Duas dicas culturais para comemorar os 60 anos de Madonna

DVD e nova biografia são boas pedidas para celebrar a data

183135533.jpeg
DVD que registra a última turnê da pop star (Foto: Divulgação)

Em vez de entrar na inevitável onda saudosista que a efeméride sugere, uma boa maneira de celebrar as seis décadas de Madonna e sua música é o Rebel Heart Tour, DVD que registra a última turnê da pop star, que viajou o mundo em 2015 e 2016 para divulgar o décimo terceiro álbum de estúdio da cantora (Rebel Heart).

Apesar de vir recheado de hits de Madge, como Burning Up, Like A Virgin e Deeper and Deeper, a produção garante bons momentos da diva interpretando faixas de seu último disco, como ‘Bitch, I’m Madonna’ e ‘Unapologetic Bitch’. O show foi gravado na arena Sydney Super Dome, na Austrália.

madonna-60-anos-D_NQ_NP_607809-MLB27613543579_062018-F
Biografia ‘Madonna 60’ (R$ 70, Editora Agir) (Foto: Reprodução)

Outra boa dica cultural para curtir a data é a biografia ‘Madonna 60’ (R$ 70, Editora Agir), escrita pela jornalista britânica Lucy O’Brien e recém-chegada ao Brasil. O livro de 552 páginas recupera os 40 anos de carreira da americana e é recheado de momentos marcantes da trajetória da cantora.

Espere por curiosidades do álbum icônico ‘Like a Virgin’ (1985), que a colocou de vez no mapa-mundi da música pop na década de 80, passando por detalhes e segredos da vida pessoal, como a difícil infância e os seus fervidos early years na noite de Nova York, além de analisar controvérsias e polêmicas que surgiram junto com o sucesso que veio com os mais de 300 milhões de álbuns vendidos e incontáveis fãs espalhados pelo mundo.

Long live the queen!

Anúncios

Madonna chega aos 60 ainda provocadora, madura e sem complexos

A cantora que mais vendeu em todos os tempos não é a primeira a se manter ativa na terceira idade
AFP

madonnajoanadarcSexo, religião e faturamento: desde que iniciou sua carreira, Madonna não para de testar os limites. No próximo 16 de agosto, completará 60 anos ainda provocadora, agora na pele de uma mulher madura e sem complexos.

Madonna dá um novo significado às seis décadas. Relaciona-se com homens bem mais jovens, mantém um corpo invejavel e, em sua última turnê, apresentou um show provocante, que simulava atos sexuais.

A cantora que mais vendeu em todos os tempos não é a primeira a se manter ativa na terceira idade. Ela segue os passos de Aretha Franklin, Cher, Dolly Parton e Stevie Nicks, que estão nos 70.

Mas Madonna, que entrou para a cultura pop ao mesmo tempo em que a MTV, representa o culto à juventude como poucas artistas fizeram, e, enquanto outras se reiventaram ou protagonizaram retornos nostálgicos, a Material Girl nunca passou mais de quatro anos sem lançar um álbum desde a sua bem-sucedida estreia, em 1983.

O título de uma música de seu álbum mais recente, Rebel Heart, resume sua atitude decidida: Bitch I’m Madonna.

Freya Jarman, uma estudiosa de música na Universidade de Liverpool que editou um livro sobre Madonna, diz que a artista pop deixou um legado e influenciou artistas mais jovens, como Lady Gaga, mas que, agora, mostra um novo tipo de relevância.

“Como uma cantora popular que está envelhecendo e ainda se mostra tão presente entre o público, ela é absolutamente relevante”, assinala Freya. “Madonna se destaca como sempre fez, sempre se interessou em provocar. Muitas estrelas parecem sair do foco e retornar, enquanto Madonna não parece se abater.”

​’Envelhecer é um pecado’

Como em toda a sua carreira, Madonna enfrentou comentários duros com o passar dos anos.

Uma ex-namorada de um de seus antigos companheiros, o modelo brasileiro Jesus Luz, chamou-a de “velha ridícula”. Muitos usuários das redes sociais fizeram chacota quando ela beijou na boca no festival de Coachella o jovem Drake, e os tabloides são obcecados pelas mãos da cantora, uma das partes do corpo que mais revelam a idade.

