Décor do dia: home office em estilo eclético com tijolinho e animal print

Maximalismo dita decoração do espaço, com direito a lareira e mistura de cores

Vedete do maximalismo, a animal print é um dos pontos altos deste home office em estilo eclético. A estampa que recobre o par de poltronas de veludo reforça a paleta terrosa junto à parede de tijolinhos aparentes, onde há também uma lareira com design original do século XIX, época em que o imóvel foi erguido em uma área nobre de Manhattan.

Ao fundo, a mesa de trabalho aproveita a luz natural que entra pela varanda. A escolha da cor branca traz um respiro para o ambiente, que foi decorado com tapete turquesa, mesmo tom adotado no revestimento do sofá à esquerda. Um aparador vintage serve para acomodar livros e objetos decorativos, enquanto luminárias estrategicamente posicionadas favorecem a leitura.

Anúncios

Tons claros trazem leveza visual a cobertura de 270 m² em Porto Alegre

Design de renome é o foco do projeto de iluminação
FOTOS CLAUDIO FONSECA/DIVULGAÇÃO

No living, o décor amplo e leve une sofás revestidos com tecidos selecionados cuidadosamente na Ml TECIDOS, luminárias de mesa de Michael Anastassiades para a Flos, na LUZES DO MUNDO, e cortinas de linho off-white Ml TECIDOS, tudo envolto por painéis de madeira natural com aplicação de brilho

Suavidade e um lar atemporal. Eram estes dois conceitos que os moradores tinham em mente quando convidaram Caroline Kreling para desenhar os interiores de sua cobertura de 270 m² em Porto Alegre, RS. O suficiente para que a arquiteta traçasse ambientes sutis e fosse em busca de design assinado para o projeto de iluminação – Flos e Graziela Dias Design são alguns dos nomes que impulsionam o conjunto no living.

A área concebida para abrigar o bar motorizado ganhou a companhia do abajur GRAZIELA DIAS DESIGN e dos espelhos a fim de trazer o verde para dentro de casa

Em meio à madeira clara e aos tons de branco, o verde-esmeralda traz um visual de impacto ao espaço. “O objetivo de um projeto é sempre a felicidade dos moradores. Trabalhamos com sonhos”, diz. Na sala da lareira, por exemplo, essa filosofia ganha força: o tapete foi desenhado exclusivamente para esta morada, assim como o pufe feito de veludo com franja de fios degradê. “Leveza com sofisticação atemporal é o clima que define este apartamento.”

Visão da sala de jantar, com cadeiras de estilo clássico revestidas com veludo verde-esmeralda, que se contrapõem às linhas contemporâneas do projeto – sobre a mesa idealizada por Caroline, destaque para o lustre projetado por Gino Sarfatti para a marca italiana Flos, na LUZES DOMUNDO
CNa sala da lareira, o desenho do tapete personalizado JASMIN TAPETES, confeccionado exclusivamente para este apartamento, dialoga com a luminária de mesa com acabamento de latão e pedra natural GRAZIELA DIAS DESIGN
Em evidência, a tela do artista californiano Gray Malin

Praticidade máxima

Projeto priorizou a otimização do espaço disponível por meio de móveis sob medida e peças embutidas
Roberta Cardoso – O Estado De S.Paulo

A maior parte dos móveis foi criada sob medida para atender às necessidades do jovem estudante. Foto: Ricardo Bassetti

Localizado na Vila Olímpia, o apartamento de 35 m² segue o padrão desses novos empreendimentos que chegam ao mercado com metragem enxuta, arquitetura que valoriza áreas comuns e planta que dilui a necessidade de uma distribuição convencional, toda compartimentada. Foram sobre esses parâmetros que as arquitetas Giovana Giosa e Amanda Castro, do Studio AG, tiveram de atuar para dar forma aos interiores deste imóvel, lar de um estudante na capital. “O maior desafio foi convencer o cliente a não optar por uma decoração tradicional, cheia de móveis e acessórios, mas sim investir em um conceito que trouxesse unidade, praticidade e conforto”, explica Giovana.

Painel de madeira na altura dos janelões serviu também como apoio de móveis desenvolvidos para o morador. Foto: Ricardo Bassetti

Como ponto de partida, a ideia foi a de criar um elemento marcante que, ao longo do espaço, se desdobrasse em muitos usos. No caso, um painel de madeira, feito sob medida, instalado na altura dos janelões em L, percorrendo todo o imóvel. “A planta original continha uma varanda, mas, para ampliar o espaço interno, a eliminamos e instalamos um caixilho fixo para incorporar a área”, conta. A partir daí, o projeto se desenrolou em torno das demandas do morador, que queria tudo muito prático e de fácil manutenção.

