Aos 37, top polonesa Joanna Krupa posa só de fio dental e ostenta curvas: “Espelho, espelho meu…”

joanna

A top e atriz polonesa Joanna Krupa, de 37 anos, deixou os fãs babando ao postar em seu Instagram, na segunda-feira (10), uma selfie na qual aparece usando apenas uma calcinha fio dental.
“Espelho, espelho meu na parede…Bom dia”, escreveu ela, que ainda usou hashtags como “ame a si mesma”, “saúde”, “confiança”, “diga não ao ódio” e “tudo natural”, deixando claro que não se submeteu a nenhuma cirurgia plástica.

Anúncios

9 espaços de coworking com decoração inspiradora

09-utopic_us-s-em-madri-espanha

Mudar de ritmo e de ambiente pode ser o empurrão necessário para tornar o dia de trabalho mais prazeroso. Esse é um dos motivos que explica a popularidade dos espaços de coworking: uma alternativa aos escritórios tradicionais, muitos apostam em uma decoração descontraída e que estimula a criatividade. O site Rue Mag selecionou nove coworkings inspiradores ao redor do mundo. Confira:

1. WeWork, em Miami, Estados Unidos

Reprodução | Rue Mag
01- WeWork, em Miami

2. Betahaus Berlin, em Berlim, Alemanha

Reprodução | Rue Mag
02-Betahaus Berlin, em Berlim, Alemanha

3. The Archery, em São Francisco, Estados Unidos

Reprodução | Leslie Santarina | Rue Mag
03-The Archery, em São Francisco, Estados Unidos

4. Duke Studios, em Leeds, no Reino Unido

Reprodução | Rue Mag
04-Duke Studios, em Leeds, no Reino Unido

5. Coworkrs, em Nova York, Estados Unidos

Reprodução | Rue Mag
05-Coworkrs, em Nova York

6. Hubud, em Bali, Indonésia

Reprodução | Franz Navarette | Rue Mag
06-Hubud, em Bali, Indonésia

7. One Roof, em Melbourne, Austrália, e em Montauk e Culver City, Estados Unidos

Reprodução | Rue Mag
07-One Roof, em Melbourne, Austrália, e em Montauk e Culver City, Estados Unidos

8. The Farm SoHo, em Missouri, Estados Unidos

Reprodução | Rue Mag
08-The Farm SoHo, em Missouri, Estados Unidos

9. utopic_US, em Madri, Espanha

Reprodução | Rue Mag
09- utopic_US’s, em Madri, Espanha

Móveis e acessórios para turbinar o décor da varanda

varanda-boulevard-carol-de-andrade.jpeg

De madeira, fibra, metal ou tecido, as peças desta seleção vão deixar seu canto ao ar livre ainda mais elegante. Confira! [Nádia Simonelli]

Divulgação
moveis-acessorios-varanda

Cadeira Huelva, de alumínio pintado e fibra sintética. Na Loja CASA CLAUDIA, vale 705 reais.

Divulgação
moveis-acessorios-varanda

Mesa de centro Assim, assinada por Rodrigo Ferreira e Roberta Rampazzo. Por 16 047 reais na Decameron.

Divulgação
moveis-acessorios-varanda

Pendentes Mudra P66, feitos de cimento. Da Cristiana Bertolucci Estúdio, custam 914 reais, cada um.

Divulgação
moveis-acessorios-varanda

Banco de ferro Lunari. À venda na Loja CASA CLAUDIA por 1,8 mil reais.

Divulgação
moveis-acessorios-varanda

Mesa lateral de fibra SM0036, 1 355 reais. Da Estar Móveis.

Divulgação
moveis-acessorios-varanda

Balanço Nó, de eucalipto e corda, encontrado por 172 reais na Meu Móvel de Madeira.

Divulgação
moveis-acessorios-varanda

Rede Cadeira Azul, de algodão. Preço: 180 reais na Loja CASA CLAUDIA.

Divulgação
moveis-acessorios-varanda

Banco Atibaia Outdoor, de Paulo Alves. Por 4 080 reais no Ibacana.

Divulgação
moveis-acessorios-varanda

A mesa lateral Aram tem estrutura de alumínio e corda, com tampo de madeira. Da Donaflor Mobília, vale 1 650 reais.

Divulgação
moveis-acessorios-varanda

Poltrona Ahnda e pufe, ambos da Dedon. Custam, respectivamente, 28,5 mil e 13 645 reais na Collectania.

Empresas e designers do primeiro time voltam suas atenções para a criação de móveis infantis

1475863949227

O designer Oki Sato, do estúdio Nendo, em seu cavalinho de acrílico feito para a marca italiana Kartell  Foto: Divulgação

Tudo começou quando o empresário Eugenio Perazza, fundador da Magis, uma das empresas líderes do segmento de alto design da Itália, resolveu presentear sua neta de 5 anos com uma mesa para desenhar. Folheando catálogos, ele percebeu que não havia móveis desenhados especificamente para atender a essa faixa etária. E, a bem da verdade, nem ao redor dela.

