (Foto: Divulgação)

Dando paz de espírito e um pedaço de bolo!

Posted by Pinch Food Design

Como fornecedores … como as pessoas comemoram é o que Pinch pensa 24 horas por dia, 7 dias por semana. Quer seja uma ocasião específica ou apenas porque, temos orgulho em criar experiências alimentares divertidas que ajudam aqueles que celebram a tornar o momento o mais memorável possível.

Com a pandemia se aproximando de nós, não poderíamos deixar de pensar em todas as diferentes maneiras que nossas comemorações terão de mudar … e o bolo de aniversário estava definitivamente no topo da lista. E então nos deparamos com este design brilhante, Top It Cake Shield, um escudo de bolo inventado por médicos, criado para proteger os festeiros de todas as idades de espalhar germes sobre os bolos ao soprar velas.

Ao soprar as velas de aniversário você pode aumentar a quantidade de germes que está espalhando em 1400%?!? Mas agora, com este escudo e painéis laterais cuidadosamente projetados, seu bolo está protegido de todos os ângulos.

O material transparente do Top It Cake Shield mostra a dignidade do seu bolo, além de você poder encaixar quase todas as formas e tamanhos de velas (mesmo as numeradas!) No sistema de rastreio proprietário do escudo – para que você possa iluminá-las e explodi-las Fora.

Designer do iPhone e do iPad, Jony Ive fecha parceria com o Airbnb

Segundo o Airbnb, Ive vai trabalhar, juntamente com sua empresa LoveFrom, no redesenho de produtos e serviços da empresa

Jony Ive deixou a Apple em junho de 2019

Jony Ive, ex-diretor de design da Apple e pai do visual de produtos como iPhone, e iMac, está de casa nova. Segundo anunciado nesta quarta-feira, 21, o inglês agora é parte do time do Airbnb, informou o presidente executivo da empresa, Brian Chesky. Ainda sem funções definidas, Ive e sua empresa de designers LoveFrom vão ajudar na possível redecoração e transformação do site e de futuros produtos da empresa. 

Funcionário da Apple por mais de 30 anos, Jony Ive esteve diretamente ligado nos projetos de produtos populares da marca, como iMac, MacBook Air, iPad e iPhone, mas saiu da empresa no ano passado após alegar estar insatisfeito com o ambiente, de acordo com o jornal americano The Wall Street Journal

Na época, a saída do designer do iPhone Jony Ive, fez a Apple perder em valor de mercado quase US$ 9 bilhões, com as ações da empresa variando negativamente 0,87% após o fechamento naquele dia. 

Jony Ive no Apple Park | Wallpaper*

Desde então, o design ocupa seu tempo com a LoveFrom, que comanda juntamente com Marc Newson, também ex-funcionário da Apple. Os dois ficaram famosos por redesenhar alguns clássicos da decoração, como uma árvore de natal sem enfeites, um anel de diamantes todo de diamantes e uma capa de revista vazia, apenas com o título da edição. 

“Jony e seus parceiros na LoveFrom estarão envolvidos em uma colaboração especial comigo e com a equipe do Airbnb. Tomamos a decisão de trabalhar juntos em um relacionamento de vários anos para projetar a próxima geração de produtos e serviços Airbnb. Jony também nos ajudará a continuar a desenvolver nossa equipe de design interno, que ele acredita ser uma das melhores do mundo”, afirmou Chesky, em um comunicado da empresa.

