Gisele Bündchen em dose dupla na Vogue especial Rio

gisele-vogue-novembro-03 (1).jpg
Gisele Bündchen é capa da edição de novembro da Vogue Brasil, que tradicionamente é dedicada ao Rio de Janeiro, e que começa a chegar às bancas nesta sexta-feira (28.10). A top foi fotografada no Belmond Copacabana Palace por Nino Muñoz, com edição de Yasmine Sterea e beleza de Henrique Martins. Na capa colorida, Gisele usa look Chanel. Já na em preto e branco, ela veste Colcci.

Gisele Bündchen (Foto: Vogue Brasil)“Gisele nunca havia estampado a edição do Rio, e lá fomos atrás de uma brecha na agenda da übermodel que permitisse sanar essa ‘falha’.Como sempre ocupadíssima e econômica no tempo que passa longe da família, Gisele só poderia permanecer algumas horas na cidade. Logo, o conceito do editorial e da capa teria de ser prático e eficaz. Nada de perder tempo no trânsito se deslocando de uma locação para outra, nada de troca de maquiagem e afins. O diretor criativo Clayton Carneiro lembrou que Gisele gosta de tocar violão e sugeriu um ensaio em ritmo de bossa nova. Nunca havíamos feito uma capa carioca musical, e a ideia deu samba”, resume a diretora de redação Daniela Falcão, em sua carta da editora.Gisele Bündchen (Foto: Vogue Brasil)Além de protagonizar o editorial, Gisel nos conta por que se engajou na luta contra o desmatamento no País – bandeira que a levou até a Amazônia para participar de uma série do Nat Geo, que estreia por aqui dia 27.11. A entrevista é de Ana Carolina Ralston. “Acho que um dos momentos que mais me chocaram foi ver o desmatamento de cima, onde se podia constatar claramente o lindo tapete verde que a nossa floresta é, e,logo ao lado, cortes geométricos enormes que pareciam não ter fim”, descreve a top.Gisele Bündchen (Foto: Vogue Brasil)Nino Muñoz
Nascido no Chile e radicado em Nova York, Nino Muñoz conheceu Gisele durante uma sessão de fotos quando ele ainda era assistente e ela fazia seus primeiros trabalhos em Nova York. A amizade, que perdura até hoje, vai além da afinidade dentro do estúdio: “Nós dois amamos a natureza e os animais. Também colocamos nossas famílias em primeiro lugar, além de termos muitas irmãs”, contou o fotógrafo,que assina a capa desta edição.

Estreia impactante: LAB de Emicida traz a voz das ruas para passarela do SPFW

LAB

por Juliane Lopes – FFW
Se a moda é o termômetro dos gostos e emoções que gritam nas ruas então Emicida e Fióti estão no caminho certo com a LAB. Num momento em que a palavra “empoderamento” engatilha discussões de inclusão por todos os lados, nada mais acertado. Já começa pelo casting misturando tipos de corpos diversos e com uma verdadeira presença de modelos negros, algo que se espera da moda. Seu Jorge desfilando com uma saia longa plissada. Plateia ovacionando modelos plus size. Presenças na fila A como a de Criolo. O mundo já é outro. O Brasil é outro. E foi hoje em São Paulo, no SPFW, que mais um capítulo da mudança dos tempos foi construído.

Veja destaques do desfile da LAB, de Emicida e Fióti.

1. Transformação!

Entrar no lineup do SPFW é algo literalmente transformador pra LAB, como contou pro FFW o produtor Fióti.  “A gente estar aqui hoje me faz sentir que estamos passando nossa mensagem. Transformação é a palavra. Você pensa que é uma palavra simples, mas não é. Ela é algo interno que traz muitos movimentos”, ele disse no backstage da LAB, antes do desfile começar. Transformação pros irmãos da LAB é poder dar recado de evolução, inclusão, novos protagonismos. “A gente sabe que transformamos os lugares por onde passamos com a nossa música e na moda vai ser assim também. As pessoas nos seguem não pelo que a gente vende, mas pelo que a gente prega”, afirma. A inclusão é o que mais aparece, de cara. Um casting misturado, bem street, pensando em diversos tipos, corpos e cores. “Negro, branco, homem, mulher, gay, gordo, magro, o importante pra gente é a rua, é quem anda por aí de verdade”, contou João Pimenta.

LAB SPFW - N42 Outubro / 2016 foto: Ze Takahashi / FOTOSITE

2. See now, buy now

Desfilou, comprou. Não todas as peças serão vendidas, mas grande parte do desfile já foi feita para ser comercializada. “O Thiago Ferraz achou ótimas soluções no styling pra gente mixar peças conceituais com as que vão ser vendidas imediatamente”, disse João Pimenta. As mais “conceituais” são, por exemplo, os quimonos, que vão ser produzidos em pequena escala. Camisetas, bermudas, tênis e outras fundamentais estarão disponíveis no site da venda online da LAB assim que o desfile terminar.

LAB SPFW - N42 Outubro / 2016 foto: Ze Takahashi / FOTOSITE

3. Africano, mas global 

A inspiração nos tecidos angolanos foi crucial para a criação da coleção, mas ela vem transformada em algo global, mais moderno e menos tradicional. Estampas foram desmembradas em trechos, detalhes pequenos ganharam zoom: a ideia foi fazer uma releitura da tradição, com um gosto contemporâneo.

Lab SPFW - N42 Outubro / 2016 foto: Marcelo Soubhia/ FOTOSITE

4. Origami nos looks 

Uma jogada interessante foi colocar alças por dentro de jaquetas, como se fossem mochilas, para que ficassem penduradas ainda que retiradas. Algo que conta bem o comportamento street, funciona como um moletom amarrado, forma uma espécie de origami, dobradura que fica ainda em contato com o corpo. A ideia foi desenvolvida com o stylist Thiago Ferraz.

lab_2

See now, buy now: o guia de compras do SPFW N42

see now.jpg
See now, buy now: guia de compras do SPFW N42 (Foto: Marcelo Salvador)

Começou neste domingo (23.10) o SPFW N42, segunda edição sem temporada da semana de moda paulistana. O evento que acontece até a próxima sexta-feira (28.10) tem como proposta ser a primeira fashion week inteiramente dedicada ao formato “see now, buy now”, mas, como é de praxe com todo período de adaptação, a transição imediata da passarela para as araras ainda não foi totalmente homogeneizada.

Para facilitar a vida dos afoitos fashionistas, compilamos a seguir as datas em que as coleções apresentadas durante os próximos dias irão desembarcar nas araras físicas e virtuais das grifes. Tome nota e boas compras!

Animale
As peças do desfile que celebrou os 25 anos da Animale e também deu start ao SPFWN42 neste domingo (23.10) estarão nas araras da loja conceito da marca na rua Oscar Freire a partir de segunda-feira (24.10).

Patrícia Viera
A estilista levou sua expertise no trabalho com o couro para a open boot de salto grosso criada em colaboração com a Arezzo. Em cinco cores diferentes (cinza, pink, azul, preto e branco), a peça do desfile de Resort 2017 da estilista estará à venda em edição limitadíssima – são apenas 30 unidades no total – no dia seguinte ao desfile na flagship da marca de acessórios, no shopping Iguatemi, na terça-feira (25.10).

Lilly Sarti
Após aderir ao see now, buy now em seu desfile, a Lilly Sarti deu mais um passo na execução do formato ao anunciar o lançamento do e-commerce da marca para a mesma data: logo após a apresentação da coleção Resort 2017 na semana de moda paulistana, os looks que tiverem riscado a passarela da grife estarão imediatamente disponíveis nas novas prateleiras virtuais. Bônus: também estarão à venda, em esquema de pre-order, as peças do inverno 2017 que serão apresentadas como um preview no mesmo desfile. No dia seguinte, as peças do Resort estarão à venda nas lojas físicas da label no Jardins e no shopping JK Iguatemi.

Água de Coco
O beachwear que riscar a passarela na quarta-feira (26.10) só irá chegar às araras físicas e virtuais da grife no dia 15.11.

Osklen
Oskar Metsavaht fecha a quarta-feira (26.10) de desfiles na sala Ibirapuera, no entanto as peças da sua Osklen só irão desembarcar nas lojas da marca em meados de dezembro.

Cotton Project
Outra grife que irá exigir certa dose de paciência dos clientes mais ansiosos é a Cotton Project, que também pretende colocar à venda a coleção apresentada apenas a tempo do Natal.

Just Kids
o início da carreira de ambas, Juliana Jabour e Karen Fuke trabalharam por dois anos juntas na Triton. Agora, fazem dobradinha novamente com a JK (Just Kids), grife que estreia nesta edição do São Paulo Fashion Week em um formato diferente do tradicional desfile. As peças estarão à venda logo após a apresentação em edição limitada na Cartel 011. Juliana segue com sua marca própria, que não participa deste SPFW.

Memo
Depois do sucesso da coleção-cápsula de estreia no ano passado, Lolita Hannud assina pela segunda vez uma linha para a Memo, de Patricia Birman. A parceria tem 40 peças (a partir de R$ 140), entre leggings, tops, bodies e calças flare que fazem bonito também no pós-gym. Tudo estará à venda na primeira semana de dezembro na loja e e-commerce da Memo, multimarcas e também no OQVestir.

Vix
A grife de beachwear já coloca suas peças imediatamente à venda pós-desfile, que acontece na própria loja da grife. Tudo que cruzar a passarela estará nas araras!

SPFW começa numa época de lojas vazias e vendas fracas

SPFW PAULO BORGESO criador e diretor do SPFW, Paulo Borges: novas rumos
Principal evento de moda do Brasil tenta se adaptar à crise repetindo a estratégia do “see now, buy now” (veja agora, compre agora)

Em uma volta rápida pelos shoppings da cidade é possível constatar um fato perturbador para a moda: as lojas estão vazias, as vendas andam fracas. Com a economia meio parada, os estilistas, as marcas e os organizadores da indústria fashion precisam se movimentar e se transformar. É exatamente esse o espírito da próxima São Paulo Fashion Week, que começa hoje à noite com o desfile da Animale e vai até a próxima sexta-feira, 28. Não à toa, o tema da temporada é “Trans”, o evento fala de mobilidade, trânsito, transferência e ocupação.

“Estamos repensando o formato dos desfiles, do modelo de vendas e queremos levar a moda além dos portões do Ibirapuera”, diz Paulo Borges, o idealizador e diretor artístico da SPFW. A partir desta edição, boa parte das coleções estará à venda logo após os desfiles.

O fenômeno chamado “see now, buy now” (veja agora, compre agora) foi testado na última temporada em pequenas linhas e agora realmente será posto em prática pela maioria das grifes. Com o fast fashion e a divulgação em massa dos hits das passarelas nas redes sociais, as marcas não veem mais sentido em criar o desejo no consumidor e esperar seis meses para saciá-lo, como acontecia até aqui.

Por outro lado, em um movimento mais “slow”, pequenas marcas e ateliês ganham força, com peças exclusivas e customizadas. Alexandre Herchcovitch, um dos nomes mais famosos da moda nacional, é exemplo disso. Em um intenso processo de reinvenção depois de deixar o comando de sua própria marca, que pertence ao grupo In Brands, ele assumiu o cargo de estilista da À La Garçonne, loja de seu companheiro Fábio Souza, há seis meses.

Apostou na reutilização de materiais antigos e recriou peças vintage, seguindo a direção criativa de Fábio. Na última coleção, colocou 45 looks na passarela, trazendo jaquetas de couro pintadas a mão, clássicos do streetwear como moletons, camisetas e tênis. Agora, fará evoluções sobre as mesmas peças, de forma mais sofisticada, trazendo um número maior de vestidos de festa e uma coleção masculina de alfaiataria. “O próprio garimpo dá ideias para a criação e a cartela de cores.”

Para contornar a falta de investimento, o estilista buscou parcerias diferentes. Em vez de pedir patrocínio em dinheiro, negociou o desenvolvimento dos produtos. Foi atrás do know how de marcas grandes e propôs que confeccionassem suas peças. Fechou com a Hering, a camisaria Colombo, a Converse, o joalheiro Hector Albertazzi, entre outros. “É como começar de novo, só que com 25 anos de experiência. Tenho feito um exercício criativo violento, mas estou bem feliz”, diz ele.

Com este mesmo modelo de ateliê, que transforma peças de street style em alta moda, faz sua estreia na SPFW a marca LAB, do rapper Emicida. A semana traz também novas parcerias criativas. As estilistas Juliana Jabour e Karen Fuke juntaram forças e lançaram a Just Kids, enquanto Patricia Bonaldi reuniu os estilistas Luiz Cláudio e Lucas Magalhães, de seu grupo Nohda, em um só desfile. Outra mudança da temporada é o modelo de lançamento seguindo as estações do ano. Como as peças estão sendo colocadas nas vitrines semanalmente pelas grandes marcas, o evento decidiu abandonar a nomenclatura verão/inverno.

A grife de beachwear Água de Coco, por exemplo, desfilou peças para a estação mais quente do ano na última edição, em abril, e agora vai se apresentar novamente – até 2015, a moda praia era desfilada apenas no verão.

Acostumada a investir em tops, a grife leva para a passarela um time de primeira: Isabeli Fontana, Fernanda Tavares, Carol Ribeiro, Carol Trentini e Emanuela de Paula. “Elas trazem visibilidade ao evento. Pena que nem todas as marcas consigam pagar os altos cachês que cobram”, diz Paulo Borges.

Maria Rita Alonso e Isabela Serafim,
Especial para o Estado

Lais Ribeiro arrasa quarteirões em novas fotos de lingerie

lais-ribeiro-33 (1).jpg

top brasileira Lais Ribeiro volta a tirar o fôlego da ala masculina em novo ensaio de lingerie divulgado neste sábado  (22.10) pela gigante de underwear norte-americana Victoria’s Secret.Lais Ribeiro (Foto: Reprodução)Na nova safra de imagens, a angel piauiense surge deslumbrante e com as derrapantes curvas em evidência a bordo de peças que deixam muito, mas muito pouco à imaginação – se você duvida da afirmação anterior ou da boa forma da brasileira, tire a teima de vez na foto do look violeta.Lais Ribeiro (Foto: Reprodução)Lais Ribeiro mostra suas curvas em campanha de lingerie da Victoria’s Secret (Foto: Reprodução)

 

Sahara Ray posta no Instagram momento íntimo com Ireland Baldwin: “Te amo”

foto (2).jpg

A modelo Sahara Ray, que vem sendo apontada como novo affair de Justin Bieber, publicou em sua conta no Instagram uma foto em que aparece em um momento íntimo com Ireland, filha de Alec Baldwin e Kim Basinger.

A imagem com a legenda “Te amo” mostra as duas jovens abraçadas em um ambiente com pouca luz. Sahara aparece beijando o rosto da amiga enquanto Ireland segura seu pescoço.
A foto já foi curtida mais de 18 mil vezes e recebeu 77 comentários, boa parte deles parabenizando a modelo por sua amizade.

Curiosamente, Ireland é prima de Hailey Baldwin, outra modelo que se envolveu com Bieber. Vale lembrar também que a filha de Alec Baldwin e Kim Basinger já namorou uma menina. A rapper Angel Haze foi sua companheira durante 10 meses.

Confira outras imagens publicadas por Sahara Ray:

Grifes nacionais redescobrem o Brasil com coleções temáticas no verão 2017

in-vogue-redescubra-o-brasil-1.jpg
1. A. Brand 2. Dolce & Gabbana R$ 4.900 3. Água de Coco 4. Priya R$ 11.900 5. Gucci R$ 14.020 (Foto: Patrick Demarchelier/Condé Nast Archive, Agência Fotosite, Charles Naseh, Getty Images, Imaxtree e Divulgação)

Asúltimas coleções das grifes nacionais mergulharam de cabeça no nosso DNA, seja em ricas texturas rústicas tingidas de tons de areia que fazem referência ao sertão ou em um tropicalismoprotagonizado por cores vibrantes e estampas de folhagens, aplicadas sobre modelagens fluidas.

1. A.Brand 2. Osklen 3. Água de coco 4. Isla R$ 645 5. A. Brand (Foto: Patrick Demarchelier/Condé Nast Archive, Agência Fotosite, Charles Naseh, Getty Images, Imaxtree e Divulgação)1. A.Brand 2. Osklen 3. Água de Coco 4. Isla R$ 645 5. A. Brand (Foto: Patrick Demarchelier/Condé Nast Archive, Agência Fotosite, Charles Naseh, Getty Images, Imaxtree e Divulgação)

Parte do primeiro time, Paula Raia e UMA apostaram na cartela areia terrosa para compor um visual ultra chique para a troca de estaçã; no segundo grupo, marcas como A.Brand, Osklen e Água de Coco ditaram o tom tropical da vez – sem exageros e com pegada cool.

Inspire-se – e escolha seu time! – ao longo da página. Vivian Sotocórno

1. Ca&Lou € 225 2. Schutz R$ 380 3. Arezzo R$ 559 4. UMA 5. Água de coco (Foto: Patrick Demarchelier/Condé Nast Archive, Agência Fotosite, Charles Naseh, Getty Images, Imaxtree e Divulgação)1. Ca&Lou € 225 2. Schutz R$ 380 3. Arezzo R$ 559 4. UMA 5. Água de Coco (Foto: Patrick Demarchelier/Condé Nast Archive, Agência Fotosite, Charles Naseh, Getty Images, Imaxtree e Divulgação)
1. Uma Raquel Davidowicz 2. Osklen 3 e 4. Paula Raia (Foto: Patrick Demarchelier/Condé Nast Archive, Agência Fotosite, Charles Naseh, Getty Images, Imaxtree e Divulgação)1. Uma Raquel Davidowicz 2. Osklen 3 e 4. Paula Raia (Foto: Patrick Demarchelier/Condé Nast Archive, Agência Fotosite, Charles Naseh, Getty Images, Imaxtree e Divulgação)

Making of: Zendaya, Cameron Dallas e mais millennials estrelam campanha da Dolce & Gabbana

zendaya_coleman_in_capri_for_dolcegabbana_summer_2017_adv_campaign_6
Making of Dolce & Gabbana (Foto: Divulgação)

As ruas de Capri fervem na tarde desta sexta-feira (21.10) graças à Dolce&Gabbana, que fotografa sua campanha de verão 2017 na cidade italiana.
No time de modelos, um time de millenials fresh e cheio de vida que foi escolhido a dedo por Stefano Gabbana e Domenico Dolce. Zendaya, Cameron Dallas, Presley Gerber, Gabriel Kane Day Lewis, Thylane Blondeau, Sonia Ben Ammar e Luka Sabbat são os nomes que estrelam o shooting da grife.
Enquanto a campanha não sai do forno, o site da Vogue mostra com exclusividade as fotos de making of. Dê um giro pelos bastidores com os cliques ao longo desta página!

Kendall Jenner fala sobre nudez e começo de carreira: “a Gisele era o meu ídolo”

kendall-jenner-0
Kendall Jenner (Foto: Reprodução/Instagram)

Capa e recheio da edição de novembro da revista W, Kendall Jenner falou um pouco sobre o começo de sua carreira e sua relação com o corpo. “Quando eu tinha dez anos, comecei a achar que modelos eram as pessoas mais legais do mundo. Minha modelo favorita era a Gisele [Bündchen], ela era o meu ídolo”, declarou a top.

Kendall Jenner em seu primeiro grande desfile (Foto: Getty Images)Kendall Jenner em seu primeiro grande desfile (Foto: Getty Images)

Seu primeiro grande desfile foi para o estilista Marc Jacobs, que a colocou na passarela usando um suéter transparente sem sutiã por baixo. Ao invés de se sentir intimidade, Kendall amou a ideia.
“Eu estava preocupada em cair, tropeçar, mas muito animada em deixar meus seios à mostra”, dispara a garota. “Sou estranha. Eu adoro deixar meus mamilos à mostra. É uma das minhas marcas registradas”.