La Roche-Posay lança adesivo que detecta o nível de exposição da pele aos raios solares

la-roche1.jpg

Com a chegada do verão, as festas de final de ano e as férias se aproximando, o desejo pelo bronzeado perfeito aumenta. Os cuidados – e os perigos – com o sol já são velhos conhecidos, mas de acordo com uma pesquisa encomendada pela La Roche-Posay, 98% dos consumidores brasileiros estão cientes de que a exposição ao sol sem proteção pode causar problemas de saúde, porém apenas 32% protegem-se durante todo o ano, independentemente da época.

Sabendo disso, a marca francesa traz ao Brasil o Meu UV Patch, um adesivo conectável inteligente que mede e monitora a exposição da pele aos raios ultravioletas, com o intuito de educar e conscientizar a população sobre a importância da proteção solar. “A La Roche-Posay não se limitou em garantir a melhor proteção solar através da linha de protetores Anthelios. Buscamos na tecnologia uma forma inovadora de cuidar e mudar o comportamento das pessoas em relação ao sol”, diz Valerio Gargiulo, diretor da marca no Brasil.

promovogue - la roche (Foto: Divulgação)

Os usuários poderão scannear o patch e fazer o upload no aplicativo Meu UV Patch, que analisa as diferentes nuances de corantes fotoativos para determinar a quantidade de exposição à radiação UV que o usuário recebeu. O Meu UV Patch está disponível no iOS e Android. Para mais informações: www.larocheposay.com.br

Anúncios

Top plus size Ashley Graham entra para o “America’s Next Top Model” e promete revolucionar a atração

ash2-gettyimages-629392650Se você já está familiarizada com as expressões “smize” (sorria com os olhos) e “tooch booty” (empine o bumbum), com certeza é fã do reality “America’s Next Top Model”, que estreou em 2003 e promete mudanças para a nova temporada. Além da substituição de Trya Banks por Rita Ora, um novo time de jurados promete dar fôlego à atração. Entre os nomes de destaque estará Ashley Graham, a modelo plus size mais celebrada do momento.

Em entrevista à Marie Claire US, ela conta de que maneira promete influenciar o programa a assumir diretrizes voltadas à valorização de uma beleza sem padrão. Segundo ela, ser modelo a partir de agora significa usar sua voz para propor mudanças.

Marie Claire – Muitas modelos têm usado sua popularidade para criar e propagar questões sociais importantes. Você pretende encorajar as candidatas do ANTM a expor suas opiniões?
Ashley Graham –
Com certeza, 100%. Acho importante que as modelos entendam que não basta mais ter apenas um rostinho bonito, é preciso ter uma voz que possa mudar a maneira como a indústria enxerga ser uma silhueta adequada. No meu caso, enxerguei uma janela onde não estavam me oferecendo trabalhos editoriais e onde eu não era vista além de uma garota de catálogo, que foi onde fui colocada pelo agente. Se você quer mais, vá conquistar mais. Se você precisa falar mais alto para fazer isso, então faça. Assim que tive uma oportunidade, usei minha voz de uma maneira gigante.

MC – Você promove a ideia de que todo mundo é bonito e todos os corpos devem ser celebrados, mas ao mesmo tempo se trata de uma competição. Como você vai julgar tendo isso em mente?
AG –
Nós escolhemos todas as meninas pelo seu próprio valor e ouvimos seus sonhos, planos e histórias. Não foi uma escolha baseada nas fotos das mais bonitas. Foi tipo: ‘Quais são os seus objetivos, sonhos, aspirações? O quão longe ela pretende ir sem o America’s Next Top Model? E quais são os planos para depois da vitória? Algumas tinham isso em mente, outras não. E as que não tinham começaram a refletir e entenderam que existia toda uma outra oportunidade por trás de um rosto bonito. Muitas meninas do programa cresceram entendendo quem elas eram e o que queriam.

Ashley Graham (Foto: Getty Images)

MC – Você pode dizer qual é a importância da mídia social para uma modelo em 2016?
AG –
Enorme! Eu não estaria onde estou hoje se não fossem as redes sociais. Elas me deram voz e funcionaram como uma plataforma, foi um lugar que me conectou com meus fãs, mostraram pra eles o que eu pensava e o que eu pretendo mudar na indústria. Elas representam essas meninas, que sabem o valor do social. Estamos falando sobre ter seguidores, sobre ter voz.

MC – Como você lida com o bullying online? Já é uma realidade que a fama em 2016 vem acompanhada de trolls.
AG –
Acho que conforme você cresce na carreira, você fica mais exposta ao bullying, e nas redes sociais isso é potencializado. O conselho que dou às meninas é: você tem que se manter forte e nãolevar a sério. A indústria da moda não será sempre legal com você, assim como as pessoas das redes sociais. É sobre como você consegue lidar com essa situação e o quanto permite que isso te afete. Você pode se chatear ou simplesmente passar por cima e ignorar os haters.

MC – Você está preocupada com o fato de fazer alguém chorar?
AG –
Teve um momento em que eu estava dando um conselho para uma menina novinha e comecei a chorar antes dela. Se trata de uma questão subjetiva de algo muito próximo e admirado por mim. Eu não me considero chorona, mas nesses momentos de vulnerabilidade, quando você nota o quanto elas desejavam aquilo e o quão difícil é chegar ao topo, você fica sensibilizada por eles. Eu já ouvi: ‘Você não é capaz, você é gorda demais, não é suficientemente boa’. E no fim, estou aqui treinando essas garotas e dizendo a elas o quão difícil é chegar lá. Você verão lágrimas rolando, mas é tudo por uma boa causa.