Morre Jan des Bouvrie, designer e arquiteto holandês conhecido por seu minimalismo

Des Bouvrie era uma celebridade local e o uso do branco era sua marca registrada
FOTOS: INSTAGRAM @JANDESBOUVRIE

Jan des Bouvrie era uma personalidade conhecida e seus design de interiores eram conhecidos por serem espaços arejados, integrados e bem iluminados (Foto: Reprodução / Instagram @jandesbouvrie)

Jan des Bouvrie, arquiteto e designer de interiores holandês, morreu aos 78 anos no domingo, 04, após anos lutando contra um câncer. Segundo o estúdio, o profissional faleceu junto de seus filhos e de sua esposa Monique. Jan era uma personalidade conhecida no país, e sua morte foi lamentada por diversos estúdios e profissionais do design holandeses. Des Bouvrie conquistou grande reconhecimento por suas composições minimalistas e, sobretudo, pelo uso da cor branca como forma de valorizar a iluminação natural dos ambientes. “É algo incrível que, quando os holandeses pensem na cor branca, eles pensem em você”, escreveu o estúdio Piet Boon

Na Holanda, duas escolas de design são batizadas em sua homenagem: a Jan des Bouvrie College, da ROC van Amsterdam; e a Academia Jan des Bouvrie na Universidade Saxion em Deventer. Em 2009, ele também foi nomeado Cavaleiro da Ordem do Leão Neerlandês, uma das mais altas e mais antigas honrarias civis do país. 

Morre Jan des Bouvrie, designer e arquiteto holandês conhecido por seu minimalismo (Foto: Reprodução / Instagram @jandesbouvrie)
Sofá Kubusbank, uma das criações mais famosas de Des Bouvrie (Foto: Reprodução / Instagram @jandesbouvrie)

O design mais conhecido de Des Bouvrie é o sofá Cubo (Kubusbank), que até hoje é produzido pela empresa de mobiliário Gelderland. O modelo também está incluído na coleção permanente do Museu Stedelijk em Amsterdã e no Museu Central de Utrecht. Os projetos residenciais viriam depois, com destaque para o uso de formas geométricas e a criação de interiores arejados e integrados. 

Estúdio Mula Preta abre sua primeira loja em São Paulo

Os designers André Gurgel e Felipe Bezerra, nascidos em Natal, RN, chegam à capital paulista para inaugurar a primeira loja da marca
POR MARIANA CONTE

Os designers André Gurgel e Felipe Bezerra, à frente do Estúdio Mula Preta, se preparam para abrir a primeira loja da marca (Foto: Divulgação/Mula Preta)

O endereço não poderia ser outro. Será no número 289 da Alameda Gabriel Monteiro da Silva – onde estão concentradas as principais lojas e estúdios do segmento de decoração, design e arquitetura –, a partir de 20 de outubro, que os sócios André Gurgel e Felipe Bezerra, à frente do Estúdio Mula Preta, abrirão as portas da primeira loja da marca.

Estúdio Mula Preta abre sua primeira loja em São Paulo (Foto: Divulgação/Mula Preta)
Poltrona Duna, uma das primeiras criações da dupla, é inspirada no formato orgânico das dunas que circundam Natal, cidade de origem de ambos (Foto: Divulgação/Mula Preta)

A dupla, que se conheceu em Natal, RN, cidade de origem de ambos, fundou o estúdio em 2012 e desde então apresenta peças que chamam a atenção pelo desenho irreverente, com inspiração na cultura nordestina. A expectativa com a novidade é movimentar o segmento de arquitetura, decoração e design da região, com pitadas de bom humor em produtos diversos e com qualidade.

Estúdio Mula Preta abre sua primeira loja em São Paulo (Foto: Divulgação/Mula Preta)
Cacto, criado em 2016, pode funcionar como cabideiro ou apenas como objeto decorativo – é mais uma das peças da dupla que carrega inspiração na região Nordeste (Foto: Divulgação/Mula Preta)

Estúdio Mula Preta, nome inspirado na música homônima do Rei do Baião, Luiz Gonzaga, tem como marca registrada combinar o uso de materiais com formas que remetem à sua região de origem, como o mancebo Cacto, criado em 2016, a poltrona Duna, de 2013, ou o gaveteiro Sanfona, de 2017. Algumas peças já tiveram reconhecimento em premiações internacionais, como o A’ Design Award & Competition, onde o estúdio acumula diversas indicações, uma delas com a mesa de pebolim Pulse.