Durante a entrega de um prêmio da revista musical Billboard em 2016, Madonna disse que a sociedade permitia às mulheres serem “lindas, dóceis e sensuais”, mas não que expressassem suas opiniões ou fantasias sexuais.

“E, finalmente, não envelheça. Porque envelhecer é um pecado. Será criticada, será desprezada e, definitivamente, não tocarão sua música no rádio”, criticou Madonna, provavelmente referindo-se à decisão da BBC Radio 1 de não divulgar um de seus singles recentes, no momento em que busca uma audiência mais jovem.

Madonna também persiste em seus compromissos políticos. No ano passado, fez um discurso duro na Marcha das Mulheres, um dia depois da posse do presidente Donald Trump, e afirmou que as mulheres não aceitarão “esta nova era da tirania”.

Sensual e maternal

Madonna também desafiou os conceitos de maternidade e adotou quatro crianças do Malauí, que se somaram a seu filho e à sua filha biológicos.

A artista, que se mudou no ano passado para Lisboa, onde um de seus filhos frequenta uma escola juvenil de futebol, incentivou que seus fãs, em seu 60º aniversário, façam doações à sua obra de caridade para crianças no Malauí.

Após se tornar mãe, Madonna continuou se relacionando com homens bem mais jovens. “Como feminista, tenho apenas coisas boas a dizer de Madonna. Se essa é a sua preferência sexual, está realizando uma fantasia que muitas mulheres não podem ou não querem realizar”, comenta Pepper Schwartz, socióloga da Universidade de Washington, em Seattle, que estuda o envelhecimento e a sexualidade.

Pepper estima que Madonna, como várias atrizes veteranas de Hollywood, oferece um novo modelo para as mulheres de sua geração, a do “baby boom”. “Essa geração, que sempre buscou dar uma nova definição para o sexo e o gênero, tenta dizer: ‘Não estamos prontas para desaparecer só porque estamos mais velhas.'”

O seu novo acessório preferido é uma bolsa de contas

O modelo, com vibe à la anos 1990, tem despontado como uma nova tendência do momento e se transformado em queridinho das fashionistas.

bolsadecontas.jpg
As bolsas de contas são uma nova tendência do momento (Foto: Instagram / Courtney Trop)

Você sabe o que é uma bolsa de contas? Por mais que pareça um acessório usado pelas nossas avós, quando eram novas, esse é um novo tipo de peça que tem ganhado muito destaque na moda nos últimos meses. Com uma vibe de década de 1990, os modelos coloridos e bem despojados têm se tornado protagonistas nos looks do dia mundo afora, e se firmado como uma trend quente para este ano.

Segundo o Pinterest, as buscas por inspirações de looks com bolsas de contas cresceu muito em 2018 – a ferramenta marcou um aumento de 50% em ideias salvas sobre esse assunto nos últimos seis meses. E é bem provável que esse número só aumente daqui para frente!

bolsadecontas4
A rapper Lisa, do grupo coreano Blackpink, com uma bolsa de contas da Susan Alexandra (Foto: Instagram / Lisa)

O mais marcante a respeito desses modelos são a variedade e a diversão: muito coloridos, eles são feitos com pedras mais brilhantes, em um formato mais quadrado e de alças curtas, para serem carregados na mão.

Lembrando um pouco o imaginário infantil, também contam com detalhes divertidos, como imagens de frutas, personagens de desenhos animados e arco-íris, além padronagens que brincam com combinações de cores, e ajudam a criar acessórios casuais e muito alegres. Mesmo algumas peças feitas com contas mais tradicionais, como pérolas, mantém a diversão no visual final.

bolsadecontas3
Para um look mais chique ou casual, a bolsa de contas tem o seu charme (Foto: Seleção Pinterest / Reprodução)

E, sim!, as bolsas de contas podem ser usadas em diferentes ocasiões, de muitas formas. Vale a pena, porém, deixar os itens em destaque na produção, para trazer uma ideia mais despojada e cheia de personalidade para o seu visual final. [Marie Claire]