“Não estava a procura de móveis em escala reduzida, mas em design para crianças. Na hora percebi que existia um nicho a ser suprimido”, comenta Perazza, que criou em 2004 a linha Me Too de mobiliário e acessórios. Peças criadas por designers consagrados, especificamente para o público infantil.

“Procuro estimular os profissionais a verem o mundo através dos olhos de uma criança. Esse é o melhor caminho”, afirma o empresário, que, desde então, mantém em catálogo produtos voltados para o segmento que levam a assinatura de Javier Mariscal, Enzo Mari e Philippe Starck, entre outros. As cadeiras Trotter, com roda para transporte, de Rogier Martens, e a Little Big, que pode ter sua altura ajustada conforme a criança cresce, do estúdio Big Game, estão entre os lançamentos apresentados no Salão do Móvel de Milão, em abril passado.

Para alegria dos pequenos, não se trata de uma iniciativa isolada. Em anos recentes, a clássica Elephant Chair, criada em 1945 pelo casal Charles e Ray Eames, de compensado curvado, foi relançada pela Vitra em polipropileno. Assim como a série Zoo de relógios, de 1965, assinada por George Nelson. Sem falar da Kartell, a gigante dos plásticos, que lançou este ano sua primeira linha de produtos voltados para o mercado infantil.

“Nosso móvel para crianças pioneiro, a cadeira 4999, projetada por Marco Zanuso e Richard Sapper, em 1964, não só foi um dos primeiros produtos da nossa linha ‘habitat’ como foi um dos primeiros móveis de plástico criados especificamente para o público infantil no mundo”, conta o presidente da empresa, Claudio Luti, que, meio século depois, acredita no potencial de produtos para essa fatia do mercado, segundo ele, em plena expansão.

“Com vistas a atender crianças de 3 a 8 anos, procuramos adaptar alguns itens de nosso catálogo para melhor se ajustarem aos espaços delas. Mas também oferecer uma linha de peças inéditas, desenvolvidas por nosso time com as mesmas tecnologias e matérias-primas de nossos demais produtos”, afirma Luti.

Assim, a coleção lançada em abril se estrutura em três segmentos. O primeiro traz assentos ou superfícies de apoio que podem se transformar em brinquedos, como a série Smile, desenvolvida pelo estúdio Nendo, sob inspiração dos emoticons. Depois, algumas peças foram concebidas especificamente para funcionarem como brinquedos. Caso dos carros e tratores criados por Piero Lissoni, usando chapas coloridas de metacrilato e estrutura de metal. Ou ainda do cavalo de balanço de Nendo, no mesmo material.

Por fim, surgem objetos pensados para preencher espaços de uso cotidiano e áreas de lazer, como o balanço criado por Starck com policarbonato transparente e a mesa Clip Clap, de Ferruccio Laviani, que pode ser montada e desmontada para melhor se adequar ao tamanho de seus usuários. “Diria que, sob qualquer aspecto, são produtos intrinsecamente ligados à filosofia Kartell, mas que vão além disso. São produtos brincalhões, divertidos, envolventes. Afinal, as crianças são muito exigentes”, pontua Luti. [Marcelo Lima]

Coleção Smile, outro desenho de Sato para a Kartell  Foto: Divulgação

Da Kartell, balanço de acrílico criado por Philippe Starck  Foto: Divulgação
Cadeiras Little Big, do Big Game, para a marca italiana Magis  Foto: Divulgação
De Oki Sato, do estúdio Nendo, cavalinho de acrílico para a Kartell O designer Oki Sato, do estúdio Nendo, brinca no cavalinho de acrílico que criou para a Kartell Foto: Divulgação
 Veículos de metacrilato de Piero Lissoni para a Kartell  Foto: Divulgação
 A cadeira Trotter, de Rogier Martens para a Magis, tem roda para ser movida Foto: Divulgação
Relógio de parede da série Zoo, criado em 1965 por George Nelson para a marca Vitra  Foto: Divulgação
 A cadeira 4999 foi a primeira peça para crianças feita pela Kartell, em 1964  Foto: Divulgação

Lena Dunham revela que sofreu assédio sexual de executivo da TV

lena-dunham-2016-matrix-awards-red-carpet-fashion-tom-lorenzo-site-2

Criadora e protagonista da série ‘Girls’, a atriz Lena Dunham foi vítima recentemente de assédio sexual de um executivo de televisão. A informação foi revelada por uma amiga pessoal da artista, Jenni Konner, em um texto recém-enviado aos assinantes do site pessoal da atriz. De acordo com o relato, o assédio ocorreu em um restaurante e o produtor é um profissional conhecido da TV nos Estados Unidos.
A amiga de Dunham escreveu que o empresário encontrou com a atriz em um restaurante e pediu que ela ajudasse a convencer uma das atrizes de sua produção a tirar a roupa em uma cena. De acordo com o relato, o homem afirmou: “Você mostraria tudo”. O executivo ainda teria mostrado uma foto considerada inapropriada para a atriz. Konner afirmou que essa não é a primeira vez que algo do tipo acontece com Dunham.
O texto foi encerrado com um apelo: “Precisamos compartilhar as nossas histórias para que elas deixem de ser segredos. A única coisa que permite que esses homens continuem a agir dessa forma é a certeza que eles tem de que não sofrerão as consequências de seus atos”.

