Lady Gaga cantará hino dos Estados Unidos na posse de Joe Biden, diz The Hollywood Reporter

Lady Gaga cantará o hino nacional na inauguração de Harris Biden

A cantora Lady Gaga cantará o hino nacional dos Estados Unidos, “The Star-Sprangled Banner”, durante a cerimônia de posse do presidente Joe Biden e da vice-presidente Kamala Harris no próximo dia 20 de janeiro, segundo a The Hollywood Reporter.

Ela já cantou a música durante a abertura do Super Bowl 50 em 2016.

Além dela, Jennifer Lopez também aprticipará do evento, que contará ainda com as presenças de Jon Bon Jovi, Justin Timberlake, Demi Lovato, Ant Clemons.

Gaga também participou ativamente da campanha de Biden para a presidência, pedindo que seus fãs votassem no candidato. 

Katy Perry fará especial musical para os 25 anos de Pokémon

Katy Perry | CREDIT: CHRISTINE HAHN

Katy Perry e Pikachu irão unir forças. A cantora irá realizar um especial musical em comemoração aos 25 anos da franquia Pokémon, de acordo com informações da revista People.

Os detalhes ainda são mantidos em sigilo, mas serão realizas ativações comemorativas ao redor do mundo neste ano.

Eu amo ser parte de qualquer coisa que seja brincalhona e tenha histórias boas, com boas mensagens para compartilhar com o mundo. Agora, tendo uma milha, eu entendo que é importante brincar. Isso é uma expressão de quem eu sou“, afirmou Katy à revista.

Ela também afirma que se indetifica com o Pikachu: “Eu sou muito grudada ao herói. Sei que têm outros no jogo, mas eu sempre achei o Pikau muito fofo“.

Pokémon é uma franquia de games da Nintendo que já virou uma série de produtos de sucesso, entre eles um seriado e vários filmes.

Lana Del Rey – Chemtrails Over The Country Club (Official Video)

Lana Del Rey – Chemtrails Over The Country Club
The New Album ‘Chemtrails Over The Country Club’ – Out March 19th
Music video by Lana Del Rey performing Chemtrails Over The Country Club. © 2021 Lana Del Rey, under exclusive licence to Universal Music Operations Limited

Virgil Abloh drops “Delicate Limbs” featuring serpentwithfeet

Não é segredo! O diretor criativo da Off-White e da Louis Vuitton, Virgil Abloh, sempre fez parte da cena musical por pelo menos duas décadas. Enquanto trabalhava com alguns músicos renomados, como Kayne West, Kid Cudi, A $ AP Rocky e Jay-Z, Abloh seduziu esse cenário do hip-hop estreando como DJ no final dos anos 90.

A música sempre fez parte de sua visão artística na moda e, junto com o músico experimental soul-R’n’B serpentwithfeet, eles lançaram “Delicate Limbs” e o impressionante vídeo é dirigido por Kordae Jatafa Henry. Para Abloh, esta colaboração segue seu remix de “Solid Ground” de Michael Kiwanuka, que ganhou o prestigioso Mercury Award 2020.

Sucesso de ‘Bridgerton’ alavanca trilha sonora da série no Spotify

Regé-Jean Page e Phoebe Dynevor como Simon e Daphne, protagonistas de ‘Bridgerton’
Imagem: LIAM DANIEL/NETFLIX

O sucesso de “Bridgerton” — nova série da Netflix que já é a 4ª maior da plataforma — já chegou nas plataformas de streaming. Os fãs gostaram tanto da produção que correram atrás de saber quem teria feito as versões instrumentais de sucessos do pop que embalam a série e chegaram no Vitamin String Quartet.

De acordo com o Spotify, os números do grupo tiveram um salto de 170% globalmente do lançamento de “Bidgerton”, em 25 de dezembro, até o dia 4 de janeiro. Nos Estados Unidos, os streams cresceram 110%.

É o Vitamin String Quartet que está por trás das versões de “thank u, next”, da Ariana Grande, e “Girls Like You”, do Maroon 5 — pontos altos da trilha sonora da série. [Splash]


O Spotify ainda informou que foram criadas mais de 5,8 mil playlists com “Bridgerton” no título por usuários da plataforma de todo o mundo. Versões de “In My Blood”, “bad guy” e “Blinding Lights” — além das originais “Simon and Ladu Danbury” e “The Latest Whistledown” — também compõem a lista de músicas mais incluídas nas playlists dos fãs da série.

Cerimônia do Grammy é adiada para 14 de março

Os organizadores disseram que a cerimônia de entrega dos prêmios da indústria musical foi remarcada após conversas com especialistas em saúde e músicos
Jill Serjeant, Reuters

Grammy Awards remarcado para 14 de março

LOS ANGELES – A cerimônia do Grammy Awards, que aconteceria em 31 de janeiro, foi remarcada para 14 de março devido ao aumento do surto de coronavírus em Los Angeles, disseram os organizadores na terça-feira.

A nova data, anunciada pela Recording Academy e pela emissora CBS em um comunicado conjunto, coincide com a cerimônia de premiação do Screen Actors Guild (SAG) para cinema e televisão.