Kylie Jenner se vestiu como uma Barbie para sua festa de 21 anos

Empresária usou dois looks cor de rosa na comemoração de seu aniversário

1533932539663.jpg
Kylie Jenner completa 21 anos nesta sexta, 10 Foto: Brendan Forbes/ Kylie Cosmetics/ Divulgação

Empresária, estrela de reality show, fenômeno das redes sociais, fashionista, lançadora de tendências e quase bilionária: essa é Kylie Jenner, que completa 21 anos nesta sexta, 10.

Para celebrar o seu aniversário, a jovem primeiro fez um jantar para a família e amigos íntimos e depois uma grande festa que contou com a presença de personalidades como Cara Delevingne, Bella Hadid, Winnie Harlow, The Weeknd e, claro, todo o clã Kardashian/Jenner.

E, a julgar pelas suas produções e pela peruca platinada que foi presa em um rabo de cavalo baixo que batia em seu quadril, o tema da noite era Barbie (e também pelo topo do bolo, que era uma boneca com o mesmo look de Kylie e que parecia ter festejado a noite toda.)

No primeiro compromisso, a jovem usou um vestido de cetim rosa vibrante com ombreiras e recorte na cintura. O modelo foi criado por Peter Dundas. Nos pés, ela usou sapatos com amarração da marca Olgana Paris.

Sem título.jpg
kyliejenner

Para a festa, ela optou por visual ainda mais chamativo com macacão feito sob medida pela grife LaBourjoisie. A peça, que foi criada em parceria com a stylist Jill Jacobs, foi feita com 70 mil cristais Swarovski. Para completar, ela estava com clutch redonda de cristais rosa Marzook e scarpins Louboutin.

Sem título.png3.jpg
kyliejenner BIRTHDAY BEHAVIOR! WERE ALL TURNING 21!!

E suas irmãs seguiram o mesmo tema Barbie na hora de se vestir (com exceção de Kendall, que preferiu um tubinho de látex preto da marca australiana Bec + Bridge).

Sem título.png4.jpg
kyliejenner a bunch of baddies 🤷🏻‍♀️ we’re 21 today

Kim Kardashian foi com um vestido pra lá de sensual rosa pink com recorte no estômago feito sob medida pela Yeezy, grife de seu marido Kanye West. Kourtney optou por mini vestido roxo brilhante da La Perla e Khloé estava com conjunto de top, calça e capa prateados. [Anna Rombino]

Figurino da série ‘Pose’ é retrato exuberante da cena LGBT dos anos 80

Produção, criada por Ryan Murphy, mostra a cultura dos bailes em Nova York

1533750790891
Pose é a produção com o maior elenco transgênero na história da televisão Foto: Divulgação/FX

Na Nova York da década de 1980, o auge dos engravatados de Wall Street, dos power suits e cabelos com topetes altíssimos definia boa parte do que se via pelas ruas da cidade. Mas era em bairros mais afastados do centro, como o Harlem, que a cena underground efervescia: lá aconteciam os bailes criados pela população LGBTQ+, em que diferentes grupos, conhecidos como casas, competiam entre si em desfiles temáticos e disputas de dança. As houses (termo inspirado nas grandes maisons da moda) funcionavam também como abrigo para jovens rejeitados por suas famílias. É desse cenário que trata Pose, a nova produção de Ryan Murphy – o nome por trás de séries como GleeAmerican Horror Story e American Crime Story.

Fazendo jus à cultura dos bailes que quis capturar, essencialmente frequentados por jovens negros, latinos, gays e transexuais, Pose se destaca por ser a produção com o maior elenco transgênero na história da televisão, com cinco atrizes transexuais negras e uma equipe de 140 pessoas LGBTQ+, entre escritores, cineastas e produtores. Os lucros, aliás, vão ser 100% revertidos a organizações ligadas a essa comunidade. O programa, que estreou nos EUA em junho pelo canal FX e chega ao Brasil no segundo semestre via Fox Premium, já teve sua segunda temporada confirmada para 2019. Na série, o figurino é parte essencial da narrativa: em sintonia com o visual exagerado e ultracolorido da época, os looks das personagens – especialmente aqueles usados durante os bailes – enchem os olhos.

