Westworld | Evan Rachel Wood diz que Dolores estará completamente diferente em novo ano

westA atriz Evan Rachel Wood, que vive a anfitriã Dolores em Westworld, disse que as mudanças significativas na personagem visualizadas no final da primeira temporada serão potencializadas no novo ano da série. Em entrevista à Entertainment Weekly, Wood disse estar ansiosa para as pessoas verem a transformação.

Estou muito curiosa para ver a versão liberta dela, da qual tivemos um vislumbre no episódio final. Naqueles segundos finais, acho que estávamos vendo um lado muito diferente dela, completamente livre da sua coleira, então acho que ela não será a mesma pessoa. Será sua própria versão evoluída.”

Dolores foi uma das personagens que mais passou por episódios dramáticos no primeiro ano da série e o final da temporada revelou que o passado dela é repleto de mortes e de conflitos de personalidade.

Com Louis Herthum, Talulah Riley e Rodrigo Santoro confirmados para retornar, a segunda temporada de Westworld é esperada para algum ponto de 2018 na HBO, que também transmite a série no Brasil.

Anúncios

Série Dear White People, adaptação de filme homônimo, ganha trailer completo

O primeiro trailer completo da adaptação da Netflix para a comédia independente Dear White People (Querida Gente Branca, no Brasil), de Justin Simien, foi divulgado na última quinta, 13. A série chega ao serviço de streaming no próximo dia 28 de abril.

Ambientada em uma universidade da liga norte-americana Ivy League, a produção retrata um grupo de estudantes negros dispostos a enfrentar o preconceito no campus. Samantha White, interpretada por Logan Browning, é uma estudante negra e a apresentadora de um programa de rádio subversivo da faculdade, chamado Dear White People.

A série traz diversos novos atores interpretando os personagens de Simien, ainda que Brandon P. Bell retorne ao papel do filme correspondente, como Troy Fairbanks, um estudante de política em campanha para se tornar o primeiro negro a presidir a escola. Simien também participa da adaptação, roteirizando e dirigindo alguns episódios de Dear White People, que foi chamada de “anti-branca” por membros da alt-right (direita alternativa) norte-americana. Rolling Stone EUA

Jessica Jones | Descrições de quatro novos personagens da segunda temporada são reveladas

jessica-jones.jpgQuatro descrições de personagens foram somadas ao elenco da segunda temporada de Jessica Jones, série da Marvel na Netflix. De acordo com o MCU Exchange, os nomes da lista podem não ser os nomes reais dos personagens, mas geralmente possuem a primeira letra em comum com os verdadeiros. Confira a lista:

Dr. Kirby: 60 anos, homem, etnia em aberto, cientista, livre-pensador. 

Presley: Mais de 30 anos, homem, afro-americano, inteligente, determinado e autoconfiante. 

Oliver: Entre 34 e 38 anos, homem, latino, paternal, inteligente, desalinhado e descolado.

Ingrid: 30 anos, mulher, cabelo escuro, atraente e irritada. Tem um histórico de vida nas ruas. Foi educada para ser enfermeira, mas tem a malandragem das ruas. Ela sente atração por homens e mulheres.

Com base nas descrições e nas letras iniciais, o ComicBookMovie enumerou uma lista de possíveis personagens. Kirby pode ser o vilão Dr. Karl Malus, enquanto Presley pode ser o mercenário Paul Denning, conhecido pela alcunha de Paladino. Em função da ligação de Jessica Jones com Misty Knight e Colleen Wing nos quadrinhos, pode haver uma chance de que Oliver seja realmente Otis Johnson. Já Ingrid poderia ser Ian Soo – uma personagem bissexual que foi recentemente introduzida no núcleo de Patsy Walker nos quadrinhos.

Esta semana foi divulgado que a nova temporada já começou sua produção. Até o momento sabemos que a temporada inédita terá 13 episódios, todos com diretoras no comando. Ainda não há previsão de estreia para a segunda temporada de Jessica Jones.

Sense8 | Trailer da segunda temporada traz cenas dos personagens em São Paulo

A Netflix divulgou o trailer da segunda temporada de Sense8. No vídeo, vemos os heróis da série se preparando para confrontos em uma escala maior e mais perigosa do que foi visto no primeiro ano da saga. Além disso, a série continua rodando o planeta e, dessa vez, traz imagens dos personagens na Parada do Orgulho LGBT de São Paulo.

