French Deal SS20 Backstage!

BACKSTAGEPARISSPRING/SUMMER.

Dê uma olhada na French Deal Spring/Summer 2020 backstage, shot by Louise Reinke durante o Paris Fashion Week Men’s in exclusive for Fucking Young!

Anúncios

Vogue Japão acaba de deixar Kim Kardashian com sua melhor capa da Vogue

by MARK E

Modelo: Kim Kardashian West

A Vogue Japan normalmente é muito boa para nós na frente do modelo, dando regularmente covers a Bella HadidNaomi Campbell and Shalom Harlow. Depois de sua recente estreia solo na capa da American Vogue, Kim Kardashian faz a capa da Vogue Japan em agosto de 2019. Shot by Luigi & Iango and styled by Anna Dello Russo, Kim ostenta uma máscara de Chalayan e jóias da Bulgari na capa atraente.

Os membros de nossos fóruns ficaram bastante satisfeitos com o resultado. “Eu amo isto! Glamoroso. Diferente ”, aprovou.

“Definitivamente, o melhor que ela já viu na Vogue! Completamente apaixonada por isso. É fantástico como alguém finalmente se atreveu a estilizar Kim de uma forma que ela normalmente não faz, é muito refrescante de se ver, ”proclamou aracic.

“Isso é o melhor que ela já pareceu. Anna fez um trabalho fantástico com o estilo ”, elogiou o caio herrero.

“É surpreendentemente bom”, concordou crmsnsnwflks.

“Photoshopeada até a morte e eu não me importo, já que é o melhor que ela já viu em um editorial. E ouso dizer, este é um dos editoriais mais fashion, mais glamourosos e extremos de uma celebridade que eu já vi há algum tempo. Kim acabou de fazer isso! ”Decidamente falado.

A tigerrouge, membro do fórum, também ficou impressionada: “Há algo sobre a cena que me lembra as antigas capas da Vogue. Talvez seja a maneira como as pessoas seguravam as mãos nessas imagens, combinadas com as joias clássicas e o espaço branco limpo.”


Orgulho LGBT+: Marcas lançam produtos para celebrar e apoiar a causa

Edições limitadas de camisetas, tênis, moletom, lingerie e maquiagem trazem as cores do arco-íris
GABRIELA MARÇAL – O ESTADO DE S.PAULO

Amaro
Os profissionais responsáveis pela campanha de divulgação da camiseta são representantes do público LGBTQI+. O fotógrafo é Vini Cavalcanti, a beleza é assinada por Teo Miranda, o set designer é de João Arpi e as modelos são o casal Ana Arantes e Zyom

Para celebrar o mês do orgulho LGBT, diversas marcas estão lançando coleções limitadas.

Peças como camisetas, tênis, moletom, lingerie e maquiagem trazem em destaque as cores do arco-íris.

A maioria dos lançamentos segue um estilo mais esportivo sendo uma boa pedida para quem não quer abrir mão do conforto.

Algumas empresas estão indo além dos produtos especiais e aproveitando para contribuir para a causa. 

A Amaro vai doar 100% dos lucros da camiseta com a mensagem ‘Love Wins’ para a Casa 1 – uma república de acolhimento, centro cultural e clínica social voltada para o público LGBTQI+. Esta instituição também recebe o lucro líquido arrecado com a venda de camisetas temáticas da Starbucks.

A Levi’s está apoiando eventos relacionados ao público LGBTQI+ como a primeira edição do Chama Festival, da Casa Chama – uma associação cultural de cuidados LGBTQIAP+; e o TODXS Conecta, fórum que promove discussões com personalidades da comunidade.

Parte do lucro das vendas da coleção especial de roupa íntima da Calvin Klein foi destinada para a organização não-governamental (ONG) Parada do Orgulho LGBT de São Paulo.