1533750790522
Muitas das peças do figurino foram garimpadas em brechós dos EUA Foto: Divulgação/FX

A responsável pelas roupas é a figurinista Lou Eyrich, que já havia trabalhado também em Glee e American Horror Story: Freak Show. Em uma parceria com  Analucia McGorty, ela viajou de Santa Fé a Minneapolis em busca de peças vintage. O longo caminho compensou: entre os achados, estavam itens de grifes como Mugler, Lacroix e Versace – que foram direto para o guarda-roupa da personagem Elektra Abundance, vivida por Dominique Jackson, que comanda a casa de Abundance, uma das mais tradicionais do universo da série.

1533750790701
A personagem Elektra Abundance, vivida por Dominique Jackson Foto: Divulgação/FX

Como inspiração, Lou Eyrich aponta o documentário Paris is Burning, de 1991, que segue a comunidade LGBTQ+ em diferentes momentos dos anos 1980 em Nova York; além dos visuais de nomes como Diana Ross, Michael Jackson e Madonna, que estava no início da carreira.

“Nunca gastamos mais de 30 dólares em uma peça, porque na vida real, eles também não teriam investido mais do que isso”, conta a figurinista em entrevista ao LA Times. “Também não queríamos fazer os figurinos sofisticados demais, de modo que não parecessem feitos pelas próprias personagens”.

1533750790699
A personagem Angel, interpretada por Indya Moore, é um dos destaques da produção Foto: Divulgação/FX
1533750790634
O estilo característico da década de 1980 domina o figurino da série Foto: Divulgação/FX

Uma das cenas mais icônicas da produção acontece quando os membros da casa de Abundance vestem roupas (literalmente!) da realeza europeia, roubadas de um museu. No dia a dia, os protagonistas também aparecem com peças características da década, como blazers com ombreiras, bermudas de cintura alta e roupas de ginástica em tons neon.

Pose ainda encontra espaço para abordar temas sociopolíticos, como o boomdo vírus HIV, além da pressão social de se adequar a uma estética considerada feminina e da marginalização de transexuais, que experienciavam transfobia dentro da própria comunidade gay.

Assista ao trailer abaixo.

Nasceu Santiago, filho de Ana Claudia Michels e Augusto Arruda Botelho

Ana+Claudia+Michels+Augusto+Arruda+2018+amfAR+5bFC8Rm3enNl
Augusto de Arruda Botelho e Ana Claudia Michels no gala do amfAR 2018, em abril 

Seja bem-vindo Santiago Michels de Arruda Botelho, novo baby de Ana Claudia Michels e Augusto Arruda Botelho. O glamuzinho nasceu nesta quarta-feira, em São Paulo. Casados desde março de 2015, a modelo e o advogado também são pais de Iolanda, de 1 ano e 11 meses.  “Moreno, magro e alto. Acho que parece com a mãe. Estamos todos ótimos e felizes!”, disparou Augusto, que também é pai de Téo, de 7 anos, de seu casamento com Fernanda De Goeye, em comunicado para os amigos.

Você vai participar do Sustainable Fashion Awards?

20818-sustainable-550x310.jpg
Uma premiação de moda sustentável com inscrições abertas!

vitrine de moda online Jak&Jil quer incentivar a moda mais sustentável e, pra isso, criou o prêmio mundial Sustainable Fashion Awards. São elegíveis quaisquer marcas, novas ou com mais anos de estrada, que estejam nesse caminho e já tenham pelo menos um projeto finalizado com pegada social e ecologicamente consciente – pode envolver uma peça ou uma coleção completa. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas até 31/10 nesse site, onde você também encontra mais informações a respeito. E tem prêmio em dinheiro: são US$ 6.000 (cerca de R$ 22 mil), metade pra marca e metade pra uma ONG a escolha da marca. O resultado sai no dia 10/01 do ano que vem! Você vai participar?