Desfile Amir Slama – SPFW N47

Desfile Amir Slama – SPFW N47

Anúncios

Stella McCartney Winter 2019 show

Com uma pista repleta de dedicações sinceras da campanha
#ThereSheGrows , o desfile Winter 2019 foi uma celebração cheia de amor de força e sustentabilidade na opulenta Opéra Garnier de Paris. Sound track: ‘Slippin’ by Jaded, Black Caviar and Anthony and Cleopatra

Reality Inverse, o curta da Maison Margiela e Showstudio

John Galliano, o diretor criativo da Maison Margiela voltou a colaborar com Nick Knight, fotógrafo parceiro de longa data dos tempos de Dior e seu SHOWstudio na produção de Reality Inverse, um curta baseado nas filosofias que a Margiela estabeleceu ao longo dos anos e através de suas mais recentes coleções.

O filme experimental, apresentado com exclusividade na Serpentina Gallery durante a London Fashion Week, foi descrito como uma “conversa visual” entre John e Nick, traduzida pela oversaturação das imagens nos dias de hoje e a busca de Galliano por um novo sentido do luxo na Margiela.

O foco central do filme é a bolsa Grand Slam, que lembra um travesseiro e já virou um dos hits de Galliano para a marca.

A trilha sonora foi criada por Jeremy Healey e utiliza um sample de “The Dreams” do Roy Orbison. O filme é estrelado pela modelo Duckie Thot. [AUGUSTO MARIOTTI]

Miu Miu fala de guerra e islamismo no novo “Women’s Tale”

Miu Miu tá cheia de novidades: Elle Fanning é a estrela do novo perfume que a marca italiana está lançando hoje e, além disso, acaba de sair um novo curta da série Women’s Tales. Em sua 17ª edição, o projeto de Miuccia Prada dá voz a diretoras e atrizes para elas retratarem a marca numa série de curtametragens, investigando o que é a feminilidade e a vaidade no século 21!

O novo curta, “Shako Mako”, conta a história de Laila, uma aspirante a atriz que interpreta uma islâmica em uma simulação de treinamento de guerra – e percebe que as atrizes estão sempre limitadas a papéis mudos e de fundo. Com isso, a atriz e escritora convidada Hailey Gates aborda questões sociais como a guerra, os estereótipos étnicos e a islamofobia. Sempre narrando este cenário machistaatravés da perspectiva das mulheres!

“Miu Miu sempre representou irreverência, força e senso de humor. Essas são coisas que eu tenho muito carinho, sem dizer que muitas das minhas heroínas já dirigiram o Women’s Tale antes de mim”, conta Gates, feliz por participar. [Lilian Pacce]