E foi assim que a faixa de madeira clara que circunda o imóvel acabou assumindo importância fundamental no projeto, produzindo um efeito ao mesmo tempo funcional e decorativo, pois foi a partir dela que as necessidades do proprietário foram sendo contempladas. “Nossa ideia foi tomar partido da altura, marcá-la e, a partir daí, fazer com que as coisas surgissem dela”, diz a arquiteta. ‘Tudo sai desse painel: a escrivaninha, a cama, o criado-mudo, o rack com gavetões.”

No teto, foi instalado trilho com spots para iluminação direcionada. Foto: Ricardo Bassetti

Reforçando a atmosfera tranquila da decoração, o branco predomina nas paredes e o cinza, em parte dos móveis. Já o piso de granilite, aplicado em toda extensão do piso, faz uma participação especial na bancada que separa a cozinha da área de estar e de dormir. “O material também reveste a ilha, o que fortalece a conexão entre todos os ambientes”, afirma a arquiteta.

Para melhor se adaptar à distribuição meticulosamente calculada, onde praticamente tudo foi pensado para evitar desperdício de espaço, boa parte dos móveis foi desenvolvida pelas arquitetas. Na cozinha, o armário têm portas de vidro canelado, o mesmo usado na porta do banheiro. O sofá e até mesmo o pufe foram confeccionados sob medida. Assim como a cortina blackout, embutida para não criar volumes desnecessários. Por fim, leva a assinatura da dupla a luminária próxima da cama, que vai do chão ao teto, e também conta com luzes direcionáveis. 

Bancada da cozinha foi revestida com granilite, o mesmo material do piso. Foto: Ricardo Bassetti

Como a luminosidade do apartamento durante o dia é intensa, só foi necessário cuidar para que ela não atrapalhasse o sono, por vezes diurno, do morador. Fora isso, o forro de gesso recebeu um único trilho embutido com spots. Arrematando o projeto, duas mesinhas de centro, juntas ao pufe, foram inseridas para complementar a decoração, além de uma verdadeira preciosidade: um tríptico, formado por três skates, que leva a assinatura do artista plástico Jean-Michel Basquiat. “Ele foi bem flexível durante todo o processo, mas não abria mão de ver a obra integrada ao projeto”, conclui Giovana.

Painel de madeira na altura dos janelões serviu também como apoio de móveis desenvolvidos para o morador. Foto: Ricardo Bassetti

Estilo maximalista: misturas inusitadas na decoração

Inspirações de combinações improváveis que deram certo
NATÁLIA MARTUCCI I FOTOS BJÖRN WALLANDER, JOANNA MACLENNAN, ARTHUR ROSA, RYANN FORD, FEDERICO TORRA E REPRODUÇÃO

Dimore Studio

Cores intensas, mistura de estampas, materiais e texturas, ousadia e irreverência marca o estilo de decoração no qual não existe monotonia. Confira 8 ambines que mostram como investir no estilo maximalista com muita elegância e personalidade:

Luxo e explendor

O chatêau de Valentino Garavani, próximo a Paris, mistura estampas, texturas e itens de diferentes épocas e procedências.


Mestre das estampas

No quarto de hóspedes dessa casa paulista decorada por Sig Bergamin, o tecido Morhange amarelo envelopa as paredes. Foto Björn Wallander


Inspiração lúdica

Em seu estúdio localizado ao sul de Paris, a designer Nathalie Leté coleciona muitas referências que são pura inspiração: brinquedos vintage, arte, artesanato e suas próprias criações. Foto: Joanna Maclennan


Padronagens múltiplas

Mix de estampas mantendo a paleta cromática em tons azulados marca essa foto produzida pela House of Hackney.


