Décor do dia: madeira clara na sala de jantar minimalista

Material traz conforto e sofisticação à casa australiana

Sem títuloEngana-se quem pensa que uma decoração minimalista é sinônimo de ambientes frios e impessoais – e esta sala de jantar australiana, obra do escritório Robson Rak, é uma excelente prova disso. Os arquitetos apostaram na madeira para criar um ambiente simples, acolhedor e ao mesmo tempo sofisticado.

Usada em um tom claro, tendência para o material nos últimos anos, a madeira cobriu o piso e foi se espalhando pelos acessórios que nela tocam, como o pé da mesa e as cadeiras – recurso que ajuda a ampliar ambientes pequenos. Já um banco versátil, que se apoia na bancada da cozinha, adota uma nuance mais escura, puxada para o caramelo. Enquanto as paredes adotam o clássico branco, o restante dos acessórios segue uma nuances terrosa de verde, como o tampo de vidro que combina ainda com a discreta e única obra de arte existente no décor. [Amanda Sequin]

Anúncios

London Design Festival 2017: Bethan Laura Wood e OneRoom criam casa dos sonhos com móveis garimpados

Itens vintage raros e cheios de personalidade se unem em ambientação elegante e contemporânea

Sem título.jpgNo centro do bairro mais hipster de Londres, Shoreditch, existe uma casa centenária, antiga morada de trabalhadores, em uma travessa escondida. A hera que cobre seus quatro andares não deixa ver pelas janelas que seus ambientes estão repletos de móveis de design e peças garimpadas vindas de incontáveis décadas e mesmo séculos. Trata-se do estúdio interdisciplinar  OneRoom, de Carlo Ninchi e Vittorio Locatelli – além de design de interiores de casas particulares, a dupla também é expert em fotografia, instalações audiovisuais e tudo o que diz respeito da estética apurada. Neste showroom onírico, costumam acontecer exposições de mobiliário raro e de coleção – para o London Design Festival 2017, a seleção especial ganhou ainda a presença especial de uma exposição da designer Bethan Laura Wood.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na entrada, um armário de aço, madeira e latão assinado por Paul Evans nos anos 1970 recebe os convidados ao lado do raro tapete Tapipardo, dos arquitetos italianos Gabetti e isola, também dos anos 1970. Na parede, o que parece ser um papel de parede, na verdade é um desenho a mão feito por Vittorio Locatelli, um dos donos da OneRoom.

Subindo as escadas, cada andar apresenta uma sensação diferente. Estampas italianas e escandinavas dos anos 1950 se encontram em um ambiente que também abriga uma pintura do séc 16 de Cesare Francanzano.

No próximo, a instalação de Behtan se apresenta como um floresta de algas marinhas de papel, dentre as quais surgem luminárias que mesclam o antigo e o novo e móveis feitos com machetaria contemporânea.

Mais um andar acima, surge um híbrido entre jantar e banho, onde a vista de Londres finalmente consegue penetrar as janelas como um prelúdio para o que vem logo acima: o terraço se abre para a cidade e revela um recorte exclusivo do horizonte da capital britânica.

Quem estiver em Londres pode visitar ONEROOM X Bethan Laura Wood até o dia 24 de setembro no endereco 9, French Place, London, E1 6JB [Michell Lott]

Maior arranha-céu de madeira do mundo é inaugurado em Vancouver

Com 53 metros de altura, o prédio irá abrigar residências estudantis

torre-de-madeira.jpg53 metros. Essa é a altura da torre projetada pelo escritório Acton Ostry Architects que se ergue sobre Vancouver, no Canadá — que é também a mais alta já construída nesse material no mundo. Sua idealização começou em 2015, e a estrutura foi levantada em apenas oito semanas — um marco para a construção civil.
arquitetura-torre-de-madeira-03.jpgO interior do projeto é híbrido: um pequeno núcleo de concreto e aço cria um balanço para que a madeira maciça seja a protagonista da construção. “O conjunto é como um lego”, afirmam os arquitetos. Todos os elementos foram pensados e fabricados para encaixarem-se na estrutura.arquitetura-torre-de-madeira-02Para que a construção desse certo, as quatro equipes que trabalhavam no local precisavam criar o prédio em sincronia – qualquer adiantamento ou atraso colocaria em risco a unidade da estrutura.arquitetura-torre-de-madeira-01O edifício, com 18 pavimentos, será utilizado como residência estudantil de 400 alunos da Universidade da Colúmbia Britânica em 2017. [Casa Vogue; Fotos Acton Ostry/ Divulgação

Inbound marketing é o novo story telling

Novos modelos de trabalho são necessários, mais ágeis e integrados. Ao criar um núcleo dedicado aos clientes B2B, os profissionais da agência trocam mais informações entre si, tornam-se polivalentes em diversas áreas de atuação.

IMG_3336Desde o começo do ano estou totalmente dedicado ao desenvolvimento de trabalhos de comunicação para clientes B2B e nunca aprendi tanto: cada reunião é uma aula. Seja sobre tecidos térmicos, transformadores de energia, sistemas de gestão, softwares industriais, componentes químicos, ou agronegócio, a profundidade e o impacto das empresas na sociedade são brutais. Eu não tinha ideia da quantidade de assuntos que eu não conhecia. A cada dia, uma boa novidade e muitos aprendizados. Seguem os principais:

Encontrei gente muito inteligente e modesta. Perdi a conta de conversas com ph.Ds e engenheiros que, apesar de dominarem absurdamente os assuntos mais complexos que já vi, têm interesse e humildade proporcional à sua capacidade de identificar oportunidades em B2B marketing. Compreendido o potencial, não há limite para as frentes de trabalho. Se faz sentido, tem negócio. O pragmatismo desse comportamento é viciante.

