Décor do dia: madeira do piso ao teto na sala de estar

Revestimento traz aconchego ao espaço cercado pela natureza
POR AMANDA SEQUIN | FOTO RAFAEL GAMO/DIVULGAÇÃO

Se bem dosada, a madeira tem o poder de deixar qualquer ambiente aconchegante, até mesmo os ambientes mais minimalistas. Na sala desta casa na Cidade do México, um revestimento com a textura fiel ao material foi capaz de transformar por completo toda a estrutura de concreto e aço que sustenta a construção. 

O projeto do escritório Taller Hector Barroso usou esse revestimento por toda a sala de estar: o piso em réguas traz um tom mais escuro, enquanto as paredes, o teto e até a coluna adotam uma nuance mais clara puxada para o caramelo. As estruturas dos sofás, poltronas, mesas e cabideiro também seguem a paleta natural – somente os assentos surgem em cores como cinza e um azul intenso. A luz natural e o verde, presente nas plantas internas e também nos jardins que abraçam o prédio, também tem um papel fundamental para trazer conforto.

Anúncios

Décor do dia: sala de jantar com biombo e tons terrosos

No ambiente assinado pela designer de interiores Michelle Halford, o biombo cumpre função decorativa e rouba a cena no décor
RAFAEL BELÉM | FOTO MIKE BAKER

Acessório número 1 na hora de dividir ambientes, o biombo pode ser usado de muitas outras formas além de criar um espaço de resguardo em casa. Com criatividade, ele tem tudo para se tornar uma peça statement e definir a decoração do ambiente. Na sala de jantar assinada por Michelle Halford, por exemplo, o móvel se une à mesa demadeira e cadeiras aveludadas em uma composição sóbria e sofisticada. Quentes e acolhedores, os tons terrosos ajudam a criar um espaço convidativo para o café da tarde. Que tal?

Décor do dia: quarto de bebê com cristais e parede bicolor

A designer de interiores Paloma Christiansen apostou em um décor com estilo boho e elementos que trouxessem espiritualidade para o ambiente do próprio filho
POR MARIANA CONTE | FOTOS RENATA D’ALMEIDA

Décor do dia: quarto de bebê com cristais e parede bicolor (Foto: Renata D'Almeida)

Quando foi decorar o quartinho do próprio filho, a designer de interiores e artesã Paloma Christiansen colocou a mão na massa e apostou em um décor sem o estereótipo típico desses espaços. “Eu queria um ambiente que fugisse de cara de quarto de bebê. Eu gosto muito do estilo boho, e fui para um caminho mais natureza”, conta. Como é um espaço que ela também passa bastante tempo, Paloma queria que fosse confortável e prático pra o dia a dia. “Antes esse era o meu atelier, e eu ainda produzo aqui, então não queria que tivesse muita coisa, muito móvel planejado”, explica.

O primeiro item que ela comprou foi o tapete, da Storehouse Home Decor, que cria a base do estilo boho, que tem referências étnicas, hippie e orientais. As texturas são uma marca forte nesse tipo de décor e Paloma apostou muito nelas. A começar pelo berço. Na verdade, Paloma escolheu um moisés da Bixitu, feito de palha. A peça tem matéria-prima natural e nacional e valoriza a tradição de cestaria indígena do Nordeste. “Eu escolhi esse modelo por ser mais dinâmico. Durante o dia ele fica no quartinho para o bebê tirar suas sonecas, mas de noite eu levo para o meu quarto e ele dorme lá. É bastante prático”, diz. Cestos de palha se transformaram em luminárias que foram posicionadas sobre a poltrona Womb. “Eu não gosto de me sentar muito certinha. Essa poltrona me acomoda bem em diversas posições”.

Outros itens que ganham destaque são o móbile e as pedras posicionadas sobre um pedaço de tronco de árvore. “Eu fiz um curso online de cristais e o meu professor falou quais eram as pedras interessantes para ter no quarto do bebê”, conta Paloma que adicionou além da luminária, de quartzo rosa (pedra do amor), muitas outras pedras: mangano calcita (cura traumas de infância), ágatha blue lace (calmante, traz paz de espírito), angelita (proporciona encorajamento através dos anjos da guarda), crisocola (cura e saúde) e cianita (pedra do Arcanjo Miguel). Essa conexão com a espiritualidade é importante para Paloma que também fez uma parede bicolor e escolheu a cor verde “porque simboliza a natureza, esperança e vitalidade, trazendo benefícios para o bebê através da cromoterapia”.