Criação das irmãs Lilly e Lana Wachowski (Matrix), o seriado conta a história de oito pessoas ao redor do mundo que compartilham uma profunda conexão entre si.

A segunda temporada chega em 5 de maio ao catálogo do serviço de streaming. Antes disso, Sense8 também teve um episódio especial de Natal lançado durante as festas de fim de ano. [Rafael Gonzaga]

Punho de Ferro | Estreia pode ter superado Stranger Things, Luke Cage e outras em audiência

danny-rand-teaches-students-in-iron-fist-credit-netflixApesar de uma recepção decepcionante por parte da críticaPunho de Ferro pode ter sido uma das estreias mais assistidas da Netflix como um todo, segundo dados coletados pela empresa de pesquisa 7Park Data. A informação foi incialmente publicada pela Variety.

Os relatos da 7Park, que mede as visualizações de assinantes de serviços de streaming, apontam que 54,7% das exibições do seriado na estreia foram dos episódios três ou mais avançados, mostrando que o público estava engajado na maratona. Além disso, o programa o último defensor conquistou 14,6% da audiência total da Netflix, superando outros gigantes como Stranger Things (4,0%), a quarta temporada de Orange is the New Black e até mesmo seus companheiros Luke Cage (12,8%) e a segunda temporada de Demolidor (13,8%).

Por que uma dissonância tão grande entre público e crítica? O analista sênior da 7Park Chistopher Coby explica: “A relação entre críticas e apelo em massa sempre foi complicada. Considere as décadas de 1970, 1980 e 1990 onde há uma longa lista de programas com altíssimos números de audiência mas com poucos Globos de Ouro ou Emmys. Nossos dados mostram que os programas que os críticos consideram de qualidade e aqueles que o público considera os melhores podem ser coisas muito diferentes. Punho de Ferro é mais um desses exemplos.

Vale ressaltar que os números não são oficiais, afinal a Netflix não divulga informações sobre visualizações ou hábitos de consumo de seus assinantes. Os 13 episódios da primeira temporada de Punho de Ferro chegaram ao serviço em 17 de março. Os Defensores deve estrear no segundo semestre. [Arthur Eloi]

Revista ‘EW’ revela alguns segredos da volta de ‘Twin Peaks’

ew17.jpgSheryl Lee, David Lynch, Kyle MacLachlan e Sherlyn Fenn em uma das capas da “EW” (Foto: Reprodução)


Após 25 anos da estreia de “Twin Peaks”, o diretor e co-criador da série mais cultuada da TV americana, David Lynch, 71, revisita um dos maiores sucessos de sua carreira. O canal Showtime exibe, a partir do dia 21 de maio, o novo revival da série, que vem embalado por muito mistério. Com acesso exclusivo ao diretor e seu famoso elenco, a revista “Entertainment Weekly” desta semana, que chegou às bancas americanas hoje (24), criou três capas diferentes para colecionadores. Uma delas só está disponível na livraria Barnes & Noble.

Na entrevista, Lynch explica que quis voltar a explorar o universo da personagem Laura Palmer (interpretada por Sheryl Lee) porque ele “adora” aquele mundo e as pessoas dele. Mas o diretor se recusou a confirmar pequenos detalhes como se a obsessão dos personagens, pra lá de fetichista, por gulodices do desjejum, como café, donuts e torta de cereja, voltam com força total. Pelo menos, na capa da EW, Lynch aparece fumando ao lado de seis donuts. “É muito bonito quando você entra em outro mundo sem saber as coisas que vai encontrar”, disse Lynch à revista sobre o clima de mistério.

