Escritório de arquitetura FGMF lança livro sobre seus 15 anos de atuação

arquitetos-posando-ao-lado-de-tubos-gigantes-lourenco_gimenes_rodrigomarcondesferraz_fernandoforte_fgmfarquitetos_2_-_foto_rafaela_netto

Lourenço Gimenes, Rodrigo Marcondes Ferraz e Fernando Forte, o trio à frente do FGMF Arquitetos (Foto: Divulgação)

Por Thaís Lauton e Stéphanie Durante
Lourenço Gimenes, Rodrigo Marcondes Ferraz e Fernando Forte, o trio à frente do FGMF Arquitetos, transformaram os mais de 15 anos de atuação do escritório em um livro. FGMF – 1999-2015 (Editora Acácia Cultural, 356 págs., R$ 180) contém informações, desenhos, dados técnicos e imagens dos projetos mais emblemáticos em edição bilíngue. Os arquitetos conversaram com Casa e Jardim sobre o lançamento:
Ao longo desses 15 anos, do que mais se orgulham? Há algo que fariam diferente?
Orgulho é uma palavra forte. Ainda estamos construindo um percurso, e o livro serve para criarmos uma perspectiva crítica sobre o que fizemos até aqui. Mas ficamos muito contentes, é claro, em termos desenvolvido um trabalho autoral e investigativo ao longo desses anos, com grande diversidade de programas, soluções e materiais.
Como vocês definiriam o estilo do FGMF?
Não acreditamos em “estilo”. O que procuramos fazer é ter uma resposta específica para cada problema, de maneira a adequá-la ao nosso tempo e tecnologia. Enfim, uma arquitetura contemporânea e investigativa. Buscamos mais a solução de um desafio do que criar uma “marca” ou uma estética que nos identifique.

pasta-cinza-com-letras-branca-pasta.png

FGMF – 1999-2015 (Editora Acácia Cultural, 356 págs) (Foto: Divulgação)

 

Anúncios

“Se vestir ‘de acordo com a sua idade’ é estúpido”, diz Iris Apfel

 

iris-apfel-pulseiras

Iris Apfel pode não se considerar uma fashionista, como ela faz questão de reiterar vez ou outra, mas ainda assim é um ícone quando o assunto é moda. Com roupas sempre muito coloridas, acessórios poderosos e óculos maximalistas, sua marca registrada, a empresária de 95 anos nunca passa despercebida.

E por causa desse estilo tão fora do comum, é possível perceber que Iris é um espírito jovem. Ela comentou em entrevista ao Fashionista que não é nem um pouco a favor da ideia de cada mulher se vestir ‘de acordo com a idade’. “Isso é algo que a moda tem o costume de defender, ao mesmo tempo que diz toda mulher deve parecer para sempre ter 20 anos”, critica.

“Eu acho isso estúpido. Eu acho que os estilistas são muito focados na juventude. Eu acho que eles criam roupas muito caras para mulheres de 60, 70 anos e pensam em um corpo de 16 e 18 anos. As jovens não conseguem pagar por uma roupa dessas e as mulheres não ficam bem se as usam!”, disse ela.

Iris, pessoalmente, gostaria de ver os designers fazerem suas criações com essas mulheres em mente, que ela acredita que são negligenciadas pela moda. Mas, ainda assim, defende que cada pessoa deve usar aquilo que gosta, independentemente da idade.

“Eu acho que se uma mulher tem o seu próprio estilo e sabe quem ela é, ela não tem que se vestir por ter 60, 20 ou 90 anos”, disse. “Se elas querem se exibir, por favor, façam isso! Eu quero que vocês sejam felizes. Eu sempre disse que é melhor ser feliz do que bem vestida. Faça o que você sentir que deve fazer. Eu não vou julgar ninguém. Eu não gosto de regras e regulamentos”. [Marcela De Mingo]

Inspiração do dia: sala de leitura neutra com toques de cor

1-inspiracao-do-dia-sala-de-leitura-neutra-com-toques-de-cor.jpeg

A antiga residência de estilo neocolonial do historiador e médico Oswaldo Cabral recebe a Casa Cor Santa Catarina, que chega ao fim no próximo domingo (04). Um dos ambientes em destaque na mostra é a Sala de Leitura criada pela arquiteta Priscila Koch. Com base neutra, as cores do ano eleitas pela Pantone – rosa quartzo e azul serenity – ganham destaque e dão aconchego ao espaço. O trabalho de marcenaria garantiu um aspecto moderno com toques clássicos, para que o ambiente combinasse com a arquitetura da casa. Os acabamentos usados pela arquiteta têm cor clara e textura natural e são da Sayerlack.2-inspiracao-do-dia-sala-de-leitura-neutra-com-toques-de-cor.jpeg

Givenchy anuncia lançamento de linha kids para 2017

1465269059-06-beyonce.jpg
Beyoncé e Blue Ivy, com look feito sob medida por Riccardo Tisci da Givenchy (Foto: Vogue America)

Givenchy anunciou nesta sexta-feira (02.12) o lançamento de uma linha kids, prevista para chegar às lojas no outono de 2017. A boa nova vai incluir itens para bebês e crianças de até 12 anos e será produzida e distribuída em parceria com a empresa francesa CWF (sigla de Children Worldwide Fashion).

Os compradores começaram a fazer pedidos neste inicio de dezembro e a previsão é que cerca de 150 lojas na Europa, Oriente Médio, Estados Unidos e Ásia, recebam os itens a partir de julho de 2017.