Décor do dia: rosa e verde na cozinha minimalista

Estrutura de armários funciona como divisória para a área íntima do apartamento integrado
POR PAULA JACOB | FOTOS JENS BÖSENBERG/DIVULGAÇÃO

Armários de cozinha rosa e mesa verde em pó

Dentro de seu apartamento integrado em Berlim, na Alemanha, a arquiteta Ester Bruzkus brincou com uma paleta de cor coordenada para dar a sensação de harmonia em todos os espaços. O verde e o rosasurgem em diversas versões. Na cozinha minimalista, ela escolheu o neo mint na mesa de refeições e o millennial pink nos armários sob medida. Para acompanhar, madeira clara e cinza finalizam a estética clara que aproveita a abundância de luz no espaço. Além da funcionalidade natural dos armários planejados, a sua estrutura serve como divisória para a área íntima. A bancada de pedra cinza e a pia de semi-encaixe entram na dança das tendências de interiores que tornam este ambiente extremamente atual.

Um projeto encantador de design de interiores e arquitetura em Berlim
Um projeto encantador de design de interiores e arquitetura em Berlim

Décor do dia: sofá vermelho decora sala de estar integrada

Paleta neutra é pano de fundo ideal para objeto colorido
POR PAULA JACOB | FOTO VITRA/DIVULGAÇÃO

Ambientes integrados são uma realidade comum, principalmente em apartamentos pequenos. Por isso, é importante criar uma ambientação que acolha os diversos cômodos que ali dividem espaço. Nesta sala de estar integrada com a cozinha e jantar, decorada pela Vitra, a paleta neutra ao mesmo tempo delimita e acolhe os momentos da casa.

Tons de preto, cinza, branco e marrom pontuam o mobiliário funcional – repare que a estante ao fundo serve tanto para otimizar espaço e guardar objetos, livros e discos, quanto para decorar a parede vazia. O grande destaque fica com o sofá vermelho, que tira qualquer monotonia da decoração. A ficus lyrata no cantinho com outros vasos de plantasatualizam o apartamento. Objetos lúdicos trazem um pouco de diversão para o espaço.

Um passeio pela elegante sede do dscout em Chicago, Illinois

Uma equipe de arquitetos da Eastlake Studio projetou recentemente uma nova sede para aplicativos móveis em Chicago, Illinois.

Communal space

“A equipe de pesquisadores, designers, contadores de histórias e cientistas sociais do dscout, conhecidos como“ People Nerds ”, traduz os dados em informações de marketing valiosas. O design de sua nova sede foi inspirado pelos processos criativos e colaborativos que eles usam diariamente. Incorpora numerosas áreas abertas e fechadas, incluindo duas com portas de garagem, e tem uma abundância de superfícies de marcadores e quadros de anúncios para visualização de ideias e reconhecimento de pessoal. O branding brincalhão e a cultura de trabalho descontraída da empresa de tecnologia também foram influentes no conceito de design, particularmente em um espaço de dois andares da Prefeitura, que inclui uma parede de projetor, mesas de jogos, estádios e cabines com detalhes em malha metálica. Um friso de alto impacto dos ícones de assinatura do dscout envolve o teto de 20 pés e acentua a altura do quarto. Adjacente ao grande espaço comunitário, os nerds podem derrubá-lo em uma biblioteca mal-humorada ou nas zonas designadas coletivamente conhecidas como “The Studio”, diz o Eastlake Studio.

dscout-chicago-office-1
Lobby
dscout-chicago-office-2
Communal space
dscout-chicago-office-3
Communal space
dscout-chicago-office-4
Communal space
dscout-chicago-office-5
Meeting pods
dscout-chicago-office-6
Corridor
dscout-chicago-office-8
Think-tank zones
dscout-chicago-office-9
Library
dscout-chicago-office-7
Ceiling

Décor do dia: instrumentos musicais decoram sala de estar

Atmosfera rocker e jovem deixa a casa com personalidade
POR PAULA JACOB | FOTOS URBAN OUTFITTERS/DIVULGAÇÃO

Nada mais pertinente para a musicista Tessa Barton do que aproveitar os instrumentos que toca na decoração da sua casa. A atmosfera rústica e vintage ganha destaque com o toca discos antigo, usado como aparador e organizador dos discos de vinil. Na parede, a combinação de quadros de tamanhos variados acompanha a guitarra preta usada como item decorativo – o mesmo efeito acontece com os charmosos amplificadores. A mesa lateral de vidro com astes em ouro velho guarda livros e revistas. A madeira nas paredes e o tapete fofinho imprimem jogo de texturas no ambiente. Uma decoração musical inspiradora com um quê boho!