RGirls/Moda I Paris Fashion Week: 5 destaques da semana de moda francesa

dior-home-1

A estreia de Maria Grazia Chiuri na Dior (Foto: Imaxtree)
A temporada de desfiles verão 2017 chega ao fim com a Semana de Paris. As editoras Mari Di Pilla e Maria Clara Póvia da Marie Claire fizeram uma seleção dos 5 destaques da moda na Cidade Luz. Confira!

O melhor desfile

O frescor da Valetino e a primeira apresentação de Pierpaolo Piccioli para a maison (Foto: Imaxtree)O frescor da Valetino e a primeira apresentação de Pierpaolo Piccioli para a maison (Foto: Imaxtree)

A locação era incrível – o Hôtel Solomon de Rothschild, inaugurado no fim do século XIX – a expectativa era enorme, afinal seria a primeira apresentação de Pierpaolo Piccioli naValentino sem a antiga dupla de criação, Maria Grazia Chiuri, agora na Dior. Com a ex colega na primeira fila, ao lado de Valentino Garavani e Alber Elbaz, Pierpaolo deu um show com a melhor apresentação da temporada. A cartela de cores inusitada iluminou os incríveis vestidos fluidos, bordados e com leves transparências. As spikes, marca registrada da era Maria-Pierpaolo, surgiram em porta-batons com espelhinho – desejo imediato entre os convidados.

Muito brilho

O rosto iluminado da Moncler e da akai (Foto: Imaxtree)O rosto iluminado da Moncler e da akai (Foto: Imaxtree)

O gloss e o glitter se mantêm firmes e fortes no topo das tendências. E ambos surgiram em todo o rosto – nas pálpebras, lábios e nas maçãs. Prefere algo mais leve? O iluminador é a melhor pedida, principalmente o de textura em pó, aplicado com pincel nas têmporas.

A surpresa da semana

O sexy da Louis Vuitton (Foto: Imaxtree)O sexy da Louis Vuitton (Foto: Imaxtree)

Desde que assumiu o comando da Louis Vuitton, em 2013,Nicholas Ghesquière criou a sua marca na maison com recortes estratégicos, saias mini e calças justas. Desta vez, o designer francês surpreendeu os fashionistas com looks de renda, alfaiataria oversized e até longos sexy  para festa. Afinal, que mulher não gosta de ter várias facetas?

Cabelo arrumadinho

Os fios comportados da Alexis Mabille e Acne (Foto: Imaxtree)Os fios comportados da Alexis Mabille e Acne (Foto: Imaxtree)

Sim, houve algumas loucurinhas, fios com volume, tranças, etc. Mas o que dominou as passarelas francesas foram os cabelos bem polidos e esticadinhos, tanto soltos quanto presos em coques  ou rabos-de-cavalo baixos. Para copiar o look, invista no gel e no spray de brilho para dar acabamento.

Perfume feminista

 A marca de Maria Grazia Chiuri em seu trabalho na Dior (Foto: Imaxtree)A marca de Maria Grazia Chiuri em seu trabalho na Dior (Foto: Imaxtree)

Primeira mulher a ser diretora criativa na Dior, a italiana Maria Grazia Chiuri trouxe para a passarela da grife uma coleção superfeminina, com direto a tailleur bar revisitado, tons sóbrios – o preto e branco dominaram – e discurso feminista. A camiseta com a mensagem “We should all be feminists” (Todos nós deveríamos ser feministas) certamente será um dos hits da temporada.

As carreiras preferidas por homens e por mulheres no Brasil

size_810_16_9_download_-5Mulher e homem: dados do Inep mostram as graduações preferidas por cada gênero
Claudia Gasparini, de EXAME.com
São Paulo — Pedagogia é o curso mais popular entre as mulheres no Brasil, ao passo que direito é a carreira preferida pelos homens. A informação consta no
Censo da Educação Superior 2015, que acaba de ser divulgado pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

Com base em dados do ano passado, o levantamento identificou as graduações com maior número de matrículas no país. Somados os alunos dos gêneros feminino e masculino, os campeões de popularidade são direito, administração, pedagogia e ciências contábeis. Esses mesmos cursos ocupam o topo do ranking desde 2009 — o que varia é a posição de cada um.
A lista das profissões preferidas pelas mulheres é dominada por graduações em humanidades, como pedagogia e direito, ou formações ligadas à saúde, como enfermagem e fisioterapia.
Já no ranking dos cursos com mais homens matriculados aparecem com destaque disciplinas de exatas, como engenharia e tecnologia.
Veja a seguir as tabelas com as carreiras favoritas pelos brasileiros de cada gênero, segundo o Inep:

Mulheres

109x

Homens

109d