Os organizadores disseram que a cerimônia de entrega dos prêmios da indústria musical foi adiada após conversas com especialistas em saúde e músicos.

“Depois de conversas meticulosas com especialistas em saúde, nosso anfitrião e artistas programados para comparecer, estamos reagendando a 63ª edição do GRAMMY Awards® para ser transmitido no domingo, 14 de março de 2021”, informou o comunicado.

“A deterioração da situação da covid em Los Angeles, com os serviços hospitalares sobrecarregados, as UTIs atingindo sua capacidade máxima e as novas orientações dos governos estaduais e locais, tudo nos levou a concluir que adiar nosso show era a coisa certa a fazer”, acrescentou.

O sindicato SAG-AFTRA, que representa atores, jornalistas e personalidades, disse estar “extremamente decepcionado” com a data conflitante, que anunciou em julho passado.

A cidade de Los Angeles passa por uma alta no número de mortes e internações pelo coronavírus. Academias, salões de beleza e restaurantes estão fechados e moradores receberam orientações para ficar em casa o máximo possível.

Harry Styles dança com Phoebe Waller-Bridge em “Treat People with Kindness”

Harry Styles já começou 2021 com tudo. Logo no primeiro dia do ano, o cantor pop lançou o clipe de “Treat People With Kindness”, faixa de seu álbum mais recente, Fine Line. Em preto-e-branco, o vídeo é repleto de glamour retrô e conta ainda com a presença de Phoebe Waller-Bridge, atriz e criadora de Fleabag.

No Instagram, o estilista Harry Lambert ainda divulgou uma foto colorida de Styles com Waller-Bridge; veja:

Por causa da pandemia de coronavírus, Harry Styles adiou os shows que faria no Brasil em outubro, e ainda não revelou novas datas para as apresentações.

Beyoncé doa 500 mil dólares para abater dívidas hipotecárias de americanos

Estrela fez a doação por meio de sua fundação, BeyGood: ‘Muitas famílias foram afetadas pela pandemia’, diz nota da organização

Estrela é estrela. A cantora Beyoncé está doando, por meio de sua fundação BeyGood, 500 mil dólares para famílias que estão ameaçadas de perderem suas casas. “Muitas famílias foram afetadas pela pandemia. Beyoncé está doando subsídios no valor de cinco mil dólares para indivíduos e famílias que enfrentam execuções hipotecárias ou despejos”, diz parte da nota divulgada pela organização. É possível se inscrever até o dia 7 de janeiro e serão contempladas cem famílias.

Em abril, a cantora doou 6 milhões de dólares para combater a pandemia da Covid-19. O dinheiro foi destinado a instituições dos Estados Unidos voltadas à saúde mental e também ao fornecimento de produtos de necessidades básicas. 

Diretor Peter Jackson divulga prévia de documentário sobre os Beatles

O filme se concentra na banda durante a gravação de seu último álbum ‘Let It Be’

Os quatro integrantes dos Beatles: Paul McCartney, Ringo Starr, John Lennon e George Harrison (Foto: Getty Images)

Peter Jackson, diretor por trás de ‘O Senhor dos Anéis’, acaba de dar aos fãs um pequeno vislumbre de como será seu próximo documentário, ‘The Beatles: Get Back’. Jackson disse que o filme foi feito a partir de 56 horas de filmagens nunca antes vistas do Fab Four.

Postado na manhã de segunda-feira na conta oficial do Twitter de Paul McCartney, o trecho começa com uma introdução do diretor vencedor do Oscar. Jackon começa admitindo que a pandemia adiou os planos de pós-produção e lançamento do filme que se concentra na banda durante a gravação de seu último álbum ‘Let It Be’. “Esse filme deveria ser concluído por volta de agora, mas como o resto do mundo, ele foi afetado pela pandemia. A única coisa boa realmente, é que estamos editando o filme na Nova Zelândia, agora que nosso país eliminou amplamente o vírus, podemos voltar para a sala de edição e continuar com a edição que estamos fazendo. Então, aqui estamos, temos 56 horas de filmagens dos Beatles nunca antes vistas, e é um material realmente ótimo”, ele disse.

E acrescentou: “Eu diria que estamos na metade da edição agora, mas como vocês foram tão pacientes e o filme foi adiado até 2021, achamos que seria um bom momento para dar uma pequena amostra do que temos trabalhado e o tipo de vibração e energia que o filme terá”. Jackon disse que o clipe não era um trailer, mas uma montagem para dar uma ideia do “espírito” do filme.

O documentário conta com material originalmente filmado por Michael Lindsay-Hogg enquanto a banda estava gravando o álbum ‘Let It Be’, de 1970, o álbum que tinha o título provisório de ‘Get Back’. O filme ‘Let It Be’, de Lindsay-Hogg, foi rodado em 1969, mas não foi lançado até 1970, depois que os Beatles oficialmente se separaram. Jackson disse anteriormente que trabalhou no filme com a ajuda de Paul McCartney, Ringo Starr, Yoko Ono Lennon e Olivia Harrison.

Um dos últimos lançamentos do diretor foi o documentário da Primeira Guerra Mundial aclamado pela crítica, ‘They Shall Never Grow Old’. O filme ‘The Beatles: Get Back’ será lançado em 27 de agosto de 2021.