Décor do dia: tons de rosa na cozinha

Combinação cromática renova móveis e a arquitetura do espaço
POR PAULA JACOB | FOTO GUI GOMES

Quando a arquiteta Stephanie Ribeiro encontrou seu novo apartamento, já sabia que queria cada cômodo de uma cor. A paleta vibrante renovou todo o imóvel antigo e trouxe uma jovialidade latina para os interiores. Na cozinha, os tons de rosa dão um efeito divertido para o ambiente. Na meia parede, o mais chiclete contrasta com o branco dos azulejos pintados com tinta epóxi. Já o armário de madeira escura foi revitalizado e pintado de magenta, o que deu outra cara para a decoração, sem pesar no resultado final. Utensílios de madeira, vasos de plantas e banquetas azuis mostram o quanto a moradora adora brincar com as possibilidades das cores.

Anúncios

Décor do dia: rosa e roxo criam atmosfera acolhedora em quarto de casal

Formas arredondadas dão toque vintage ao ambiente
POR PAULA JACOB | FOTO DIVULGAÇÃO

Já pensou em viver em um ambiente com a cara dos filmes de Wes Anderson? Este quarto de casal em tons de rosa e roxo revisita a estética do diretor com a mistura de cores e formas instagramáveis. O ambiente faz parte do novo Palazzo Experimental, em Veneza, e mistura referências da dramaticidade da cidade com o estilo de vida cosmopolita. Por isso, a conversa entre passado e presente é tão marcante. Os arcos, elementos arquitetônicos que voltaram com tudo, invadem a decoração na cabeceira e no encosto estofado da cama. A meia parede é formada por dois tons de rosa, combinação em alta nas tendências de decoração para o ano. 

Décor do dia: cozinha preta e minimalista para espaços pequenos

Móveis planejados otimizam corredor estreito
POR PAULA JACOB | FOTO JOE FLETCHER/DIVULGAÇÃO

As tiny houses viraram febre em países como Estados Unidos e Austrália. Isso porque essas casas pré-fabricadas vão de encontro ao estilo de vida minimalista, em voga nos últimos anos. Agora, escritórios de arquitetura se unem às construtoras para fazerem essas moradias com qualidade e design. Aqui, a cozinha preta faz parte do projeto criado pela Koto em parceria com a Abodu. A atmosfera californiana foi o ponto de partida para a escolha de materiais, cores e dinâmica da casa. O corredor estreito ganhou móveis planejados de ambos os lados para armazenar alimentos, louças e outros utensílios. Integrada com o resto da área social, a cozinha ganha amplitude com as enormes janelas e a entrada abundante de luz natural. Na decoração, itens de cerâmica e pedras naturais complementam a estética.

Décor do dia: tons naturais no quarto de casal

Clima descontraído tem decoração minimalista com foco nos materiais
POR PAULA JACOB | FOTO AMIT GERON/DIVULGAÇÃO

Nunca se falou tanto em autocuidado, bem-estar e relaxamento. Em consequência disso, a casa se tornou um verdadeiro reduto para tranquilizar a mente dos dias corridos. Materiais naturais, texturas confortáveis e poucos móveis ditam interiores como este quarto de casal, dentro de uma construção de 300 anos em Jafa, Israel. O projeto, assinado por Pitsou Kedem, integrou as pedras da arquitetura na atmosfera tranquila. Os tons neutros desse pano de fundo histórico ditam o resto da decoração. O minimalismo dos móveis faz com que eles mimetizem com a estrutura e com a bela paisagem da região.

Décor do dia: banheiro aberto com clima de spa

Azulejos coloridos delimitam espaço da área molhada
POR PAULA JACOB | FOTOS ALEXANDER RIBAR/DIVULGAÇÃO

Clima campestrebem-estar em cada detalhe: assim são os quartos do Captain Whidbey, um hotel em Whidbey Island, duas horas ao norte de Seattle. A construção de 1907 foi renovada com projeto dos irmãos Mike e Matt French, priorizando designers locais e o contato com a natureza circundante. Aqui, o banheiro aberto traz essa sensação de relaxamento. Com ares de spa em casa, o cômodo é delimitado pelo azulejo colorido no chão. O azul intenso contrasta perfeitamente com os tons amadeirados do resto do espaço. Vasos de plantas e tecidos macios complementam a estética.

Apartamento é naturalmente chique com muita madeira

O lar parisiense de Lucia Pica é moderno e ousado, assim como a maquiagem que ela cria para Chanel
Lucy Halfhead – Bazaar

Foto: Josh Shinner

“A maquiagem nunca deve ser usada como máscara, apenas deve realçar o que já está ali”, diz a italiana Lucia Pica, cuja abordagem moderna da beleza e o talento para criar looks frescos e naturais fizeram dela uma das maquiadoras mais influentes do mundo. Como diretora criativa global de Make-up e Cores da Chanel, é responsável por desenvolver até oito novas coleções a cada ano e também participa da concepção das campanhas de beleza e dos visuais de passarela da marca.

Lucia divide seu tempo entre casas no leste de Londres e em Paris, onde ela abriu as portas de seu iluminado apartamento no 6º arrondissement, com sua aparência habitual: lábios vermelhos aveludados, franja perfeita e olhos esfumaçados. Vestindo um jeans Levi’s 501 vintage, um suéter de cashmere Margaret Howell, escarpins Chanel e brincos Sophie Bille Brahe, Lucia é simpática e acolhedora.

