Beauty & Style I Minimalismo em joias de uma nova parceria

carol-juliana-4-590x393

Carol Bassi com earcuff de esferas (R$ 2.600) e anel de esferas (R$1.100) e Giuliana Romanno com piercing esferas (R$ 530), brinco elos (R$ 1.700) e anel elos (R$ 790). 

A parceria entre a designer Carol Bassi e a estilista Giuliana Romanno deu em uma coleção de joias com a cara delas, bem minimalista, inspirada pela arte earquitetura do Rio. São duas linhas desenvolvidas em prata 950 e banhadas emouro amarelo 18K. E algumas peças contam com detalhes em espinélios!

As joias foram apresentadas no desfile de primavera-verão 2016/17 da Giuliana e já estão sendo vendidas no ateliê Carol Bassi Jewelry, na flagship da estilista e no e-commerce Gallerist – seguindo o “see now, buy now“. Confira abaixo as peças! [Lilian Pacce]

Carol Bassi Jewelry: (11) 3151-6673
Gallerist: (11) 3842-0994
Giuliana Romanno:  (11) 3063-1558

giuliana-romannocarol-bassi-jewelry_fotos-flavio-tepermanBracelete (R$2.220) e anel de esferas!

giuliana-romannocarol-bassi-jewelry__fotos-flavio-teperman
Modelo com o brinco de esfera (R$ 530) e o piercing!
carol-juliana-1
O único colar da coleção é o colar elos (R$ 1.430). E aí, gostou da parceria?
Anúncios

A calça clochard será a sua próxima obsessão fashion

calca-1
Hermès (Foto: Imaxtree)

A Semana de Moda de Paris trouxe muitas referências e inspirações para a próxima temporada de moda, incluindo alguns modelos que prometem dominar o street style. A calça clochard foi um deles.
Esse estilo calça, muito confortável e com uma silhueta mais solta no corpo, com cintura alta e uma amarração na região, apareceu com frequência nas passarelas francesas. No desfile da Hermès, a peça foi indispensável para construir looks ultra chiques e com um toque mais despojado.Stella McCartney (Foto: Imaxtree)Stella McCartney (Foto: Imaxtree)
Stella McCartney
também investiu na trend, altamente usável no dia a dia. Para a designer os modelos bastante oversized e com a cintura bem marcada por babados no cós da calça chamaram a atenção e se tornaram uma marca registrada.Isabel Marant (Foto: Imaxtree)Isabel Marant (Foto: Imaxtree)
Na Isabel Marant, o modelo apareceu tanto em versões mais curtas, no estilo cropped, na altura dos tornozelos, quanto mais longas, com barra larga e silhueta confortável. Vale também variar a combinação: saltos altos para um visual mais elegante e rasteiras ou tênis para uma produção relax.

Kanye West demite todo staff depois de desfile-desastre em Nova York

 

 

kanye-west-jonathan-ross-show-tthumb.pngDifícil esquecer o episódio causado por Kanye West durante a última temporada de moda de Nova York. A marca dele, Yeezy, armou uma apresentação ao ar livre na Ilha Roosevelt, com temperaturas beirando os 40 graus e atraso de quase duas horas. O atraso foi tão sério que algumas modelos desmaiaram no backstage por conta do calor e da desidratação. Isso tudo aliado a críticas pesadas da imprensa à coleção. O resultado? Demissão em massa!

Segundo o site “Page Six”, Kanye ordenou que seu agente demitisse 30 pessoas logo depois do fim da apresentação, e jogou fora o próprio celular para que as pessoas só pudessem entrar em contato com ele por e-mail. Para quem viu a cena de perto, Kanye teria tido um colapso nervoso e foi isso que desencadeou o acesso de fúria.

As criticas do desfile foram de “totalmente miserável” a “francamente horrível”, e foi isso que afetou o cantor-estilista. Para amigos, ele ficou muito desapontado e está mais determinado do que nunca a fazer uma apresentação melhor e mais organizada na próxima temporada. Lembrando que o rapper abandonou o show que fazia em Nova York nesta semana depois de saber que sua mulher, Kim Kardashian, havia sido roubada. Que fase…

Kate Middleton ousa com fenda em evento oficial

Kate Middleton ousa com fenda em evento oficial ao lado do Príncipe William e exibe as pernas torneadas – quase mostrando demais em passadas largas. A Duquesa de Cambridge usou vestido azul estampado com botões na frente da Altuzarra (US$ 2.150) para uma visita à Stewards Academy, em Essex. No evento, William ainda ajudou um dos oficiais a se levantar, após ele levar um tombo.