Estou criando relações sólidas a longo prazo. Como tudo é novo para todo mundo, começo a desenhar projetos que, acredito, darão frutos no futuro próximo. Muito diferente do modelo mental anterior, baseado na busca por contas no “momento zero”, venho buscando relações pontuais, e não fees. Além disso, percebo muita abertura na criação de formatos comerciais de success fee que, de largada, já trazem incentivos para os envolvidos.

Longo prazo, de novo. Os clientes dos nossos clientes B2B também operam a longo prazo. Lifetime Value (LTV), é o norte de todas as conversas. Não basta fechar a venda ou trazer o lead, é preciso manter o cliente dentro de casa. Diferentemente de grande parte dos trabalhos B2Cs, que terminam quando a venda ocorre, existem oportunidades infindáveis para se desenvolver o relacionamento com empresas B2B. Inbound marketing é o novo story telling.

Reputação é tudo. O processo de compra é lento, os produtos e serviços têm alto valor agregado, os mercados são relativamente pequenos e todos se conhecem. Os eventos são onipresentes. Uma entrega ruim dói bem mais aqui e a construção de credibilidade demora a ser conquistada.

B2P. Essa sigla já virou clichê, mas é a mais pura verdade. Business to Business é igual a Business to People. Sim, o Facebook funciona no B2B. Sim, as pessoas devem se posicionar no LinkedIn e as estratégias de thought leadership são muito valorizadas. Sim, as pessoas consomem jornal e há oportunidades geradas em conjunto com os laboratórios de conteúdo dos maiores publishers do Brasil. Sim, qualquer ser humano faz busca no Google para se aprofundar em qualquer tema.

Novos modelos de trabalho são necessários, mais ágeis e integrados. Ao criar um núcleo dedicado aos clientes B2B, os profissionais da agência trocam mais informações entre si, tornam-se polivalentes em diversas áreas de atuação e conseguem aprimorar os seus conhecimentos sobre o negócio dos clientes. As soluções devem ser viabilizadas com valores compatíveis às verbas menores desse segmento. Não há espaço para retrabalho nem gorduras na cadeia produtiva.

Por fim, liberdade. Liberdade de tentar uma nova abordagem no mercado, correr risco, tentar algo novo, criar alianças inéditas, ouvir “não” e seguir em frente, ouvir “sim” e se animar ainda mais. B2B marketing é um campo riquíssimo em vários níveis e tenho a convicção de que muita gente vai se encantar com os seus desafios e oportunidades.

(*) Paulo Loeb é sócio e head do núcleo de B2B da F.biz

Verão 2018 da Pucci ganha perfume vintage sem clichês

Confira os looks apresentados pela grife para a temporada

Por Anita Porfirio

emilio-pucci-milao-verao-2018_abre.jpgEmilio Pucci, verão 2018 (Foto: Divulgação)


Em nova fase desde a saída de Massimo Giorgetti em abril, a Emilio Pucci optou por revelar seu verão 2018 em formato de apresentação – e não decepcionou!

As fãs do estilo balneário se deliciarão com o retorno da grife a suas origens, o que resulta em uma coleção com perfume vintage sem clichês.

Caftãs, vestidos esvoaçantes e até toalhas – devidamente acompanhadas de charmosas correias – compõem o look da pool party das mulheres da Pucci.

Confira abaixo os looks apresentados pela grife nesta quinta-feira (21.09), durante a semana de moda de Milão:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Rihanna anuncia nova coleção da sua linha de maquiagem

Fenty Beauty Galaxy Collection começa a ser vendida no dia 13 de outubro

rihanna r7-1505870104484.jpgRihanna é dona da marca de maquiagem Fenty Beauty Foto: Vianney Le Caer/Invision/AP


A Fenty Beauty, marca de maquiagem da cantora Rihanna, não tem nem um mês de vida (ela foi lançada no dia 8 de setembro), mas já está causando frission no mundo da beleza. Agora, a cantora anunciou o lançamento de uma linha comemorativa aos feriados norte-americanos, que será em edição limitada.

A Fenty Beauty Galaxy Collection é composta de uma paleta de sombras coloridas, delineadores, batons líquidos, além de novas cores de gloss e batons em bala. A nova linha começará a ser vendida no dia 13 de outubro nos Estados Unidos e não há previsão de chegada dela no Brasil.

Saiu o trailer de “Ilha de Cachorros”, nova animação stop motion de Wes Anderson

Diretor escalou um elenco estelar para a dublagem do filme

Depois de “O Fantástico Sr. Raposo”, Wes Anderson encara mais uma vez a técnica da animação stop motion em seu novo filme.

“Ilha de Cachorros” conta a história de Atari Kobayashi, um garoto de 12 anos que vai tentar encontrar seu cachorro perdido no meio de um lixão chamado Trash Island, após todos os animais terem sido expulsos de Megasaki City.

Anota aí o estelar elenco de dublagem da animação: Scarlett Johansson, Bryan Cranston, Liev Schreiber, Tilda Swinton, Edward Norton, Greta Gerwig, Bill Murray, Frances McDormand, Jeff Goldblum, Harvey Keitel, entre outros.

Ainda sem previsão para o Brasil, “Ilha de Cachorros” estreia nos Estados Unidos no dia 28 de março de 2018. []