Vale lembrar que o estilista Riccardo Tisci já mergulhou no universo infantil criando looks sob medida para amigos famosos, incluindo Blue Ivy, a filha de Beyoncé, para um shooting para a Vogue americana em 2013,  e North West, filha de Kim Kardashian.

A grife pretende lançar  duas coleções por ano para o público infantil, cada uma com cerca de 60 peças para meninas, 40 para meninos e 30 para bebês, juntamente com itens especiais como ursinhos de pelúcia. Os preços de varejo vão variar de 90 euros (t-shirt) a 300 euros (casacos). Tisci também planeja uma “coleção-cápsula de alta costura” para as meninas, reproduzindo os vestidos couture da marca em tamanhos menores.west_kid_12Kim Kardashian e North West, com look Givenchy, no desfile da grife em Paris (Foto: Divulgação)

Óculos vintage: veja opções do acessório para incrementar o look

oculos-geek-destaque
Os óculos grandes e de armações retrô estão em destaque (Foto: Imaxtree)

Com a onda vintage que tem tomado a moda, era de se esperar que os acessórios fossem pelo mesmo caminho. Por isso, não é nenhuma surpresa que óculos com uma vibe vintage, e que também tem um ar quase geek, ganharam as ruas.

Os modelos de grau que são maiores que o rosto, com lentes grandes, em tons metálicos ou com hastes mais grossas e bem marcadas no rosto voltaram para ficar e têm aparecido com tudo no cenário fashion. As fashionistas como Kendall Jenner tem amado as armações que são mais finas e em tons de dourado e prateado, porém modelos de hastes de acrílico, em tons de preto, casca de tartaruga ou até translúcidas, também tem aparecido com frequência na moda.

Até mesmo os óculos redondos, eternizados por John Lennon, ganharam versões em para grau que têm sido muito usados para sair do comum com o look. Afinal, além de uma peça utilitária, os óculos também são uma forma de incrementar a produção, e podem colaborar para uma moda com ainda mais personalidade.

oculos-geek-3

Òculos diferentes para criar um look geek (Foto: Divulgação)

1. Chilli Beans, R$ 299,80
2. Absurda, R$ 244
3. Evoke, R$ 649
4. Ray-Ban, R$423
5. Michael Kors, R$ 327,18

Selena Gomez desbanca Taylor Swift e se torna a mais popular do Instagram

selena tumblr_o1qsnq31Gj1qbt8b8o1_500.png

Selena Gomez superou Taylor Swift como a celebridade mais seguida no Instagram, à medida que as duas artistas pop mais uma vez dominaram a rede social em 2016.

No ranking anual do Instagram divulgado nesta quinta-feira, 1, Selena se tornou a celebridade com maior número de seguidores, com 103 milhões de usuários, enquanto Taylor ficou logo atrás, com 93,9 milhões.

As cantoras Ariana Grande e Beyoncé ficaram em terceiro e quarto lugar, com 89,6 milhões e 88,9 milhões, respectivamente, enquanto Kim Kardashian assumiu o quinto lugar, com 88,2 milhões de seguidores.

As cinco mulheres foram as mais seguidas do Instagram no ano passado, mas em ordem diferente, com Kim Kardashian descendo da segunda para quinta posição.

Selena, de 24 anos, também teve a foto e o vídeo de celebridade com maior número de curtidas no Instagram, além de ter sido a artista com maior número de menções na rede social.

O Instagram, do Facebook, é centrado no compartilhamento de fotos e vídeos e neste ano teve mais de 500 milhões de usuários no mundo todo.

As estatísticas anuais do Instagram são separadas em diversas categorias, como o dia com maior número de fotos em 2016, que foi no Halloween, e o emoji mais usado em publicações, que foi o de coração.

Cabelo natural reinou no Victoria’s Secret Fashion Show

A hairstylist Sarah Potempa explicou à ELLE norte-americana que a ideia do desfile era que cada modelo estivesse com uma textura no cabelo o mais próximo possível dos seus fios naturais. “Este ano, nós estamos focando em evidenciar a beleza natural de todo mundo”, explicou. “Nós vamos fazer o que parece mais natural. Não vamos fazer o mesmo look em todas as meninas, vamos focar no que funciona melhor para cada uma”.

Volume e brilho foram colocados no cabelo de todas as tops que estavam na passarela e extensões foram usadas apenas para dar mais destaque no cabelo que já existe, e não para criar um visual padrão, como aconteceu em desfiles anteriores.

“A diversidade e os diferentes tipos de cabelos são incríveis”, continuou Sarah. “A ideia de colocar mais cabelo é só para o caso de alguém precisar de um pouco mais de comprimento ou de volume. Mas não diz respeito a deixar todas com um cabelo comprido e igual”.

Os cabelos que entraram soltos foram modelados com spray fixador e mousse, tudo para conseguir um resultado elegante, combinando com o estilo de Paris, palco do desfile deste ano. “Algo que pareça leve e muito saudável”, completou.

Em 2015, a angolana Maria Borges foi a primeira modelo a ser autorizada a usar o seu cabelo natural e, desta vez, três outras meninas desfilaram seus afros na passarela. [Marcela De Mingo]models-mara.jpgDa esq. para à dir.: as tops Jourdana Phillips, Maria Borges e Herieth Paul. (Instagram: @heriethpaul/Reprodução)