Veja as peças lançadas para celebrar o mês do orgulho LGBT:

Calvin Klein/ Divulgação
O pack Pride de underwear da Calvin Klein tem as cores da bandeira LGBTQ+ e pode ser encontrado em todas as lojas da grife e também no e-commerce.
Foto: Calvin Klein/ Divulgação
Divulgação/ Calvin Klein
Parte do lucro das vendas da coleção especial de roupa íntima da Calvin Klein foi destinada para a organização não-governamental (ONG) Parada do Orgulho LGBT de São Paulo.
Foto: Divulgação/ Calvin Klein
Vini Cavalcanti/ Amaro
A Amaro vai doar 100% dos lucros da camiseta com a mensagem ‘Love Wins’ para a Casa 1 – a instituição funciona como república de acolhimento, centro cultural e clínica social voltada para o público LGBTQI+
Foto: Vini Cavalcanti/ Amaro
Vini Cavalcanti/ Amaro
Camiseta ‘Love Wins’, da Amaro, custa R$ 79,90 no e-commerce da marca.
Foto: Vini Cavalcanti/ Amaro
Divulgação/ Natura
Com o lema “No amor cabem todas as cores”, a marca Natura lançou a Coleção do Amor, da linha Natura Faces. Os produtos de edição limitada têm cartuchos com a bandeira do movimento LGBT+. Foto: Divulgação/ Natura
Divulgação/ Rebook
Em homenagem ao mês do orgulho LGBT, a Reebok estampou seu logo com as cores do arco-íris em camisetas e regatas limitadas que estão à venda exclusivamente no site da marca.
Foto: Divulgação/ Rebook
Divulgação Levi's
A coleção já está disponível no e-commerce especial.
Foto: Divulgação Levi’s
Divulgação/ Levi's
Levi’s Pride 2019 reúne camisetas, calças e jaquetas jeans com reinterpretações do logotipo da grife e o arco-íris. Foto: Divulgação/ Levi’s
Hick Duarte/ Adidas
Os produtos custam entre R$ 99,99 a R$ 549,99 e já estão disponíveis no e-commerce da Adidas. Foto: Hick Duarte/ Adidas
Hick Duarte/ Estadão
A coleção traz peças icônicas da marca – como tênis, moletom, shorts e camisetas – nas cores preto e branco com detalhes com as seis cores vibrantes do arco-íris.
Foto: Hick Duarte/ Estadão
Hick Duarte/ Adidas
Para celebrar o mês do orgulho LGBTQI+, a Adidas Originals lança mais uma coleção Pride Pack e elege Pabllo Vittar para ser a personagem principal de sua campanha.
Foto: Hick Duarte/ Adidas

Duas amigas, uma baguette: Fendi lança nova campanha para bolsa icônica

Modelo clássico da marca italiana ganha novas interpretações e uma campanha especial com Emma Roberts e Amanda Seyfried

Fendi Baguette (Foto: Divulgação)

No mundo do see now buy now, das compras e modas passageiras das redes sociais, são poucos os acessórios que podem reivindicar o adjetivo de atemporal. Vinte e dois anos depois do seu lançamento, a baguette, modelo que se tornou um dos maiores icônicos da Fendi, mantêm seu título de clássico. 

Lançada em 1997, a bolsa, criada por Silvia Venturini (diretora criativa da Fendi)  virou febre depois de aparecer sob os braços de Sarah Jessica Parker, em Sex and The City —  sim , a inspiração para a peça foi a forma como os franceses carregavam o pão. Quem lembra da cena em que Carrie Bradshaw, fashion victim por excelência, é assaltada nas rua de Nova York e diz que a bolsa levada não era apenas uma bolsa, mas uma “baguette”? Com DNA urbano — ela não só virou símbolo do figurino de Carrie mas da mulher que como as personagens de Sex and The City, vivia a revolução sexual das cidades e lentamente se emancipava de antigas convenções sociais.

Relançada e reinterpretada para o presente, a baguette ganhou novos tamanhos, estampas, materiais e alças. Com os novos modelos veio também a campanha #BaguetteFriendsForever, estrelada por Amanda Seyfried e Emma Robert,s que mostra duas amigas na loja Fendi da Madison Avenue, em Nova York. Será que qualquer semelhança com o mood de sororidade e amizade — que perpassa não só Sex and The City mas também nosso momento histórico, em que as mulheres, de novo, estão cobrando mais atitudes feministas da sociedade — é mera coincidência? Ou Dê o play e descubra!