Aplicativo WEAR promete virar a maior febre entre as brasileiras que amam moda

aplicativo-de-moda-wear

Para quem precisa de inspiração, existem inúmeros aplicativos de moda que ajudam – e muito – na hora de criar um look ou aprender como usar a tendência do momento. Completando essa biblioteca hi-tech, foi lançado por aqui um aplicativo que já faz muito sucesso no Japão, o WEAR.

O app, que promete se tornar o braço direito de fashionistas deste lado do globo, conquistou o cenário fashion oriental por ser muito mais do que uma simples rede social para colocar os seus looks. Nele, você pode subir uma foto de uma produção sua, tagear as marcas que está usando e colocar hashtags com as tendências que definem a sua produção. A partir daí, o trabalho é todo do próprio aplicativo: ele organiza os looks pelos mais populares e por tendência, de forma que você pode buscar tanto por uma usuária em particular, quanto por uma trend ou uma marca.

Você pode até mesmo procurar por peças específicas, como ‘top cropped florido H&M’, e descobrir como as pessoas estão usando esse modelo em particular e usar o app como um verdadeiro banco de dados para a próxima vez que você abrir o armário.

Além disso, um dos objetivos do app é ligar as suas usuárias a marcas indies, menos conhecidas, mas que têm um potencial incrível de sucesso no meio online, através de looks do dia e dicas de styling. No fundo, é uma ferramenta completíssima para quem precisa daquele empurrãozinho e dose de inspiração diária. Veja como funciona no vídeo abaixo. [Marcela De Mingo]

‘Passei anos no início da carreira sem falar com ninguém’, diz Karlie Kloss

karlie 1470228155561.jpg

Aos 24 anos, a supermodelo americana Karlie Kloss superou a timidez e se tornou um fenômeno com mais de 5,1 milhões de seguidores no Instagram. Foto: Divulgação

Karlie Kloss é uma ótima produtora de cookies veganos. Ah, sim, ela também é uma supermodelo, dona de contratos milionários com grandes marcas, que tem mais de 5,1 milhões de seguidores no Instagram. Mas em uma manhã recente de verão em Nova York estava mesmo interessada em vender seu peixe. Ou melhor, seus cookies: os Klossies, cujo lucro da venda é destinado a iniciativas de erradicação da fome no mundo. “Eles são saudáveis, sem açúcar nem farinha, além de deliciosos”, dizia, enquanto servia os doces ao pequeno grupo de jornalistas a sua volta. “Com as vendas, já conseguimos doar mais de um milhão de refeições. Tenho muito orgulho desse projeto!”

Definitivamente, Karlie não é uma modelo comum. Não apenas pela carinha de menina, o porte atlético e a altura impressionante até para uma top (ela tem 1,87 metros e parece ainda maior pessoalmente). Mas também pelo que faz longe das lentes das câmeras e das passarelas. Desde o ano passado, comanda o “Kode with Klossy”, em que meninas de 13 a 18 anos têm aulas de programação e aprendem a criar apps em duas semanas. A cada mês, o projeto ainda oferece uma bolsa de estudos em ciências da computação para mulheres na Flatiron School de Nova York, a mesma em que a própria Karlie estuda o tema.

“Antes da minha primeira aula, eu mesma achava a ideia de que dava para construir algo com códigos impossível. Mas depois de algum tempo, eu e meus colegas estávamos programando um pequeno drone”, contou. “Entendi que códigos de computação estão ligados à criatividade, assim como arte e moda, e que mulheres com essa habilidade têm o poder para mudar o futuro.” Aos 24 anos, completados nesta quarta-feira, 3, nascida em Chicago e criada em St. Louis, Karlie cresceu cercada de mulheres: é a segunda de quatro irmãs, filhas de uma artista gráfica e um médico.

