Lais Ribeiro vai usar o poderoso Fantasy Bra da Victoria’s Secret em 2017

Relembre os outros 22 modelos do sutiã milionário que riscaram a passarela

laisLais Ribeiro (Foto: Reprodução/ Instagram)


Victoria’s Secret revelou nesta quarta-feira (01.11) a modelo que usará o poderoso Fantasy Bra do seu aguardado desfile de 2017, que acontece no fim de novembro, em Xangai, na China – e será uma brasileira! Lais Ribeiro foi escolhida para usar a preciosa peça, avaliada em mais de 2 milhões de dólares, com cerca de 6 mil pedras preciosas entre diamantes, safiras amarelas, topázio azul e ouro 18k e que levou quase 350 horas para ser confeccionada.

“Nunca chorei tanto em toda a minha vida – e eu tenho um filho! Fiquei muito emocionada, não podia acreditar quando me falaram. (…) É uma honra estar entre Gisele, Candice, Adriana e tantas outras grandes tops que usaram a peça no passado”, disse. “Mantive esse segredo por muito tempo e estou honrada em anunciar que vou usar o Champagne Nights Fantasy Bra este ano! Estou muito feliz e grata pela minha família Victoria’s Secret por confiar em mim e feliz por todo o apoio da minha família, amigos e fãs! MUITO OBRIGADA!!!”, comentou a beldade.

Mas, antes que você possa ver registros inéditos da modelo na passarela, veja abaixo os 22 modelos que já cruzaram o show até o momento.

Vigiados por equipes de segurança, os modelos custam centenas de milhões de reais – o que será apresentado hoje, por exemplo, precisou de 700 horas de trabalho manual, 450 gramas de ouro 18 quilates e 9.000 pedras preciosas (entre esmeraldas e diamantes), e tem seu valor avaliado em R$ 9,4 milhões.

jasmine_tookesJasmine Tookes e o Fantasy Bra de 2016 (Foto: Reprodução/ Instagram)


Riquíssimas em detalhes e em sua confecção, em conjunto, as lingeries, que são verdadeiras joias, totalizam a considerável bagatela de R$ 452 milhões, e, claro, só poderia ser ostentado pelas deslumbrantes Angels da grife. Veja os detalhes abaixo:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

Gisele Bündchen surge mais linda do que nunca em campanha de joias

Über é a estrela da campanha de Natal da Vivara

gisele_2Ah, Gisele Bündchen… A über emprestou sua beleza para a campanha de Natal da Vivara – e Vogue mostra cliques exclusivos do making of em primeira mão.

Vestindo as joias poderosas inspiradas na natureza, a über brilhou ao posar em um cenário que remete a uma praia armado no Studio Boop, em São Paulo. Com direção de arte e criativa de Giovanni Bianco e fotografia de Gui Paganini, Gisele vestiu looks fresh com styling de Yasmine Sterea, beleza by Daniel Hernandez, Manicure da Nilza, e Set Design by Valdy Lopes.

A boa nova vem dividida em seis mini coleções: Energia, Harmonia, Equilíbrio, Existência, Emoção e Desejo. Para as interessadas, as peças chegam às lojas na primeira quinzena de novembro.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Modelo Chrissy Teigen critica sistema de detecção de fotos no iPhone

Modelo descobriu que, ao digitar ‘sutiã’ na galeria, aparecem todas as fotos dela usando sutiã ou biquíni

1509537189873Chrissy Teigen também descobriu sistema de detecção de imagens do iPhone e não gostou do resultado. Foto: An Rong Xu/The New York Times


Chrissy Teigen fez questão de compartilhar que não ficou feliz com sua mais recente descoberta sobre o sistema de armazenamento de fotos do iPhone. Na última segunda-feira, 30, a usuária do Twitter Ell disse para as meninas procurarem o termo ‘brassiere’ (sutiã, em inglês) na galeria de imagens do celular e mostrarem os resultados.

“Atenção todas as garotas!!! Entrem na galeria de fotos e escrevam ‘sutiã’. Por que a Apple está salvando isso e transformando em uma pasta?”, tuitou a usuária. Centenas de mulheres compartilharam seus resultados, incluindo Chrissy Teigen. “É verdade, se você digitar ‘sutiã’ na busca de suas fotos, aparecem as imagens de cada fotos de peito ou decote que você já tirou. Por que?”, tuitou a modelo.

Após o tuíte ter viralizado, o The Verge fez uma reportagem explicando o que aconteceu. Em 2016, a Apple criou um reconhecimento de imagem no iOS 10, o que significa que o aplicativo Fotos pode detectar objetos nas imagens, mas mantém esses dados privados somente no dispositivo. Porém, isso vale para diversos termos, não apenas para ‘sutiã’.

