Amir Slama cheio de parcerias no verão!

030117-amir-slama-colaboracao-astrid-1

Essa é uma peça da parceria de Amir Slama com Astrid Monteiro!
Amir Slama está cheio de novidades neste verão: Astrid Monteiro, Batiche e L’été fecham parceira com o estilista, criando diferentes coleções!

Com Astrid ele criou bodies cheios de recortes, tiras e transparências. E querendo ir além da praia, Amir montou uma coleção-cápsula com a Batiche de batas, vestidos, túnicas e blusas inspiradas nos anos 70 e 80. Já com a marca infantil L’été, faz uma coleção para meninos e meninas cheia de estampas e texturas que combinam com a sua coleção regular.
Amir Slama: (11) 3061-0450

Anúncios

Fones de iPhone viram “fio dental” para evitar roubo

007-the_line_up_l_r_andrew_scott_ralph_fiennes_naomie_harris_sam_men-a-18_1417706758653

Algumas ideias são ao mesmo tempo tão simples e com soluções tão inteligentes que merecem ser compartilhadas.

Pensando no alto preço e o risco de roubo dos AirPods, aparelhos da Apple que permitem aos usuários ouvir música sem a necessidade de fio, um americano criou uma saída inusitada para “enganar” ladrões: um adesivo que transforma o dispositivo em uma espécie de embalagem de fio dental.

Por enquanto, o produto está à venda apenas nos Estados Unidos, mas o sucesso tem sido tão grande, inclusive com repercussão na mídia especializada mundo afora, que a novidade deve chegar em breve a outros países (se o criador da ideia resolver levar o projeto à frente).

Vale lembrar que no Brasil os fones para o iPhone 7 chegam a custar até R$ 1.400,00. O problema é que, com tamanho sucesso, o adesivo corre o risco de ficar manjado e perder sua utilidade para disfarçar o caríssimo produto da Apple. [AdNews]

Decoração vibrante traduz personalidade de moradora

1483462688123

Na sala de estar, tons de verde e rosa tendo o preto como pano de fundo Foto: Julia Ribeiro

Um lugar vibrante, como a personalidade de sua moradora. Quando o arquiteto Robert Robl foi contratado para repaginar os 100 m² deste apartamento na Bela Vista ele sabia bem que teria que ousar. Cores e texturas exaltadas eram mais do que bem-vindas. Eram uma das exigências. “Minha cliente queria um lugar alegre, para cima. É sempre um desafio colocar esse programa em prática. As chances de pecar pelo excesso são razoáveis”, diz Robl.

Assim, antes de reformular a decoração, o arquiteto tratou de resolver alguns problemas estruturais, como a área reduzida da cozinha que dividia espaço com a área de serviço. “A solução foi realocar a área onde antes existia um pequeno quarto e liberar espaço na cozinha”, explica. Fora isso, o piso do imóvel foi trocado por laminado que imita madeira.

Reforma feita, o arquiteto partiu para as mudanças esperadas pela moradora. A sala de estar ganhou papel de parede colorido e estampado. Para que as outras cores que viriam depois também brilhassem na decoração, o arquiteto optou por usar um fundo neutro, construído com preto, cinza e branco. “Aqui está a maior dica para quem quer trabalhar com cores: crie uma base neutra, até mesmo toda branca, e depois carregue nos tons dos acessórios”, diz.

Junto ao papel de parede da sala, a poltrona que antes era da avó da moradora ganhou tecido novo, verde. A cadeira de balanço DAR, um ícone do design assinado pelos irmãos Charles e Ray Eames, ganhou pegada contemporânea, em pink. Acessórios como almofadas vieram completar a cartela de cores. “Para não carregar demais, escolhemos o cinza escuro para a marcenaria que apoia a TV. Junto à parede escura, o móvel quase desaparece”, explica Robl.

A cozinha, um dos pontos mais neutros do projeto, foi revestida com azulejos brancos retangulares. “Para que ela não destoasse tanto, adotamos alguns pontos de cor, como o vermelho, que aparece na mesa para refeições.”

Como o ambiente é o mais pessoal da casa, no quarto principal o arquiteto não economizou em ousadia. “Decidimos pintar a parede com um azul forte, vibrante. Assim, o preto do armário, onde fica embutida uma penteadeira, se fez ainda mais presente. No fim das contas, creio que chegamos onde ela queria: um apartamento de personalidade”. [Nátalia Mazzoni]

Beyoncé, Radiohead e Kendrick Lamar são atrações do festival Coachella deste ano

beyonce-ivi-park-019-590x442-1

A organização do Coachella divulgou nesta terça-feira, 3, o line-up da edição deste ano do festival de música. Beyoncé, Kendrick Lamar, Radiohead e o compositor Hans Zimmer são as principais atrações do evento deste ano.