Foto: Josh Shinner
Foto: Josh Shinner

O apartamento é decorado com uma atraente coleção de móveis da metade do século 20, que vai de uma mesa de jantar Pierre Chapo a uma chaise longue Igor Rodrigues – adquirida na Piasa, a famosa casa de leilões de Paris – e a uma mesa de centro George Nakashima. Um sofá de veludo vintage acrescenta um toque de glamour, junto com as luminárias de parede Rupprecht Skrip, um vaso de Mathilde Martin e obras de arte assinadas por Harley Weir, Ben Barlow e Jason Brinkerhoff. “Você não está apenas comprando um item, está comprando a história e a magia também”, diz Lucia.

Foto: Josh Shinner
Foto: Josh Shinner

Nascida em Nápoles, ela cresceu cercada pelos coloridos afrescos da cidade, aos quais credita a fascinação precoce pela maquiagem. “Me trancava no banheiro e passava uma hora me maquiando. Depois, tirava tudo e saía como se nada tivesse acontecido”, conta. Ao chegar a Londres, aos 22 anos, ela se matriculou em um curso na Greasepaint Make-Up School e nunca mais olhou para trás. “Londres foi tão libertadora, foi incrível conhecer todas essas pessoas que pensavam como eu”, relembra. “É uma cidade que abraça todas as culturas, e essa diversidade e a liberdade de expressão me ajudaram a abrir a cabeça e ser criativa.”

Depois de trabalhar na butique cult de maquiagem Pout, em Covent Garden, e atrás do balcão da Shu Uemura, Lucia conseguiu um posto como assistente de Charlotte Tilbury. “Tive tanta sorte de conseguir essa oportunidade”, conta. “Era ótimo trabalhar para Charlotte, porque ela não é apenas talentosa, mas também muito carinhosa, solidária e uma boa mentora.”

Foto: Josh Shinner
Foto: Josh Shinner

Em 2008, após três anos aprimorando sua arte, Lucia decidiu ser freelancer. “Foi assustador, mas eu estava determinada a encontrar meu próprio estilo e um time – os fotógrafos e stylists que poderiam criar o melhor trabalho comigo.” Sua carreira solo deslanchou quando colaborou com alguns dos mais influentes fotógrafos da indústria, incluindo Alasdair McLellan, Willy Vanderperre e Juergen Teller.

Foto: Josh Shinner
Foto: Josh Shinner

Após a saída de Peter Phillips, ex-diretor criativo de maquiagem da Chanel, que foi para a Dior, Lucia ficou como freelancer na casa por um ano e meio, até ser nomeada a primeira diretora criativa global de Make-up e Cores, em 2015. Conhecida por usar tons vivos e batons fortes, trabalhou ao lado de Karl Lagerfeld para produzir maquiagem para complementar as coleções de moda dele. “Me sinto tão grata de ter tido a chance de colaborar com ele nos desfiles e campanhas publicitárias”, diz. “Você espera que uma figura tão incrível seja distante e fria, mas ele não era assim. Era generoso, doce, engraçado e carinhoso.”

Foto: Josh Shinner
Foto: Josh Shinner

A estreia de Lucia, “Le Rouge Collection nº 1″, surgiu de sua paixão pela cor vermelha e é tida como um dos matizes fundamentais no universo de Chanel, enquanto a nova coleção inverno 2019, “Noir et Blanc de Chanel”, é inspirada na estética monocromática de Paris e no preto e branco da paleta da grife. “Amo trabalhar com esta marca incrível e tradicional, mas quero adicionar modernidade e mostrar luxo de forma mais experimental”, diz ela.

Foto: Josh Shinner

Foto: Josh Shinner

Viagens de pesquisa para encontrar novas cores e texturas também são parte importante do processo da designer criativa – a recente coleção verão 2019 “Vision of Asia: the Art of Detail” foi influenciada por suas visitas a Tóquio e Seul, e, em 2018, ela colocou dentro de um vidro um tom amarelo-canário, observado durante uma passagem por sua terra natal, Nápoles, que se tornou o esmalte mais cobiçado do ano. “O conceito pode ser bonito e sonhador, porém, tenho de trazê-lo à realidade e garantir que aquelas cores sejam adaptáveis à pele e ao rosto de uma mulher.”

Coleção de bolsas Chanel - Foto: Josh Shinner
Coleção de bolsas Chanel – Foto: Josh Shinner

Sem surpresa, uma espiada no guarda-roupa de Lucia revela uma abundância de peças, sapatos e acessórios Chanel. “Gosto de me mostrar feminina, porém, forte, algo que Chanel faz muito bem”, afirma. “Às vezes, tenho esses momentos de querer parecer uma princesa em um evento, então, uso um desses lindos vestidos de renda da coleção Métiers d’Art, de 2016, desfilados em Roma.”

Um dos quartos do apartamento - Foto: Josh Shinner
Um dos quartos do apartamento – Foto: Josh Shinner

Outras grifes preferidas são The RowCrista Seya – “para camisas elegantes e trench coats” – e a boa e velha Celine, que ela usa com joias de Sophie Buhai e do designer brasileiro Fernando Jorge. Para o toque final, ela explica: “Sempre aplico Chanel Rouge Audace, Obscure ou Nightfall. Minha mãe nunca saía de casa sem batom e eu acabei sendo igual”.

Décor do dia: casinha na árvore dentro do quarto

Estrutura cria uma brinquedoteca divertida para os filhos
POR PAULA JACOB | FOTO REPRODUÇÃO/PINTEREST

Não tem um quintal em casa? Sem problemas! Aproveite o pé-direito alto para construir uma espécie de casinha na árvore dentro do quarto dos filhos. A ideia simples otimizou o nicho do cômodo, criando dois andares: na parte de baixo, um espaço para brincar e pintar – na parede à direita uma lousa com gizes coloridos deixam a imaginação fluir. Já na parte de cima, com acesso pela escada de madeira, um novo ambiente foi criado e pode ser decorado com almofadões e armários para organizar os brinquedos. Bolinhas pretas preenchem a meia parede, a floreira e o cesto de roupas.