Porém, Chrissy testou alguns termos de busca e não ficou satisfeita com o resultado. “Ao digitar ‘comida’, você vê comida, mas ‘pênis’ não dá como resultado [imagens de] pênis e ‘seios’ não mostram seios. Apenas ‘sutiã'”, tuitou.

Halt and Catch Fire – a série que coloca as mulheres em seu devido lugar na cena tecnológica

1200x630bbNos últimos três anos acompanhei avidamente uma série feminista sobre tecnologia que passou batido da grande mídia: Halt and Catch Fire. A série produzida pela AMC tem como cenários Texas e Califórnia entre as década de 80 e 90. Além de ser um deleite nostálgico para quem viu de perto a evolução dos computadores pessoais e da World Wide Web, também reconhece mulheres como protagonistas das grandes invenções tecnológicas.

A última temporada acabou agora no dia 14 de Outubro, onde Donna Clark, engenheira de computação formada na Universidade de Berkley em 1975, narra a sua trajetória desafiadora na área, onde sai de uma empresa de tecnologia na qual ela era apenas mais uma funcionária, para virar sócia-fundadora ao lado de sua parceira Cameron Howe da empresa de desenvolvimento de jogos Mutiny. Além dos desafios inerentes à abertura de um novo empreendimento em tecnologia, campo com inovações extremamente velozes, e a relação difícil entre as fundadoras, a série apresenta em algumas cenas as dificuldades adicionais para receberem investimentos de Venture Capital por serem mulheres.

Apesar da empresa Mutiny não ter dado certo, por um lado a série mostra o quanto Donna foi visionária em identificar oportunidades de negócio para a empresa de games vislumbrando a criação de uma rede social ainda na época das redes BBS. Ao passo que sua sócia Cameron é uma programadora brilhante com habilidades excepcionais no desenvolvimento de software, tendo desenvolvido em sua carreira desde códigos de baixo nível para a BIOS de microcomputadores como o IBM-PC até algoritmos avançados de indexação de páginas Web.

Donna Clark assume a posição de investidora, enquanto Cameron segue sua carreira solo de desenvolvedora de jogos. Apesar da parceria entre elas não ter dado certo, fica claro o quanto suas habilidades se complementam e o quanto ainda existiria de potencial inovador caso seguissem empreendendo juntas.

A cereja do bolo é Haley Clark (filha de Donna), uma adolescente lésbica brilhante que desiste do ensino médio para se dedicar à empresa do pai. Haley cria uma interface amigável, apelidada de Comet, por meio de diretórios de websites que ajudam as pessoas daquela época a navegarem na Web, seguindo passos similares aos da origem do Yahoo.

Se você nasceu na década de 80, curte a história da computação e quer ver as mulheres tendo o reconhecimento de seu devido lugar na cena tecnológica, essa série é certamente para você. [Carine Ross]

Apresentadora Wendy Williams desmaia em especial de Halloween

Wendy Williams anunciava vencedores de concurso de fantasias, nesta terça, quando se sentiu mal

A apresentadora Wendy Williams, do The Wendy Williams Show, desmaiou ao vivo na manhã desta terça-feira, 31. O incidente aconteceu já nos minutos finais da atração, enquanto eram anunciados os vencedores do concurso de fantasias de Halloween. Logo após o desmaio, o programa foi para os comerciais.

Até o momento, a única explicação para o episódio veio da própria apresentadora, na volta do intervalo. “Não foi uma encenação. Eu fiquei superaquecida na fantasia e desmaiei. Sou uma campeã e estou de volta”, disse Wendy, que estava fantasiada de Estátua de Liberdade.

Além de estar à frente do próprio programa, no ar desde 2008, a artista também é conhecida por suas atuações em áreas diversas: é autora de livros da lista de mais vendidos do The New York Times, estilista e atriz.

‘Minha filha não faz ideia do que eu faço’, diz Mila Kunis

Atriz explica que não faz filmes apropriados para a idade de Wyatt, então a pequena acha que o trabalho da mãe é se maquiar e fazer o cabelo

Sem título14Mila Kunis já tem muitos filmes no currículo, mas sua filha de três anos de idade não tem a menor noção disso. Ela revelou o fato curioso no programa Jimmy Kimmel Live na última segunda-feira, 30.

“Minha filha não faz ideia de qual seja a minha profissão”, disse Mila. Ela completou contando que a menina acha que o trabalho dela é “se maquiar e fazer o cabelo”, já que a filha a acompanha nos salões de beleza.

O motivo disso é porque a atriz sempre fez filmes que não são apropriados para a idade da garota. “Eu não sei quando ela vai ver um filme meu porque nenhum deles é OK. Eu não faço filmes para crianças”, concluiu.

Mila Kunis é casada com o ator Ashton Kutcher, com quem tem dois filhos, Wyatt Isabelle e Dimitri Portwood.