As principais atrações das sextas (14 e 21 de abril) são Radiohead, Father John Misty, The XX e mais. Já nos sábados (15 e 22 de abril), o festival contará com Beyonce, Bon Iver, Future e diversas outras atrações. Os shows dos domingos (16 e 23 de abril) incluem Kendrick Lamar, Lorde, Hans Zimmer e New Order.

Um presente de ano novo de Brian Eno: um jardim musical em crescimento

Brian Eno, a musician and producer, at his studio.O compositor e pioneiro da música ambiente (ambient music) Brian Eno uma vez escreveu que considera possível que “nossos netos nos olhem e pensem: ‘Quer dizer que você costumava ouvir exatamente a mesma coisa várias vezes seguidas?'”.

Com seu mais novo álbum, Reflection, lançado no domingo, 1º, seu sétimo disco em sete anos, Eno está na sua tentativa mais ousada até agora de criar o que ele descreveu como uma terceira categoria de música, a generativa, para se juntar às duas que conhecemos — ao vivo e gravada. Usando algoritmos e uma tecnologia portátil cada vez mais poderosa, a música generativa, segundo ele, vai permitir que ouvintes escutem canções que se recriam novamente todo dia, ou noite, mudando de acordo com o tempo, o humor, o clima e outras variáveis.

A versão tradicional de Reflection é uma canção única de 54 minutos, parecida com o que Eno vem fazendo desde o fim dos anos 1970, e usa passagens meditativas em looping que mudam com variações lentas. Mas um aplicativo do projeto, disponível no iTunes, cria o que Eno chama de “uma versão sem fim e continuamente em mutação da peça de música”, tocando a partir dos algoritmos que ele afinou enquanto escutava semanas da música que o sistema criou. “É como jardinagem”, Eno escreveu sobre o processo no material promocional do projeto, que ele realizou com a ajuda de Peter Chilvers, um colaborador de longa data. “Você planta as sementes e então segue tomando conta delas até que tem um jardim de que goste.”

Eno, como um futurista, tem frequentemente acompanhado sua música com pronunciamentos políticos. Com o lançamento do novo álbum, ele postou seu pensamentos sobre o fim de 2016 num post muito compartilhado no Facebook. Nele, teorizou sobre como os desenvolvimentos políticos tumultuados do ano passado podem não marcar o começo de um período de declínio, mas o fim de um período que ele acredita que esteja acontecendo por 40 anos, marcado pela concentração de riqueza e pelo crescimento da ideologia que “zombou da generosidade social e patrocinou um tipo de egoísmo justificado”.

“No ano passado as pessoas começaram a acordar para isso”, Eno escreveu, acrescentando: “Acho que passamos por uma desilusão em massa em 2016, e finalmente percebemos que é tempo de pular fora da caçarola. Isso é o começo de algo grande. Vai envolver engajamento: não apenas tuítes, curtidas e passadas, mas ação política e social criativa, também.” / Tradução Guilherme Sobota – O Estado de S. Paulo

Randy Kennedy ,
The New York Times

Sobrancelhas: Produtos para você cuidar da beleza dos fios

sobrancelha-destaque
Cara Delevigne é famosa pelas sobrancelhas grossas e marcantes (Foto: Getty Images)

Toda mulher, uma hora ou outra, aprende a importância de prestar atenção nas sobrancelhas quando se maquia. Uma parte tão importante do rosto, elas podem mudar completamente a fisionomia de uma pessoa se um pelinho for tirado a mais ou a menos.

Enquanto é sempre uma boa ideia ir atrás de um profissional para acertar o melhor desenho para o rosto e saber, exatamente, como cuidar das suas sobrancelhas, existem muitos produtos no mercado que te ajudam a iluminar a região, definir os contornos e ainda preencher e encobrir possíveis falhas.

Quem está em busca do produto ideal, portanto, pode ficar de olho nestas opções separadas por Marie Claire:

Delineadores e iluninadores para as sobrancelhas (Foto: Divulgação)Delineadores e iluninadores para as sobrancelhas (Foto: Divulgação)

1. Lápis de sobrancelha, Bourjois, R$ 37
2. Delineador Pro Sculpting Brow, Make Up Forever, R$ 128
3. Lápis de Sobrancelha, M.A.C., R$ 86
4. Delineador para sobrancelhas 2 em 1, Clinique, R$ 89
5. Lápis de sobrancelhas Max Brow Drama, Maybelline, R$ 30

Delineadores e iluninadores para cuidar das sobrancelhas (Foto: Divulgação)Delineadores e iluninadores para cuidar das sobrancelhas (Foto: Divulgação)