Décor com hitórias

No apartamento da diretora de arte Caroline Schamall, a Carrô, num prédio de 1957 em São Paulo, o mix de elementos é curiosamente kitsch e harmonioso. Cada peça traz histórias, curiosidades e surpresas. A sala de jantar tem mesa e cadeiras originais dos anos 1960, adquiridas em um garimpo, e o aparador-bar é uma aquisição do antigo Hotel Cambridge – sobre ele, quadro bordado comprado num bazar. Foto Arthur Rosa


Fugindo da mesmice

Em sua casa em Austin, no Texas, a cantora Shawn Colvin conseguiu transformar a estante de livros tradicional num espaço original e vibrante, ao misturar a pintura vermelho vibrante a aplicação do papel de parede gôndola, da Cole & Son. Foto Ryann Ford.


Charme vintage

Para o lavado de sua residência-refúgio de verão em Cadiz, na Espanha, o designer de interiores Gaspar Sobrino manteve as portas originais da construção do início do século XX e escolheu cuba e torneira com desenho vintage e papel de parede florido Ralph Lauren.



Elegância com personalidade

Os milaneses do Dimore Studio são mestres em se reinventar e de tempos em tempos mudam a cenografia de sua galeria de design, sempre surpreendendo, com estilo único com pegada vintage-maximalista. Foto Federico Torra

Décor do dia: sala de estar brutalista com rede, plantas e discos de vinil

Ambiente com pé-direito duplo tem amplas janelas que permitem entrada de luz
FOTOS TOMMASO RIVA

Esta sala de estar brutalista com rede, plantas e discos de vinil faz parte de uma casa projetada pelo estúdio de arquitetura Patisandhika e pelo designer Dan Mitchell em Bali, na Indonésia. Caracterizado pelo concreto aparente com detalhes em madeira, o interior funciona como uma tela em branco para uma mistura de objetos coloridos e texturas naturais. Ao fundo, a estrela principal do ambiente: uma estante com nichos acomoda o aparelho de som e a coleção de LPs. Livros e pequenos objetos decorativos complementam o cenário.

Mais à frente, um lounge convida a relaxar ao som da música – basta escolher entre a rede de balanço ou o chão mesmo, onde um tapete cercado pelo verde recebe a luz natural que entra pelas amplas aberturas envidraçadas. Plantas em vasos e até uma árvore embutida no piso da sala “amaciam o concreto” e trazem frescor para o living. Obras de arte e tapeçarias completam o cenário em clima de total despojamento.

Décor do dia: verde e rosa no quarto de casal

Tons de caramelo pontuam o espaço acolhedor
POR PAULA JACOB | FOTO EMMA WALLMÉN

Calma, tranquilidade. Algumas das sensações ao olhar para esse quarto de casal criado pela set designer Emma Wallmen, em seu apartamento em Estocolmo. O verde acinzentado preenche todas as paredes, inclusive parte da estrutura de madeira ripada que forma a cabeceira. Por cima dessa camada de cor, tons de rosa e caramelo pontuam os objetos e móveis como complemento perfeito para essa atmosfera tranquila e certamente acolhedora. O vaso metalizado é o toque moderno, tornando o espaço trendy, sem esforço. 

Salão de beleza ganha ares de oásis em meio à agitação da cidade

Projeto em Goiânia privilegia mix esperto de luz, madeira e natureza

A recepção tem vista para o mezanino com panos de vidro que dão sensação de amplitude

IIuminação natural, madeira e plantas tornaram este salão de beleza em Goiânia, GO, um oásis urbano, graças ao olhar da designer de interiores Bruna Kehrnvald. “Eu disse ao proprietário, Filipy Almeida, que levaria Ibiza para Goiânia”, ri, destacando o clima festivo da ilha espanhola. Foi o que aconteceu. No espaço de 1.200 m², especializado em cabelos loiros, a sensação é de relax e frescor, em pleno calor de Goiás.

“É um ambiente minimalista e acolhedor no meio agitado da cidade. Um refúgio para as mulheres que querem mudar o visual e se sentirem bem”, conta a profissional. O ponto de partida? Os espelhos suspensos da área de atendimento, que são um foco importante das clientes do salão. Cores claras, fibras naturais e amplitude também ganham valor no conjunto.

“Uso a simplicidade para maximizar o efeito. Deixo espaços vazios a fim de enfatizar e destacar o que realmente importa”, aponta. “Levo aos clientes personalidade e excelência, indico os melhores acabamentos e mobiliário – valorizo o tempo deles e o meu com ideias sempre muito bem embasadas.”

A praticidade foi pensada com cuidado: itens com desenhos orgânicos e mobiliários que prima pela ergonomia garante o conforto da equipe
Em um dos cantos, chaises e iluminação amena acolhem os visitantes durante a espera