Refletindo o momento social, estampas e modelos com referências militares são moda neste outono-inverno

Peças refletem o espírito do tempo e associam funcionalidades
Por Eduardo Vilas Bôas

Sem título
Jaqueta militar-verde medio replay R$699,00

O Outono chegou e, com ele, as novas coleções de meia estação. Mas troca de coleção não é momento apenas dos lojistas renovarem seus estoques, estimulando novas compras, mas é também a oportunidade da Moda fazer suas adequações ao interesse do público.

Quero dizer que a Moda sendo um registro do seu tempo – e a roupa um dos suportes dessa expressão – reúne condições de materializar os valores socioantropológicos vigentes. O que isso tem a ver com o estilo militar?

Temos vividos tempos de forte polarização ideológica, atentados terroristas, crises humanitárias, tensão nuclear e, sobretudo aqui no Brasil, uma guerra civil atroz que atingiu níveis assustadores. O resultado disso? A população tem procurado se defender e se posicionado, exigindo mudanças e procurando soluções. Estamos nos preparando para uma verdadeira guerra. E o estilo militar vem evidenciar esse estado de alerta.

Acha isso tudo loucura? É só lembrar-se – ou pesquisar – do que aconteceu com as coleções lançadas em setembro de 2001. Após o ataque terrorista as torres do World Trade Center, a Moda global tornou-se triste e defensiva, regida por uma cartela com cinzas, pretos, verdes militares e camuflados.

Para esse novo ciclo o destaque principal fica a cargo do verde caqui (verde meio tom ou verde militar). Mas os camuflados não podem ser ignorados – são icônicos do estilo – seja na peça toda, em pequenos detalhes e em vários cores. Funcionalidade é outro atributo importante dessas peças, que têm muitos bolsos e compartimentos secretos, que ajudam aos nômades urbanos passarem o dia inteiro fora de casa trabalhando, estudando e se divertindo.

Destaquei alguns lançamentos para te inspirar.

Anúncios

Marca Mash quer quebrar o estereótipo de ‘machão’ em campanhas de cuecas

Novo filme Mash trazem homens de tipos físicos diferentes e brinca com quebra de padrões

Sem título
Campanha quer quebrar o estereótipo de masculindade  Foto: Instagram.com/mash

Esqueça os modelos sarados, com vários gominhos no abdomen, bezuntados em óleo. A nova campanha da Mash quer quebrar o estereótipo de masculinidade, um clichê de anúncios voltados para os homens.

Com o tema “Confortável é ser quem você é”, o novo filme da marca mostra homens, entre eles Bruno Gagliasso, garoto-propaganda da empresa, de diferentes tipos físicos e idades, fazendo coisas que geralmente não são ditas como “coisa de homem” como, por exemplo, dançar funk e não entender de carro.

Além do filme principal, também foi lançado um teaser bem humorado que mostra os mesmos homens como se estivessem em um teste para um comercial tradicional, com direito a enchimento na cueca e poses sedutoras.

O futuro das barbas

Curtas, compridas, cerradas ou cheias… será que a moda das barbas está com os dias contados?
Por Glauco Junqueira

o_futuro_das_barbas_abertura.png
As barbas no geral continuam com força total (Foto: Unsplash)

Curtas, compridas, cerradas ou cheias… as barbas estão sim na moda e tudo indica que continuarão com força total.

Perguntamos a um perito no assunto, Marinho, barbeiro chefe das Barbearias Cavalera, em São Paulo, que comentou qual a tendência para as barbas.

As barbas cheias continuam com força total?
Sim, ainda podemos observar vários homens de barba longa pelas ruas.

Compridas ou cerradas: qual é a tendência para as barbas?
As barbas mais longas vão diminuir um pouco e essa é uma tendência que temos observado, mas as barbas não vão sair da cena tão cedo.

Quais tipos de barba estão em alta?
Barbas bem tratadas e bem cuidadas.

Qual o tipo ideal de barba para cada rosto?
Rostos mais magros e finos combinam melhor com barbas mais cheias e com volume; já para os rostos mais redondos, recomendo a barba mais rente nas laterais e fios mais longos no queixo, para ajudarem a alongar o rosto.

Para quem quer começar a cultivar a barba, quais os cuidados essenciais?
É bem simples. Deixar crescer, tratar com bons produtos e frequentar uma boa barbearia. Com os fios já aparentes, usar shampoo para barba, além de óleos e balms que fazem muito bem para a hidratação dos fios.

Ex-funcionários da Colette estão à frente da mais nova concept store de Paris

A Nous deve ser destino obrigatório de fashionistas durante a temporada masculina

26294633_333691227108031_8183961351035551744_n
Nous é a nova concept store de Paris (Foto: Divulgação)

Os órfãos da Colette nem tiveram tempo de enxugar as lágrimas por causa do fechamento da mais famosa concept store de Paris, em dezembro, e já ganharam um endereço com potencial para curar a abstinência.
Localizada a poucos metros da antiga loja, a Nous ocupa o número 48 da mítica rue Cambon e foi idealizada por Sébastien Chapelle, ex-diretor de relojoaria e gadgets da Colette, e Marvin Dein, que cuidava da seção de sneakers. A boutique de 150 m² abriu as portas na segunda-feira (08/01) e deve ser destino obrigatório de fashionistas durante a temporada masculina de Paris, que começa no dia 16.