1. Corretor de sobrancelhas, Sephora, R$ 62
2. Lápis iluminador de sobrancelhas, Vult, R$ 26,20
3. Kit de sobrancelhas, Benefit, R$ 187
4. Delineador para sobrancelhas Brow Box, Urban Decay, R$129

‘Freedom! ’90’ I Tudo que você quer saber sobre o clipe mais fashion do mundo

celebrity-trends-2015-07-george-michael-freedom-video

Linda Evangelista, Naomi Campbell, Tatjana Patitz, Christy Turlington e Cindy Crawford

Claro, existem mil clipes. Superfotógrafos de moda já dirigiram alguns: caso de Herb Ritts (“Cherish” de Madonna, “Wicked Game” de Chris Isaak), Steven Klein (“Alejandro” de Lady Gaga, “Wolves” de Kanye West), Craig McDean (“Kiss it Better” de Rihanna), Jean-Baptiste Mondino (“Slave to Love” de Bryan Ferry, “Human Nature” e “Justify my Love” de Madonna), Inez e Vinoodh (“Hidden Place” de Björk, “Applause” de Lady Gaga), Terry Richardson (“Wrecking Ball” de Miley Cyrus). Mas será que existe algum mais fashionista que “Freedom! ’90“? Agora com mais de 39 milhões de visualizações no YouTube após a morte de George Michael, ele junta modelos (coisa que outros já fizeram, inclusive o próprio George em “Too Funky“), dublagem (ou o que agora se convencionou chamar de lip sync pós-“RuPaul’s Drag Race” e a “Batalha de Lip Sync” do Comedy Central) e… carão, claro. Quando foi lançado, exatamente em 1990 como o nome da música já denuncia, as supermodelos começavam a despontar como as celebridades da década e o vídeo se transformou em um marco que todo fashionista iria se referir como o clipe mais fashion do mundo. E a gente separa alguns dos fatos mais instigantes sobre ele, o clássico! Confira:

. Sabe por que o nome da música é “Freedom! ’90”? Porque George já tinha gravado uma música chamada “Freedom” antes, ainda no Wham!.
. David Fincher, o diretor de “Freedom! ’90”, é responsável por pelo menos dois outros clipes que são considerados superfashionistas: “Vogue” e “Express Yourself“, ambos de Madonna e ambos da mesma época. “Vogue” também é de 1990, e “Express Yourself” veio um ano antes, em 1989.
. No fim dos anos 90, David Fincher viria a dirigir um filme com um dos figurinos mais instigantes da década, que já inspirou vários estilistas depois: “Clube da Luta“, de 1999.
. Mais recentemente, em 2013, Fincher voltou a fazer um clipe bem estiloso: Suit & Tie“, de Justin Timberlake com participação de Jay Z, que contou com looks de Tom Ford.
. Sabe os cabelos mais incríveis que você vê nas passarelas internacionais? São de autoria de Guido Palau. E é ele quem assina os penteados de “Freedom! ’90”, ainda no começo da carreira.
. Em janeiro de 1990, a capa da “Vogue” UK anunciava a era das supermodelos. Quem estava na foto histórica de Peter Lindbergh? Naomi Campbell, Cindy Crawford, Christy Turlington, Linda Evangelista e Tatjana Patitz. São as 5 que aparecem em seguida no clipe – George Michael partiu dessa capa pra convidá-las.
. Assim como o clipe tem um visual meio “industrial”, a foto de Peter Lindbergh, apesar do fundo borrado, também foi feita em um local parecido: o então detonado Meatpacking District em NY. Pro estilista Zac Posen, que era uma criança na época, o clipe de “Freedom! ’90” é um prenúncio do grunge com sua estética mais limpa, contrária ao glamour estonteante dos anos 80.
. O clipe foi gravado em 6 dias porque as modelos não gravaram ao mesmo tempo no Merton Park Studios. Só Christy e Linda apareceram juntas no mesmo dia, pois interagem em uma cena.
. Quem fez a ponte entre George e as meninas foi Naomi em si: o cantor a encontrou em Los Angeles e perguntou o que era necessário pra que elas participassem. Ela respondeu: “Você teria que nos levar de avião até lá, basicamente”, já que elas moravam nos EUA e o clipe seria gravado em Londres. Mas receberam um pagamento, também: US$ 15.000 pra cada, dizem.
. Cada uma fazia um “tipo”, mas a instrução não foi interpretá-lo – isso já era algo natural delas. Linda era mais engraçada; Naomi mais forte, empoderada; Christy mais fina, classuda; Tatjana meio vamp tipo filme noir; e Cindy era a pin-up.
. Na noite antes de embarcar pra Londres pra gravação, Naomi participou de um desfile de Thierry Mugler em Paris. “Too Funky”, clipe de 1992 de George, seria dirigido por Mugler e contaria com roupas criadas por ele. Essa nova empreitada envolvendo modelos traria Linda Evangelista, Eva Herzigova, Nadja Auermann, Emma Sjöberg, Estelle Hallyday, Shana Zadrick, Tyra Banks, Beverly Peele e Emma Balfour, mais as atrizes Julie Newmar e Rossy de Palma e os performers Joey Arias e Lypsinka. A ideia inicial era usar as 5 de “Freedom! ’90”, mas no fim Mugler decidiu mudar tudo e só manteve Linda no casting.
. Naomi já havia participado de videoclipes antes. Inclusive de “Is This Love” de Bob Marley, quando ainda era uma criança, em 1978! Em 1991, ela apareceria em “Cool As Ice” de Vanilla Ice; em 1992 seria a vez de “In The Closet” de Michael Jackson e do polêmico “Erotica” de Madonna (no qual ela beija a cantora na boca). E em 1995, o deliciosamente kitsch “Love and Tears“, cantado por ninguém menos que… a própria Naomi! Mais recentemente, em 2016, ela apareceu arrasando no lip sync em “Drop Bomb Me” de Anohni.
. E Christy? Ela já havia aparecido em um clássico, uma dos maiores hits das passarelas: “Notorious“, de Duran Duran, aos 17 aninhos em 1986.
. Linda sempre foi conhecida por pintar seu cabelo de cores diferentes; inclusive apelidada de “camaleão”. Mas pro clipe ela não pintou o cabelo de loiro – já estava assim quando ela chegou, por causa de um trabalho anterior.
. Dizem que Linda foi a mais difícil de ser convencida a participar. Hoje ela diz que é esse vídeo, e não as capas de revista, que as pessoas mencionam quando a abordam na rua…
. “Get the look”: o lápis de boca que Linda usa no clipe é o Spice da M.A.C.
. Tatjana era fã de George desde a época de Wham!. Tipo crush, mesmo!
. O figurino de Camilla Nickerson, hoje editora da “Vogue”, ia na contramão do exagero dos anos 80. E muita coisa saiu da sua própria casa: o suéter preto de Linda, as botas de motoqueiro de Naomi (que eram do então namorado de Camilla). Mas um item foi comprado: o lençol de linho de Christy.
. O que pouca gente comenta é dos homens: John Pearson, por exemplo, era um modelo não tão famoso quanto as colegas de clipe na época. Perguntaram pra ele se ele participaria das gravações de graça e ele negou. Acabaram pagando; e depois do lançamento ele ficou bem mais conhecido, até pegando o título de supermodelo masculino por osmose!
. O clipe fez tanto sucesso na época que o desfile de outono-inverno 1990/91 da Versace teve “Freedom! ’90” na entrada final e as tops dublaram a música na passarela! Isso ficou marcado na história de uma das relações mais fortes da indústria da moda na época: as supermodelos e a casa Versace.
. Uma curiosidade: Tatjana foi a única das 5 que não apareceu nesse desfile da Versace. Era como uma previsão de que sua carreira não seria tão produtiva quanto a das outras… Hoje ela é a menos conhecida das 5 supermodelos.
. Em 2011 rolou uma tentativa de atualização de “Freedom! ’90” da parte de outros ingleses: o grupo Duran Duran. O clipe “Girl Panic!, que é bem divertido mas na categoria “Icônico” fica longe de “Freedom! ’90”, conta com Naomi Campbell e Cindy Crawford mais Yasmin Le Bon (que é mulher do guitarrista), Eva Herzigova e Helena Christensen – as outras 3, em igual ou menor medida, também consideradas supermodelos e contemporâneas das colegas. Aqui cada uma fazia o papel de um dos integrantes da banda. O clipe foi dirigido por Jonas Åkerlund, um superdiretor de vídeos musicais responsável por pérolas como “Smack my Bitch Up” do Prodigy, “Ray of Light” de Madonna, “Beautiful” de Christina Aguilera e “Telephone” de Lady Gaga com Beyoncé.
. O clipe de “Freedom! ’90” já foi citado no programa “Batalha de Lip Sync”, quando Zachary Quinto competiu. Com direito a participação de Cindy Crawford em si refazendo a cena da banheira! 😮
. Robbie Williams, que regravou a música em 1996 como seu primeiro single solo após a saída do Take That, gravou um clipe. Que não tem nada a ver com o original, inclusive, e é bem, digamos… bobo. [Lilian Pacce]