Ela atribui à família unida o fato de nunca deixar o sucesso subir à cabeça, ainda que viva cercada por paparazzi e por amigas conhecidas no mundo todo – seu esquadrão de BFFs é formado por Taylor Swift, Gigi Hadid e Cara Delevingne, entre outras. “Imagina chegar em casa com minha mãe e minhas irmãs e ter atitude de estrela? Não dá”, disse, durante entrevista em Nova York para lançar o novo perfume da marca Carolina Herrera, Good Girl, do qual é garota propaganda em uma campanha supersexy. Sobre ser uma boa menina, beleza, carreira e timidez, ela fala a seguir.

A Carolina Herrera foi uma das primeiras grifes para a qual desfilou, certo? O que lembra desse início?
Eu tinha 15 anos, era fevereiro de 2009, minha primeira temporada de desfiles em Nova York. A sra. Herrera me chamou para o casting. Eu estava bem nervosa. Era uma menina e muito tímida. Acho que não falei nada quando a encontrei. Na verdade, acho que passei anos no início da carreira sem falar com ninguém. Eu apenas entrava, colocava a roupa e andava. Mas lembro que senti uma energia incrível com a sra. Herrera. Na prova de roupa, comecei a desfilar e as pessoas da equipe aplaudiram. Não é algo normal nesta indústria. Na noite antes do show, recebi uma ligação do meu agente dizendo que eu abriria e fecharia o desfile. Estava num apartamento que minha mãe havia alugado para a semana e só conseguia chorar. Para uma modelo iniciante, isso é muito importante. Mal conseguia acreditar.

A campanha do perfume fala muito sobre a dualidade da mulher, que traz o bom e o mal dentro de si. Qual lado você prefere?
Acho que a mistura é o que faz as pessoas interessantes. É mais sexy quando uma mulher consegue ser os dois, pois é inesperado. A combinacão nas doses certas faz a diferença. É bom ser inteligente, esperta, ligada… Estar à frente, no comando do próprio jogo. E também conseguir se divertir, sair com as amigas… É uma questão de equilíbrio.
Você tem vontade de investir na carreira de atriz?
Talvez. Eu jamais imaginaria que estaria sentada aqui há alguns anos, então quem sabe o que farei no futuro? Gosto muito de ser parte de uma história, de ajudar a contá-la. É mais fácil estar em frente à câmera contando uma história, ainda que seja sem falar nada. Se bem que não sei se conseguiria decorar um texto! Mas adoro usar a emoção no meu trabalho. Então qualquer oportunidade de explorar esse lado e poder me expressar eu aproveito.
Como no clipe de Bad Blood, da sua amiga Taylor Swift.
Sim! Quem sabe? Atuar está, sim, no meu radar.
Você é considerada uma das mulheres mais bonitas do mundo. É muito vaidosa?
Minha filosofia é fazer o possível para me sentir bem comigo mesma. É preciso ter consciência de que você parece melhor quando está melhor. A beleza vem de dentro para fora.
E quais são seus cuidados?
No meu dia a dia, uso BB cream, corretivo e só. Tento cuidar muito da pele, pois viajo bastante e tenho tido um pouco de acne. Ontem, por exemplo, apliquei uma máscara e hoje, quando acordei, senti que minha pele estava melhor. Acho que é mais manutencão e cuidar bem de si mesma. Faço exercícios que adoro. E adoro experimentar novos produtos. Cresci em uma casa com mais três irmãs, eram quatro meninas sem contar a minha mãe. Sempre vivi cercada de mulheres e produtos de beleza. Até hoje, quando sinto o cheiro do spray Elnett, lembro da minha mãe que o usava. Há algo emocional na forma como lido com os produtos de beleza. Há uma conexão. Certos cheiros me lembram a minha avó, que já faleceu. Acho que beleza está ligada à memória.
Mesmo com tantos seguidores no Instagram, campanhas e eventos glamourosos, de perto você parece muito pé no chão. Como faz para o sucesso não subir à cabeça?
Eu realmente amo o que faço e o que tenho a oportunidade de fazer com meu trabalho. E meu trabalho tem esse lado do glamour. No estúdio, visto o personagem, viro a mulher sexy que faz caras e bocas. Ou então às vezes saio na rua e um paparazzi está me fotografando. Mas nada disso muda a forma como eu sou nem transforma minha essência. E espero que nunca mude. Até porque minha família me mataria! Sou muito próxima a eles. Imagina chegar em casa com minha mãe e minhas irmãs e ter atitude de estrela? Não dá. Giovana Romani –  O Estado De S.Paulo