Pantone cria cor “vermelho menstruação” para quebrar tabu sobre tema

Iniciativa é uma parceria entre o instituto e marca sueca de produtos femininos

Pantone cria cor “vermelho menstruação” para quebrar tabu sobre tema (Foto: Divulgação)

A Pantone acaba de revelar uma nova cor para o seu portfólio. Trata-se do Period, um tom de vermelho criado para desenvolver discussões sobre estigmas e tabus existentes em relação à menstruação.

A iniciativa é uma parceria entre o instituto, principal empresa de cores no mundo, e a Intimina, marca sueca de produtos femininos. Segundo a empresa, o “vermelho menstruação” é um “tom ativo e aventureiro” que busca “encorajar as pessoas que menstruam a se sentirem orgulhosas de quem são”.

A cor, que representa o fluxo menstrual, foi concebida para incentivar as pessoas a falar livremente sobre o ciclo menstrual, independentemente do sexo, e a normalizar algo que milhões de pessoas passam mensalmente.

“O vermelho menstruação pretende encorajar as mulheres a se sentirem orgulhosas de quem são. A cor é para celebrar apaixonadamente a força vital, poderosa e excitante com a qual nascem”, afirma a Pantone ao anunciar a novidade em suas redes sociais. 

Pantone cria cor “vermelho menstruação” para quebrar tabu sobre tema (Foto: Divulgação)

Designer Ricardo Graham lança móveis e objetos decorativos criados na quarentena

Carioca tem peças espalhadas pelo mundo
Suzete Aché

Vasos de Ricardo Graham Foto: Divulgação

Em uma casa rodeada por um jardim com árvores frutíferas, em Friburgo, o designer Ricardo Graham se dedica ao que mais gosta: trabalhar a madeira. “Apesar da nova rotina doméstica puxada, por conta da quarentena, continuo produzindo. Tenho estoque de material e adoro me sujar de poeira”, conta ele, que cria todas as suas peças artesanalmente.

Depois de ter passado quatro anos na Itália e na França aprendendo técnicas tradicionais de marcenaria, Ricardo mergulhou de cabeça no ofício e criou, em 2006, sua marca, O Ebanista. Nem chegou a pensar em seguir os passos do pai, Ricardo Ferreira, fundador da badalada Richard’s. Com as próprias mãos, esculpe móveis utilizando espécies tropicais de manejo florestal ou encontradas em demolições de casas antigas. Adora peroba-do-campo, sucupira e freijó.

Recentemente, Ricardo participou com suas peças da MADE, maior feira de arte da América Latina, que, este ano, aconteceu em formato digital. A poltrona Recordar, em madeira maciça, estofado em linho e encosto em corda, foi um dos destaques. “A expressão das curvas é um sentimento muito íntimo. Traduzir essa poética para a madeira é um dos meus grandes impulsos e desafios”, explica o designer. O banco Sela, uma de suas criações mais famosas, também fez bonito na mostra, especialmente pela ergonomia e pela leveza do desenho. A peça, aliás, é a única brasileira no portfólio da movelaria dinamarquesa PP Mobler, que reúne artistas como Hans J. Wegner, Zaha Hadid e Verner Panton. “Em 2018, começaram a produzir o Sela. São tradicionais e supercriteriosos na seleção das peças. Tenho o maior orgulho de estar lá.”

Cadeira de Ricardo Graham Foto: Divulgação
Cadeira de Ricardo Graham Foto: Divulgação

Suas criações mais recentes são uma poltrona com apoio para os pés, um aparador e objetos decorativos, como o vaso Origem, feito com sobras de madeiras. “São peças escultóricas, que estou gostando muito de fazer”, conta. Outra descoberta recente foi a madeira roxinho. “São incríveis as possibilidades que ela proporciona. Tem uma cor inusitada e surpreendente.” Tudo está à venda no http://www.oebanista.com.br, por preços que vão de R$ 900, os vasos, a R$ 15.800, cadeira Recordar.