Lynch desdenha o termo “episódio” e chama seu “Twin Peaks” 2.0 de “um filme em 18 capítulos”. O diretor também não confirma se os atores originais da série estão reprisando os mesmos papéis. A exceção é que Lynch já havia dito oficialmente que Kyle MacLachlan volta como o agente do FBI, Dale Cooper.Screen-Shot-2017-03-24-at-2.16.50-AM-750x496.jpgAs outras duas capas. A primeira, vendida só na Barnes & Noble, reúne Wendy Robie, Everett McGill e James Marshall;  a segunda é com Mädchen Amick, Dana Ashbrook e Peggy Lipton. (Foto: Reprodução)


Mas fotos da série liberadas para a “EW” mostram que muitos dos atores voltaram usando as mesmas roupas de seus personagens originais e trabalhando ou morando nos mesmos cenários. Como são os casos das balconistas do restaurante Double R, Shelly (Mädchen Amick) e Norma (Peggy Lipton); dos agentes do FBI, Gordon (interpretado por Lynch) e o parceiro irascível dele, Albert (Miguel Ferrer, que morreu recentemente); e a telefonista Lucy (Kimmy Robertson) e o guarda – e namorado dela – Andy (Harry Goaz). Até a agente transgênero do FBI, Denise Brown (interpretada por David Duchvony em drag) parece estar de volta.twin-peaks-season-3-images-ew-4-600x400David Duchovny pode estar interpretando a agente transgênero do FBI, Denise Brown (Foto: EW/Showtime)


O novo “Twin Peaks” conta com a participação de 217 atores. Alguns são novatos na trama, como Jennifer Jason Leigh, Michael Cera e Tim Roth. Outros, nunca apareceram na série, mas já haviam participado do universo lynchiano como Naomi Watts (de “Mulholland Drive – Cidade dos Sonhos”, “Rabbits” e “Império dos Sonhos”) e Laura Dern (“Veludo Azul”, “Coração Selvagem” e “Cidade dos Sonhos”).

Lançada em 8 de abril de 1990 pela rede ABC, “Twin Peaks” virou um fenômeno cultural nos Estados Unidos e ao redor do mundo, especialmente em sua primeira temporada. A série teve 30 episódios e durou 14 meses. A metade da segunda temporada foi um desastre. Lynch e seu co-parceiro, David Frost, 63, tiveram que sucumbir à pressão da rede ABC e revelaram a identidade do assassino de Palmer logo no começo da segunda temporada. A resolução do crime afetou a criatividade de ambos os criadores. A trama ficou frouxa, os espectadores perderam o interesse, a audiência caiu miseravelmente, quase dando traço, e a série foi cancelada pela ABC.9pU9l (1)David Lynch e Miguel Ferrer, que morreu recentemente, parecem que estão reprisando os agentes do FBI da série, respectivamente um com problemas auditivos e outro um áspero estraga-prazeres. (Foto: EW/Showtime)


Sobre a volta de Lynch em “Twin Peaks”, o ator James Marshall, que interpretou James Hurley, namorado secreto de Laura Palmer, disse que “é como Jimi Hendrix voltando para um jam session”.

Sherilyn Fenn, que interpretou Audrey Horn, a femme fatale que dava nó no cabo de cereja usando apenas a língua, disse que estava jantando com amigos, quando recebeu um SMS de Lynch sobre o retorno. “Gritei, me constrangi toda e corri para fora como se fosse uma louca”, explicou ela à “EW”.

0_1a5ecd_bfe9b344_X5LOutro par sem confirmação: a telefonista Lucy (Kimmy Robertson) e o policial desastrado Andy (Harry Goaz) (Foto: EW/Showtime)


Lynch, porém, não tinha o número de telefone de todos seus atores. Ele havia perdido contato com Everett McGill, que interpretou Big Ed Hurley, o marido da Nadine, que usa o tapa olho. Quem acabou ajudando o diretor, passando o contato, foi um seguidor de McGill no Twitter.

Segundo a EW, Lynch, no momento, está rodando a última parte da série com dois colaboradores fiéis, o editor Duwayne Dunham e o compositor Angelo Badalamenti.

Em maio, a EW vai lançar, via iTunes, um podcast semanal com debate e análises ao final de cada parte da nova série. [Marcelo Bernardes]

tumblr_onb6n2CcbS1su84coo1_1280.jpgAs muy “amigas” e os namorados de Laura Palmer: em sentido horário, começando do alto: Sherilyn Fenn, James Marshall, Dana Ashbrook e Mädchen Amick. (Foto: Reprodução)