Carolina Herrera lança livro para celebrar os 35 anos de carreira

carolina fotonoticia_20161116065946_640 (1).jpgCarolina Herrera é uma das estilistas mais importantes das últimas décadas. Com um estilo clássico e superelegante, ela acaba de completar 35 anos de carreira na moda. Para celebrar a data, Carolina lança um livro especial com toda a história de sua marca. ‘Carolina Herrera: 35 anos de moda’ foi escrito por J.J Martin e também conta com depoimentos, entrevistas e fotografias exclusivas de 1981 até os dias de hoje.

“Quando queremos fazer alguém se sentir especialmente glamouroso nas páginas da ‘Vogue’, apostamos em Carolina Herrera, que personifica o poder e o otimismo do estilo americano. Ela era e permanece a própria imagem de elegância para as mulheres”, conta Anna Wintour, editora-chefe da Vogue America e cliente assídua da estilista, na publicação.

A preferência das primeiras-damas por Carolina Herrera também é tema na obra. Os modelos da grife usados por Jacqueline Kennedy e, mais recentemente, por Michelle Obama, marcaram aparições públicas e chamaram a atenção do.
‘Carolina Herrera: 35 anos de moda’ tem 240 páginas e custa 75 dólares.

Laís Ribeiro inspira bolsa criada por Narciso Rodriguez para a Bottletop

11-102816_bottletop114885

Garota-propaganda da marca, Laís Ribeiro é imortalizada em tote sustentável
Embaixadora da Bottletop – marca ecofriendly e cool sediada em Londres –, Laís Ribeiro acaba de ser eternizada em forma de bolsa pela grife e por Narciso Rodriguez, que assina uma linha de acessórios em parceria com a label desde 2012.
Elaborado à mão com couro sustentável da Amazônia e metal reciclado no ateliê da marca, em Salvador, o modelo (US$ 995) é uma prática tote de tamanho médio e será lançado nesta quarta-feira (13) em Nova York.

Novo recurso do Google facilita a vida de quem quer ir do iPhone para o Android

google-drive-iphone-backup-780x458

O Google adicionou um novo recurso ao app do Google Drive no iOS que facilita um pouco a vida de quem quer trocar de um iPhone para um Android: agora, é possível fazer backup de todos os seus contatos, agendas e fotos para o Drive a partir do iOS.

O novo recurso aparece no menu de configurações na área “backup”, e o tempo de armazenamento dos seus dados pode demorar bastante dependendo de quantas coisas estiverem guardadas no iPhone, mas é um jeito bem simples de transferir dados do sistema da Apple para o Android.

Depois que o backup for finalizado, todos os dados estarão disponíveis nos apps do Google no Android sem que você precise fazer mais nada.

A nova função pode ser vista como uma resposta ao Move to iOS que a Apple lançou no Android e faz basicamente o oposto: ele facilita a transferência de dados do Android para o iOS.
A atualização está sendo liberada aos poucos para os usuários de iOS. [The Verge]

Os óculos de madeira de reuso da Hayô

191016-hayo-oculos-1-571x600

Conheça a Hayô, que nasceu em meio a era da economia criativa – e com propósitos bem legais! 

A Hayô, de Sandra e Jörg Zimmerman, tem um compromisso sócio ambiental – a marca de óculos feitos de madeira de demolição só utiliza em sua produção colas e óleos certificados por orgãos ambientais. É mais uma marca que se une ao importante time pró meio ambiente, buscando produções sustentáveis com transparência e qualidade!

Na marca, a tag que vem junto com os óculos conta a história das madeiras que entram na produção (em jatobá, peroba, jacarandá e pereira), resgatadas na ruína de uma fazenda cafeeira do século 19. O projeto só saiu do papel graças a um financiamento coletivo – e hoje você pode adquiri-los pela loja coletiva +Alma e na MeanIt, loja virtual voltado pra moda ética! Confira abaixo alguns modelos!

Hayô: hayo@hayo.art.br
+Alma: ola@maisalma.com

Antigo monastério vira apê moderno e cheio de luz na Polônia

01-reproducao-dezeen-edmund-dabneyPorque os invernos têm dias curtos, a luz natural foi priorizada no apartamento, que recebeu revestimentos claros e um layout integrado
Em Cracóvia, na Polônia, este apartamento costumava abrigar um monastério antes da reforma assinada pelo escritório londrino Studio Mills.

“O cliente queria uma casa moderna. Nós baseamos o design na arquitetura do apartamento. Um extra é que como é uma cobertura, ele é inundado por luz”, contaram as profissionais ao Dezeen, que publicou o projeto.

A luz natural foi uma prioridade na transformação, para que os invernos com dias curtos pudessem ser aproveitados ao máximo. Para isso, os ambientes foram integrados ao máximo, o piso recebeu revestimentos claros e a base branca foi eleita.

Minimalista com inspiração escandinava, o décor é composto por uma mistura de equilibrada de tons neutros com pontos de cor focados nos objetos, como as almofadas, poltrona e mesa lateral. Na sala, a biblioteca leva uma escada – tudo em branco.

A mesa de jantar separa a cozinha do living e leva mesa de madeira clarinha e cadeiras em branco, preto e cinza.

Na cozinha e no banheiro, o mármore branco marca presença.