Ao contrário da Colette, a Nous não tem moda feminina e cosméticos. O foco são acessórios, óculos, relógios, gadgets e sneakers. [Sylvain Justum]

1515432482976
A nova Nous, concept store criada por ex-funcionários da Colette (Foto: Divulgação)

David Beckham irá lançar linha de cosméticos para homens

Marca deve conter produtos que o jogador considera essenciais

beckham 2
Linha de produtos do jogador se chamará House 99 

Após uma parceria de sucesso entre David Beckham e a marca Biotherm Homme, o grupo L’Óreal resolveu investir em uma linha própria para o jogador de futebol. Chamada House 99, a coleção contará com 21 produtos que são considerados essenciais por Beckham, como óleo para a barba, pomada para o cabelo e creme para tatuagens.

“A House 99 foi criada para oferecer a todos inspiração e produtos para criar novos estilos, e assim descobrir o que combina melhor com cada pessoa. Tudo isso do conforto do seu próprio banheiro”, disse o jogador inglês para a revista Vogue Homme. O nome House 99 não foi dado por acaso. House, que significa casa em inglês, é para trazer a ideia de itens fáceis de usar. O número 99 vem de 1999, um ano importante na vida do atleta: nascimento de seu primeiro filho, casamento com a designer Victoria Beckham e com muitas vitórias de seu time, o Manchester United.

A marca será lançada exclusivamente na Harvey Nichols, no Reino Unido, no dia 1º de fevereiro, e chega a outras lojas de departamento britânicas e em mais 19 países a partir do dia 1º de março.

The Weeknd anuncia boicote à marca H&M acusada de racismo: “Profundamente ofendido”

Cantor de 27 anos disse estar profundamente ofendido com foto publicitária da empresa gigante de moda

o0635084613854077594
The Weeknd by Eric Ray Davidson for GQ 

The Weeknd usou as redes sociais nesta segunda-feira (8) para se desligar da gigante da moda H&M. A empresa foi acusada de racismo após publicar um anúncio de menino negro usando um casaco de moletom em que tem estampado “Coolest monkey in the jungle” (O macaco mais legal da selva).

“Acordei nesta manhã chocado e envergonhado desta foto. Eu estou profundamente ofendido e eu não vou mais trabalhar com a H&M”, escreveu o cantor de 27 anos no Twitter. The Weeknd fez uma parceira com a empresa no começo de 2017, sendo modelo e também designer de algumas peças.

A marca emitiu um comunicado oficial após a repercussão da foto. “Nós pedimos as mais sinceras desculpas por ofender as pessoas com essa estampa. A imagem foi removida dos canais onlines e o produto não vai ser mais vendido nos Estados Unidos”.

anuncio_hm
Anúncio da H&M (Foto: Reprodução/Twitter)

Homens estão procurando mais serviços de beleza para as festas de fim de ano

O faturamento do setor de beleza masculina cresceu 94,4% nos últimos cinco anos

1513861479350.jpg
O setor de beleza masculina cresce cada vez mais Foto: Instagram/@garagembarbearia

Se há alguns anos marcar horário no salão para arrumar o cabelo antes das festas de fim de ano era um costume majoritariamente feminino, agora, homens também têm procurado esse tipo de serviço para comemorações especiais. O setor de beleza voltado para o público masculino tem crescido cada vez mais no país, e um indicativo disso é a quantidade de barbearias que abriram em São Paulo nos últimos tempos.

E quem pensa que a visita a uma barbearia se resuma apenas ao cuidado com a barba de fato, está enganado, como explica a proprietária da rede Garagem Barba, Cabelo e Bem-Estar, Fernanda Dib: “Os homens definitivamente assumiram a vaidade e estão investindo em outros serviços. Um homem que só cortava o cabelo agora também faz o pé, tira sobrancelhas, depila o corpo, investe em luzes e também em uma massagem relaxante, tudo para se preparar para a noite do dia 24 e para o período de férias”. Inclusive, 70% dos horários das 9 unidades da rede estão reservados entre os dias 23 e 24 de dezembro.

Nos últimos cinco anos, o faturamento do setor de beleza masculina cresceu 94,4%. Saltou de R$ 10,07 bilhões para R$ 19,6 bilhões no período entre 2011 e 2016, de acordo com pesquisas do Euromonitor Internacional. “Cada vez mais, o público masculino se conscientiza da importância desses tratamentos para o fortalecimento da autoestima, do bem-estar, da saúde e do sucesso pessoal e profissional”, explica João Carlos Basilio, presidente executivo da ABIHPEC (Associação da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos).