Marie Fredriksson, vocalista do Roxette, morre aos 61 anos

A cantora sueca enfrentava câncer desde 2002; ela é dona de hits como ‘The Look’ e ‘It Must Have Been Love’
AFP, O Estado de S. Paulo

A cantora sueca Marie Fredriksson, do duo Roxette Foto: Photo by Patrik STOLLARZ / AFP)

A cantora Marie Fredriksson, do duo Roxette, morreu na segunda-feira, aos 61 anos, anunciou sua agência nesta terça. A musicista sueca enfrentava um câncer no cérebro desde 2002. “É com grande tristeza que devemos anunciar que Marie Fredriksson, do grupo Roxette, morreu na manhã de 9 de dezembro, depois de 17 anos de luta contra o câncer”, disse Dimberg Jernberg Management em comunicado.

Na época, ela foi diagnosticada com um tumor após sofrer um desmaio. Ao lado do parceiro Per Gessle, o duo começaria uma turnê no ano seguinte.Em remissão, saiu em turnê e voltou aos estúdios em 2010,  mas seis anos depois seus médicos a aconselharam a descansar.

A banda Roxette, formada em 1986 pelo guitarrista Per Gessle e pela cantora Marie Fredriksson, vendeu quase 80 milhões de álbuns em todo o mundo e acumulou hits, incluindo The LookListen To Your Heart ou It Must Have Been Love.

“Você era uma música formidável, uma cantora excepcional, uma artista imensa. Obrigado por adicionar cores maravilhosas às minhas músicas em preto e branco”, reagiu Per Gessle.

Processo

Enquanto tratava o tumor, a cantora teve de enfrentar um processo de plágio. O compositor compositor sueco Stephan Malmstedt, entrou com umprocesso em Londres contra o grupo por ter supostamente roubado uma de suas canções, dado prejuízo a ele e causado “sete anos de trauma emocional”.

Ele acusou Per Gessle, do Roxette, de ter copiado sua canção Jenny and I no hit Sleeping in My Car, de 1993. Disse que mandou uma cópia da canção original paraa gravadora da banda, a EMI, em 1991.

Billie Eilish lança clipe polêmico com cigarros apagados no rosto

Vídeo é para a faixa “Xanny”

Nesta quinta-feira (05), Billie Eilish – a popstar-sensação da geração Z – lançou o clipe para a faixa Xanny, de seu primeiro álbum, When We All Fall Asleep, Where Do We Go?, de 2019.

Em sintonia com a letra pesada, em que fala sobre vícios dos jovens em antidepressivos, drogas, álcool e nicotina, a cantora surge com aparência entorpecida enquanto mãos anônimas apagam cigarros em seu rosto. 

Apple Music Awards premia Billie Eilish, Lizzo e Lil Nas X na sua 1ª edição

O que os artistas Billie EilishLizzo e Lil Nas X têm em comum? Além de grandes hits, eles são agora os primeiros vencedores do Apple Music Awards, uma nova premiação musical oferecida pela Maçã.

O Apple Music Awards possui cinco categorias: Artista do AnoArtista Revelação do AnoCompositor do AnoMelhor Álbum do Ano e Música do Ano. Os vencedores das três primeiras são selecionados pela equipe editorial do Apple Music, que filtram os artistas “verdadeiramente apaixonados pelo seu ofício”.

Enquanto isso, os vencedores das duas últimas categorias são definidos a partir de dados de streaming e refletem o que os usuários do Apple Music ouviram (repetidamente) em 2019.

Confira todos os vencedores do Apple Music Awards deste ano:

A Apple, é claro, não faria uma premiação sem um… prêmio (e que fosse à altura do design e da qualidade dos seus produtos).

Prêmio do Apple Music Awards

Sendo assim, o Apple Music Award propriamente dito é feito de um disco de silício, produzido a partir do mesmo processo que dá origem aos microprocessadores dos iPhones e iPads. Essa peça é envolta por duas partes de um vidro polido e inserida num corpo de alumínio usinado e anodizado.

A Maçã celebrará a primeira edição do Apple Music Awards com uma performance exclusiva de Billie Eilish no Steve Jobs Theater, no Apple Park. O evento será transmitido ao vivo em todo o mundo amanhã (4/12), às 23h30 (pelo horário de Brasília), através do site da Apple (e provavelmente também via Apple TVs).

Eis o que a empresa diz sobre a novidade:

Os melhores e mais ousados músicos de 2019 merecem uma homenagem tão inovadora e criativa quanto eles: apresentamos a todos o Apple Music Award. Construído a partir das mesmas peças de silício moldadas à laser que alimentam os microprocessadores da Apple, esta premiação representa um agradecimento exclusivo aos artistas e suas criações, que geraram novas tendências e conquistaram o público o ano todo. Parabéns ao primeiro grupo de vencedores nas cinco categorias: a adolescente prodígio e seu indispensável colaborador que usaram a ansiedade como inspiração para o álbum se tornar um fenômeno global; uma estrela de rap e soul que redefiniu os termos e a imagem do estrelato pop; além do vídeo caseiro que se tornou uma sensação viral na internet e nada menos que um dos maiores singles de todos os tempos. Confira os primeiros vencedores do Apple Music Award, explore suas músicas e histórias e volte em 4 de dezembro às 23h30 (horário de Brasília) para uma apresentação ao vivo direto do Steve Jobs Theater, na Califórnia, com o nosso Artista do Ano.

A empresa informa que o acervo do Apple Music é composto hoje por mais de 60 milhões de faixas. [MacMagazine]

Barbara Fialho – True Love Baby (Official Lyric Video) ft. Stephen Marley

Barbara Fialho’s Official Lyric Video for ‘True Love Baby’.

Realização: Easy Booze
Produção musical: Duani Martins
Videomaker: Guilherme Nunes
Edição e Finalização: Vitor Chuo
Produção Executiva: Gustavo Sabó
Estudio Boop
Beleza: Renato Oliveira
Vestidos: Caroline Carvalho
Estilo: Raphael Mendonca

AccessMidia – Boutique M Unique – Cross Networking

Goo Hara, cantora de K-pop, deixou bilhete ‘pessimista’ antes da morte, diz polícia

Cantora de 28 anos foi encontrada em sua casa no sul de Seul, na Coreia do Sul.
Por Reuters

Cantora e atriz de K-pop Goo Hara morreu aos 28 anos

Goo Hara deixou um bilhete “pessimista”, disse a polícia nesta segunda-feira, um dia depois de a ex-integrante da Kara, a principal banda feminina de K-Pop da Coreia do Sul, ser encontrada morta.

“Um bilhete manuscrito pessimista a respeito de sua vida foi encontrado em uma mesa da sala de estar”, disse Lee Yong-pyo, comissário da Agência de Polícia Metropolitana de Seul, a repórteres.

Fãs de luto foram à casa funerária de Koo nesta segunda-feira, e suas colegas cancelaram os compromissos e transmitiram suas condolências.

Goo, de 28 anos, foi encontrada em sua casa no sul de Seul perto das 18h de domingo. Mais conhecida como Hara em outras partes da Ásia, Goo se queixou do assédio na internet.

Em junho, um mês depois de ser encontrada inconsciente em casa e hospitalizada, ela disse nas redes sociais que estava sendo difícil combater a depressão e prometeu reagir com severidade a comentários maldosos na internet.

“É muito triste que ela tenha tido que sofrer com comentários odiosos e desumanos sendo tão jovem só porque era uma celebridade”, disse Kim Nam-gun, estudante de 20 anos, à agência Reuters. Ela estava entre as cerca de 20 fãs que foram à casa funerária.

Koo estreou com a girl band de cinco integrantes Kara em 2008. Elas ajudaram a impulsionar a onda global de K-pop, angariando muitos seguidores no Japão, na China e em outros países.

Após o final de seu acordo com uma agência sul-coreana de representação, Koo se lançou em carreira solo no Japão, onde fez uma apresentação neste mês.

Sulli, outra estrela do K-pop, ex-integrante da banda feminina f(x) e amiga íntima de Koo, foi encontrada morta em sua casa em outubro. Sulli, de 25 anos, cujo nome verdadeiro era Choi Jin-ri, também havia se queixado do assédio cibernético.