Ele, que sempre figura entre os finalistas do A’Design Award, Prêmio Salão Design e Prêmio Museu do Objeto Brasileiro, agora está na plataforma internacional Stir, uma publicação sobre design, sustentabilidade e produção artesanal que teve a curadoria dos Irmãos Campana. “Faço parte de uma turma onde estão Domingos Tótora, Inês Schertel, Luiza Caldari e Hugo França”, orgulha-se.

Arquiteta e designer italiana Cini Boeri morre aos 96 anos

A arquiteta e designer italiana é a criadora das poltronas Bobo Divano e Ghost Chair, dois clássicos do mobiliário mundial
POR JULYANA OLIVEIRA

Cini Boeri morre aos 96 anos

A arquiteta e designer italiana Cini Boeri morreu ontem, 09 de setembro, aos 96 anos em sua casa em Milão. Conhecida mundialmente por suas criações de design industrial que incluem as poltronas Ghost e Bobo Divano, Boeri é considerada umas das protagonistas do período áureo da criatividade milanesa e italiana.

Poltrona Bobo Divano

A profissional trabalhou com Gìo Ponti e Marco Zanusoantes antes de abrir seu próprio estúdio, em 1963. Nele, Boeri trabalhava com arquitetura civil, mas também com design de produto. Ousada e disposta a explorar a resistência dos materiais, a arquiteta é vencedora do Compasso d’Oro, prêmio símbolo do design italiano. Em 1979 ganhou pelo sofá Strips, desenhado em 1968 para a Arflex e exposto na coleção permanente da Trienal de Milão. E em 2011, recebeu seu segundo Compasso d’oro pelo conjunto de sua obra. 

Cini Boeri morre aos 96 anos  (Foto: Reprodução)
Sofá Strip, design Cini Boeri, da Forma. Na imagem, projeto assinado pela arquiteta Adriana Benguela (Foto: Gui Gomes)

imprensa italiana repercurtiu a notícia da morte de Cini Boeri lamentando a perda da designer que falou ao mundo sobre a Itália. 

Cini Boeri morre aos 96 anos  (Foto: Reprodução)
Sofá Serpentine (Foto: Reprodução)
Cini Boeri morre aos 96 anos  (Foto: Reprodução)
Na sala de estar assinada pelo arquiteto Léo Shehtman encontramos a poltrona de vidro Ghost da designer Cini Boeri (Foto: Troy Campbell)

Designer de interiores francês Christian Liaigre morre aos 77 anos

Designer francês já havia feito projetos em residências para nomes como Calvin Klein
FOTOS: REPRODUÇÃO / INSTAGRAM

Christian Liaigre 

O designer de interiores francês Christian Liaigre morreu aos 77 anos, segundo informações publicadas na página oficial de seu estúdio. Liaigre fundou a empresa em 1985 e foi seu diretor criativo até 2016. Ele era conhecido por seu estilo luxuoso, mas sóbrio, priorizando materiais naturais e estéticas sofisticadas. Ao longo de sua carreira, assinou projetos residenciais para nomes como Calvin Klein, Karl Lagerfeld, Rupert Murdoch e Bryan Adams.

“Quando abriu seu primeiro showroom, no meio da década de 1980, Christian Liaigre surpreendeu a todos com sua estética limpa e contida, que impressionava com sua modernidade e originalidade. Em um período no qual capturar o olhar era tendência, seus designs luxuosos mas sem exageros impressionaram uma clientela internacional exigente que buscava autenticidade”, diz a nota oficial do estúdio.

Apaixonado por cavalos, o designer incorporou referências ao mundo equestre em seus projetos. Seus materiais preferidos eram os naturais, sobretudo madeira, couro e bronze. Ele também assinou projetos comerciais como o icônico Mercer Hotel em Nova York, e um escritório da marca Valentino em Paris. Liaigre também assinava alguns projetos para iates.

“Cercado pelos melhores artesãos, ele imaginou e entregou espaços que expressavam simplicidade, sinceridade, e um estilo moderno e atemporal, assim como uma atenção natural ao bem-estar”, diz a nota oficial. “Discreto, Christian Liaigre preferia deixar seus projetos falarem por si”.